sábado, 31 de maio de 2008

Quem questiona não é bem-vindo na igreja

A diferença sempre foi vista com curiosidade ou estranheza. A cor de sua pele, por exemplo, pode tornar você um estranho em alguns cenários. Já seu poder aquisitivo ou sua educação têm a capacidade de fazer com que se destaque em determinados ambientes. Até mesmo seu estilo de adoração, a linha teológica que você adota ou sua preferência por algum partido político podem colocá-lo à margem – ou para além dela – em certos casos. A verdade é que ser, pensar, olhar ou agir de modo diferente da maioria pode empurrar determinado indivíduo para fora dos círculos sociais e religiosos.

Fato é que, nas nossas igrejas, sempre há uma pessoa, ou um grupo, que na maioria das vezes se sente diferente da maioria – e gente assim quase sempre é marginalizada. Dan Taylor, em The Myth of Certainty [O mito da certeza], chama essas pessoas de “cristãos reflexivos”. Os menos solidários classificam-nas como questionadoras da fé; e, muitas vezes, suas atitudes de inconformismo fazem com que se tornem desrespeitados em suas comunidades.

Como quase todos os protestantes sabem, no século 16 a Igreja Católica Apostólica Romana estava empolgada acerca da emissão das famigeradas indulgências. Elas eram alardeadas pelo clero como maneiras de reduzir o tempo das pessoas no purgatório através da doação de dinheiro ou bens à Igreja. Mas apesar da generalização de tal prática, muitas pessoas não se contiveram e questionaram o programa de indulgência proposto pelas autoridades eclesiásticas. Elas duvidaram do que a instituição sustentava com tamanha convicção, simplesmente porque aquilo não fazia sentido para esses cristãos questionadores. Se permanecessem em silêncio, iriam se sentir desonestos e frustrados; contudo, se levantassem suas questões, seriam vistos com desconfiança. Alguns desses questionadores, como Martinho Lutero se manifestaram e descobriram que cristãos reflexivos, já àquela altura, não tinham futuro na Igreja.

Aproximadamente cem anos mais tarde, Galileu Galilei olhou através de um telescópio certa noite e viu luas posicionadas como bailarinas em órbita de Júpiter. Logo percebeu que a Igreja estava errada ao sustentar a visão de mundo tradicional, geocêntrica, que havia herdado de Aristóteles e Ptolomeu. Infelizmente, quando passou a questionar abertamente a corrente majoritária, ele descobriu aquilo que Martinho Lutero já sentira na pele: cristãos reflexivos não eram bem-vindos à Igreja.

Uma história semelhante poderia ser contada acerca do célebre evangelista John Wesley, que duvidava daquilo que todos sabiam: que atividades sagradas, como a pregação, precisavam ser desenvolvidas em espaços sagrados, como púlpitos. Por discordar disso, ele foi à porta das minas de carvão do Reino Unido anunciar a salvação em Jesus a trabalhadores que não freqüentavam os templos. Poderíamos falar ainda de crentes reflexivos como Phineas Bresee, fundador dos Nazarenos, que duvidou que pessoas pobres devessem ser evitadas por cristãos honrados. E o que dizer de Menno Simons, o líder dos anabatistas, que discordava da voz corrente de que cristãos deveriam matar outros cristãos em nome de Cristo?

Questionadores contemporâneos, como o pastor Martin Luther King Jr e o bispo Desmond Tutu, duvidaram que a raça fosse um fator de comunhão, e enfrentaram forte oposição por isso. Já líderes como Bill Hybels ou Rick Warren, com suas propostas de uma nova eclesiologia, ou talvez você, com suas idéias ainda não devidamente expostas, também tendem a provocar certo desconforto devido a suas posturas… Os heróis que estudamos na história da Igreja começaram como cristãos reflexivos que duvidaram daquilo que todos consideravam ser o óbvio. Como conseqüência foram, em quase todos os casos, marginalizados. Quando comunidades habitualmente marginalizam ou excluem seus membros mais reflexivos – aqueles que fazem perguntas difíceis sobre coisas que são completamente basilares para a maioria –, é claro que os que são estigmatizados acabam feridos.

A comunidade que exclui, no entanto, também é ferida, porque ao agir assim corta da própria pele recursos de crescimento e de renovação. Além disso, constrói resistências exatamente para aquilo que em breve será necessário, o que deixa no ar uma pergunta urgente: quem são os cristãos reflexivos, que talvez sintam que já estão com a camada de gelo bem fina nas margens, ou seja, prestes a serem marginalizados por completo? E o que seria necessário para dizer-lhes que eles são queridos, necessários e respeitados, que a sua diferença não é um problema a ser resolvido por meio da pressão para que se amoldem, mas que sua atitude questionadora é um recurso?

Aqui vai uma sugestão: que esses cristãos reflexivos sejam ouvidos! Tentemos entender suas perguntas, frustrações e novas idéias, mesmo que não concordemos com suas inquietações. Sejamos atenciosos, dando-lhes espaço para serem quem são, mesmo se pensam diferente da maioria. Às vezes, talvez seja preciso se posicionar entre eles e seus críticos mais contundentes a fim de defendê-los das forças que mantêm as fronteiras e promovem a exclusão. Um coração bondoso e um ouvido disposto a escutar podem manter os cristãos reflexivos dentro da comunidade – e, se a renovação vier das margens, como quase sempre parece ser o caso, então, ao amputarmos essas nossas margens, fazemos aquilo que os chefes dos sacerdotes e escribas fizeram quando uma voz necessária apareceu às margens de sua comunidade. Será que estamos escutando seu clamor?

Fonte: Brian McLaren (tradução de Jorge Camargo) em Cristianismo Hoje via Caminhada Cristã.

sexta-feira, 30 de maio de 2008

Em oração

Se no entanto,
como por encanto se descortinasse o manto,
e todos vissem
e muitos ouvissem
e ao menos alguns entendessem,
que a verdade e a vida quando libertas
fazem da alegria uma casa de portas abertas,
que o amor e o perdão quando unidos
realizam milagres nos perdidos,
que a fé e a esperança quando ativas
levantam os mortos e nos restauram a vida.
Então,
como por encanto
e se no entanto descortinado estivesse o manto,
tudo se faria em cor,
em sabor
e em amor,
e toda dor finalmente iria
para de onde não mais voltar poderia.

*****
Peço a Deus pelos homens que estão cegos pela violência, ganância, ódio, maldade, sordidez, inveja e poder. Seja dentro de casa, dentro das igrejas ou no meio da rua.
Que haja um despertar para o amor e que lhes seja tirado o véu que os impedem de ver a Cristo.

(em Cristo)
.
Autor: Alice
.

Vídeos do Youtube com melhor qualidade

Eita, pessoal, ficamos sem postagem ontem, né?! Pedimos desculpas, viu?! Mas, pra compensar, teremos mais de uma postagem hoje.
.
E começamos com uma dica. Trata-se e como assistir os vídeos do Youtube com uma qualidade melhor.
.
O site onde peguei essa dica (o qual nem me lembro mais qual é) diz que a manha permite assistir os vídeos do Youtube com alta qualidade. Bem, eu já testei e, pra falar a verdade, a qualidade não fica tão alta assim (não espere ter um vídeo do tipo Alta Definição), mas que o vídeo fica bem melhor, isso fica!

A manha consiste no seguinte: adicionar o código &fmt=6 no final no endereço do vídeo, isto é, é só clicar na barra de endereços do navegador (onde aparece o endereço do vídeo, algo como http://br.youtube.com/watch?v=mcV3mxjOL8Y - esse vídeo, por exemplo, é aquele do post recente sobre Caça às baleias) e acrescentar esse código ao final do endereço que tá lá. O endereço vai ficar assim então: http://br.youtube.com/watch?v=mcV3mxjOL8Y&fmt=6.

Há um porém! Esse ganho de qualidade lhe custará algo: os vídeos demorarão mais pra carregar!

quarta-feira, 28 de maio de 2008

O valor de um segredo

Óia só que interessante esta notícia veiculada na página do Freakonomics (traduzida) lá no UOL. Ela não é atual - foi publicada em julho de 2006, mas o que importa é a visão econômica da reação em cadeia, se é que podemos dizer assim, por trás do fato. Leia e aprenda!
.
Texto de Steven D. Levitt.
.
Quanto a Pepsi pagaria para obter a fórmula secreta da Coca-Cola?

Alguns funcionários pusilânimes da Coca-Cola foram pegos recentemente tentando vender segredos corporativos da sua companhia para a Pepsi. A Pepsi entregou os vilões, e cooperou na operação para prendê-los.

Teriam os executivos da Pepsi desperdiçado a chance de obter grandes lucros a fim de "fazer a coisa certa"?

Eu almocei com o meu amigo Kevin Murphy um dia desses, e ele fez uma observação interessante: conhecer a fórmula secreta da Coca é algo que provavelmente não teria o menor valor para a Pepsi. Eis aqui a lógica desse raciocínio: digamos que a Pepsi conhecesse a fórmula secreta da Coca e fosse capaz de publicá-la, de forma que todo mundo fosse capaz de fabricar uma bebida que tivesse o mesmo sabor da Coca-Cola. Isso seria algo muito parecido com o que ocorre com os medicamentos vendidos sob prescrição médica quando as suas patentes expiram, e as companhias de medicamentos genéricos entram em cena. O impacto seria a queda acentuada do preço da Coca real (provavelmente o preço não chegaria ao nível daqueles das "cocas genéricas"). Isso seria obviamente terrível para a Coca. E provavelmente também seria ruim para a Pepsi. Com a Coca bem mais barata, as pessoas trocariam a Pepsi pela Coca. Os lucros da Pepsi provavelmente diminuiriam.

Assim, se a Pepsi obtivesse a fórmula secreta da Coca, a empresa não desejaria fornecê-la a ninguém mais. E se eles guardassem o segredo para si e fizessem a sua própria bebida com o sabor exato da Coca? Se eles fossem realmente capazes de convencer a população de que a sua bebida fosse idêntica à Coca, a nova versão da Coca feita pela Pepsi e a Coca-Cola real seriam aquilo que os economistas chamam de "substitutos perfeitos". Quando dois produtos são perfeitamente intercambiáveis nas mentes dos consumidores, isso tende a gerar uma acirrada competição por preços, resultando em lucros muito baixos.

Como conseqüência, nem o produto da Coca nem o da Pepsi seriam muito lucrativos. Assim que a Coca-Cola se tornasse mais barata, os consumidores se afastariam da Pepsi original e passariam a consumir ou a Coca-Cola, ou a Coca fabricada pela Pepsi, que, de qualquer forma, seriam menos lucrativas do que a Pepsi original.

No final das contas, tanto a Coca quanto a Pepsi provavelmente estariam em pior situação caso a Pepsi obtivesse a fórmula secreta da Coca e tentasse tirar proveito disso.

Assim, talvez os executivos da Pepsi tenham agido de forma moralmente louvável ao entregarem os criminosos que roubaram os segredos da Coca.

Ou talvez eles sejam apenas bons economistas.

terça-feira, 27 de maio de 2008

A lição do carro importado

História pra aquecer nossa fé, de autor desconhecido. Leia abaixo.

Morava em Chicago um pregador batista muito pobre, Roy, que ganhou de seu irmão milionário um carro. Último tipo. Certa manhã, ao chegar ao estacionamento para apanhá-lo, o pregador deparou com um rapazinho mal vestido, com o rosto encostado a uma das janelas do "carrão". Tendo-o cumprimentado, ouviu do rapazola a pergunta:

"É seu, patrão?”
Diante da resposta afirmativa, o pregador ouviu nova pergunta: Quanto custou?
Sua resposta surpreendeu o menino:
"Não sei. Meu irmão me deu de presente."
.
Ao ouvir isso, os olhos do menino se arregalaram surpresos. Ele pensou um pouco, e disse depois com um ar de anseio sincero: "Eu queria.. Eu queria..."
.
Roy pensou que podia adivinhar como ele iria terminar a sentença: "Eu queria ter um irmão assim". Mas, em vez disso, ficou pasmo quando o menino olhou para ele e disse:
.
"Eu queria SER um irmão assim..."
Isso moveu o coração do pregador a ponto de convidar o rapaz para dar uma volta no carro. Diante disso, ele (o rapaz) pediu para dirigirem-se à rua onde morava. Novamente, ele pensou que poderia adivinhar qual o desejo do rapazola - mostrar aos meninos da vizinhança a sua "conquista". Novamente, enganou-se.
.
O menino pediu-lhe que parasse por um instante num determinado ponto da rua, em frente a um velho conjunto habitacional. Desceu, prometendo voltar num instante. Depois de uns dez minutos, ele viu alguém descendo vagarosamente a escadaria sem iluminação. À sombra, desciam duas perninhas finas e tortas. Logo compreendeu que era o menino, carregando outra criança menor. Com certeza, seu irmão.
.
Chegando à calçada, colocou-o gentilmente no chão, e disse pro irmão, todo empolgado:

"É como eu lhe disse. E um carro novinho em folha. O irmão deu para ele. Algum dia, eu vou comprar um carro assim para você!".
.
"Quando ouvi essa história fiquei comovido com a generosidade de um irmão para com o outro. Mas não foi o presente do milionário que me impressionou. Afinal de contas, ele poderia ter comprado uma frota de Packards para o irmão com toda a facilidade. Não, eu me comovi com o desejo do menino favelado. Por que sonhava com uma prosperidade impossível? Não! Para que pudesse gastá-la prodigamente com o irmão! Eu gostaria de ser um irmão assim. E você?
.

sábado, 24 de maio de 2008

Caça às baleias: uma história de horror



A caça de baleias com fins comerciais teve início no século 12, na área do Golfo de Biscaia, no Atlântico Norte, próximo às costas espalhola e francesa. Ao longo dos séculos essa caça foi se aprimorando e outros países aderiram - notadamente Estados Unidos, Noruega, Japão, Inglaterra e Rússia, entre outras. No final do século 19, ainda com a utilização de arpões de mão, as frotas comerciais dessas nações começaram a devastar também as populações de baleia dos oceanos do hemisfério sul.

A exploração se agravou ainda mais a partir de 1920, quando a atividade baleeira adquiriu características industriais. Inventou-se um arpão com granada explosiva na extremidade que, ao ser lançado de um canhão, permitia atingir e matar com precisão uma baleia, qualquer que fosse seu tamanho. Ao mesmo tempo, a caça passou a contar com um navio-fábrica, gigantesca embarcação que convertia as baleias em barris de óleo e toneladas de carne embalada e pronta para o consumo - tudo e menos de duas horas (cada baleia). Em 1931, mais de 30 mil baleias-azuis foram mortas e espécies como a baleia-franca-do-norte quase foram extintas devido à caça.

As baleias estavam nesse momento sendo caçadas em todos os oceanos do planeta, até mesmo na costa brasileira. Aqui, a atividade baleeira havia começado no século 17. A caça, inicialmente artesanal, estendeu-se do litoral sul da Bahia até a Paraíba. O período industrial ocorreu a partir de 1910, com a criação da Copesbra, empresa nipo-brasileira que detinha o monopólio da atividade. Com sede em Cabedelo, na Paraíba, a empresa operou em águas brasileiras até 1986, quando o então presidente José Sarney sancionou a lei que proibia a caça de baleia no litoral do país.

Em 75 anos de atuação, a Copesbra foi responsável pela morte de 22 mil baleias de várias espécies, segundo registros da própria empresa.

Com o tempo, as populações de baleias em todo o mundo começaram a diminuir significativamente, o que forçou a indústria a regulamentar a caça. Em 1946 foi criada então a Comissão Internacional Baleeira (CIB), com o objetivo de conservar as populações de baleias para que pudessem ser devidamente exploradas. O que se viu foi um 'efeito dominó': à medida que uma espécie rareava, a indústria começava a caça de outra. Com isso todas as espécies começaram a ser dizimadas. As baleias fin, por exemplo: de uma população de 100 mil indivíduos no Oceano Antártico decaíram para não mais que 2 mil. Com as baleias azuis o declínio populacional foi ainda maior: de 250 mil animais para 400, na mesma região.

Mais de 2 milhões de baleias foram mortas no século 20. Estima-se que entre 50 mil e 60 mil baleias foram mortas por ano durante o período da caça comercial mundial, que atingiu seu pico em 1961, quando a indústria baleeira conseguiu o triste recorde de 70 mil animais mortos. Na tentativa de conter o ritmo alucinado com que as espécies estavam sendo caçadas, a CIB declarou, em 1986, a moratória da caça comercial por tempo indeterminado. Ainda assim, desde que a moratória foi declarada, quase 14 mil baleias foram mortas, sendo que 7 mil abatidas pelo Japão.

CAÇA CIENTÍFICA? NEM DE LONGE!

O Japão tenta justificar sua atividade baleeira com o argumento de que está promovendo pesquisas científicas para reunir dados sobre o tamanho e a estrutura das populações de baleias. No entanto, tais informações poderiam muito bem ser coletadas por pesquisas que não envolvessem a morte de animais. A "caça científica" é uma falsa justificativa para os baleeiros continuarem caçando comercialmente, apesar da proibição.

Já a Noruega contesta abertamente a moratória e caça comercialmente cerca de 500 baleias minke por ano. A Islândia, por sua vez, retirou-se da CIB em junho de 1992 e manteve sua caça até 2007, quando anunciou que interromperia a atividade por falta de mercado consumidor.

quinta-feira, 22 de maio de 2008

A igreja subversiva e clandestina continua crescendo...



Todos os dias, recebo notícias e testemunhos de cristãos que estão se reunindo, se encontrando fora dos chamados guetos evangélicos, católicos ou fora do sistema religioso institucionalizado. Há uma igreja clandestina crescendo. Nas estatísticas oficiais, eles são designados de "os sem igreja" Cristãos se encontrando informalmente para estudar e reler o evangelho de Jesus. Cristãos se reunindo para orar. Cristãos se encontrando para desenvolverem projetos sociais. Cristãos que se cansaram de defender as cores de suas denominações ou grupos religiosos, muitos, às vezes, sectários, radicais, inflexíveis. Cristãos feridos pelo sistema religioso que estão encontrando cura no serviço cristão. Cristãos se voluntariando em hospitais, asilos, creches, cadeias, favelas e em ONGS sérias que visam o bem da humanidade em todos os seus aspectos e necessidades.


Cristãos encontrando comunhão saudável em lugares os mais diversos. Cristãos se envolvendo em causas justas, não importando quem as iniciou, isto é, de quem foi a idéia. Cristãos cobeligerando em nome da paz, da justiça, do bem comum. Cristãos sendo apenas cristãos e não religiosos. Sabe-se que em países ainda repressivos, esta igreja clandestina e subversiva cresce. Cresce nos porões e misturada no meio do povo e em ações comunitárias absolutamente relevantes.

É impossível enumerar os cristãos que dizem estar melhor fora dos seus guetos religiosos. Confesso que noutros tempos isso me angustiava, mas, hoje; hoje não. Por conta do que se tornou o chamado "mercado religioso", hoje, confesso, prefiro ver o engajamento de muitos cristãos em movimentos comuns de rua, de cortiços, das favelas, de sem terra e sem tetos. Movimentos em favor da ética. Movimentos em favor da ecologia pensando no aquecimento global e no bem estar do mundo.

Gosto de saber que há meninos e meninas se encontrando em lugares públicos para ler o Evangelho, orar e desenvolver amizades espirituais. Gosto desta clandestinidade. Gosto desta subversividade. Gosto do sal diluído no meio da multidão. Gosto da luz em lugares que antes eram só trevas. Hoje, quando ouço os reclamos do interminável contingente de pessoas, queixando-se dos males que estão sofrendo em seus sistemas religiosos, em seus guetos evangélicos, em seus modelos de espiritualidades, confesso, não consigo mais encorajá-los a ficarem ali. Encorajo-os a encontrarem outros irmãos e se reunirem em algum lugar e ali celebrarem a fé, a amizade, o amor, a solidariedade, ler o Evangelho e buscar interpretá-lo e traduzi-lo pra vida.

Não consigo e nem quero mais participar de rodas em que o tema é os que estão explorando a boa fé de muitos. Cansei disto. Não tenho ânimo para insistir em denunciá-los, até porque a imprensa já o faz diariamennte tal o tamanho deste quadro que chega ser trágico. O ministério público tem feito. Na verdade, a maioria das situações denunciadas são casos de polícia e muitos estão sendo investigados, processados e presos. Acho que este é o caminho melhor, isto é, denunciá-los à justiça e deixar que esta os enquadre conforme as conclusões judiciais.

Penso que aos cristãos cabe apenas serem cristãos. Quem disse que era pra ser assim? Qual a instituição religiosa que Jesus organizou? Segundo o que entendo no Evangelho, não há mais lugar santo, nem dia santo, nem púlpito santo, nem encontros santos. Não há mais o clero que intermediava entre o homem e Deus. O véu do templo se rasgou e não apenas nós podemos chegar lá mas a Glória do Eterno vazou para nós.

Creio nesta igreja clandestina, subversiva, invisível, diluída no meio das pessoas. Creio nestes encontros simples. Creio nestas reuniões extra-oficiais. Hoje, não a razões para ficar aprisionado a um sistema religioso que sobrecarrega seus adeptos com cargas insuportáveis de dogmas, maldições, chantagens, coação, pressões psicológicas, espalhando somente o medo e o terror.

Minha palavra aos que reclamam disto é, porque você continua lá? O que te pende? Certamente não é Deus. Portanto, se não é Deus, quem é? Ou é o poder de persuasão de homens e mulheres que exercem tal domínio sobre muitos ou até mesmo de outra origem que nem quero aqui citar? Quero fazer parte desta igreja que cresce na clandestinidade, na subversidade, no anonimato, no meio do povo. Quero fazer parte desta igreja que se espalha, se dilui, e, como água, penetra os lugares impenetráveis. Quero essa igreja, que não tem sede e nem utensílios caros e muito menos um clero ditando o que deve ou não ser feito.

A resposta aos exploradores de almas e de bolsos será dada quando os cristãos deixarem de alimentá-los, sustentá-los, enriquecê-los, paparicá-los, louvá-los, exaltá-los, ovacioná-los. Parem de contribuir para seus projetos megalomaníacos de construir suas torres. Contribua com aqueles que, se você, seus filhos, seus pais e amigos estiverem num hospital, eles irão visitá-los. Contribua com os que visitam os presos em cadeias. Contribua com os que estão militando entre os necessitados e você sabe seus nomes, conhece suas famílias, sabe onde moram. Pare de contribuir com os que estão construindo mansões. Pare de contribuir com os que vivem voando pelos ares em seus jatos particulares. Parem de contribuir com aqueles que têm motoristas particulares e carros impostados pagos a preço de ouro e com as ofertas de gente simples. Pare de contribuir com aqueles que só usam roupas de marca.

Contribua com os que estão aconselhando seus filhos pessoalmente. Conhece-os pelos nomes. Contribua com aqueles que você pode ligar de madrugada e eles os atendem. Contribua com aqueles que você sabe o número do celular e quando você liga, eles atendem. Contribua com aqueles que lhes respondem os e-mails. Contribua com aqueles que te atendem em horas de desespero. Contribua com aqueles que foram nos funerais de seus familiares e choraram com você e sua família. Contribua com homens e mulheres que você já chegou perto e viu, testemunhou que são seres humanos normais.

Não contribua com semi-deuses. Contribua com aqueles que você pode tratar pelo primeiro nome. Tenho pra mim que esta é a melhor forma de denunciar e destronar estes que vivem da miséria de tantos. Se você faz parte de um pequeno grupo, uma pequena comunidade onde você é tratado com dignidade, pelo nome e o que ali é ensinado e feito, todos sabem e nada está debaixo dos tapetes, fique aí e contribua com seus recursos. Não contribua pra manter programas de rádio e televisão de ninguém a não ser que você tenha absoluta certeza que seus recursos de fato estão sendo investidos de maneira correta.

Contribua com aqueles a quem você tem acesso. Contribua com os que te ouvem. Contribua com os que te atendem. Contribua com gente que tem ouvidos e sensibilidade para com você e os seus próximos. É por isto que creio nesta igreja clandestina, subversiva, pois, ela pode não ser conhecida na mídia, mas, é conhecida nas ruas, nas favelas, nos guetos, nos hospitais, nos asilos, nas creches, nas escolas, nas cadeias, nas unidades da Febem, e em tantos outros lugares. Oro pra que esta igreja cresça. Oro pra que milhares de pequenos grupos sejam constituídos. Oro para que os movimentos como Caminho da Graça e outros nunca se institucionalizem a ponto de se tornarem tão pesados que não consigam mais atender as pessoas.

Oro, oro mesmo, pra que Jesus seja visto e conhecido em lugares simples, em encontros simples, no meio de gente simples e ali, Ele cure, restaure, reconcilie, reconstrua, salve, ressuscite, enfim, que Ele faça aquilo que só Ele pode fazer. Creio nesta igreja.

por Carlos Bregantim - mentor do Caminho da Graça - Estação São Paulo via Pensando no Caminho

Queridos amigos




Transformados para transforma. Assim acabamos a ENVIA, Escola Noturna Vida Abundante, transformados pelo: Aprendizado, os relacionamentos profundos, a vontade de trabalhar pelo reino e principalmente pelo som audível da voz de Deus ministrando aos nossos corações a sua vontade para as nossas vidas. Foram três meses apaixonantes e indescritíveis de como nos sentimos, talvez a maneira mais justa e direta de descrevermos o que vivemos é dizer que Deus foi estragado. Ok quando falo estragado, quero dizer que Ele foi utra generoso, além do que esperávamos e muito além do que desejávamos. Por isso sou grato a Ele eternamente pela vida que compartilhou conosco durante estes meses. Mas o que dizer da turma, o que falar de amigos e irmãos tão especiais?

Eliane – Todas as vezes que eu ficar triste me lembrarei do seu eterno sorriso e de toda a sua alegria e isso vai me fazer sorri também.

Ana Paula – A nossa top model sua paixão por Deus é contagiante e você contamina todos que toca com o seu amor e carinho, e claro toda as vezes que ver uma modelo me lembrarei de você.

Ademir – É curioso, acho que trocamos de igreja sem querer eu sou mais tradicional, batista talvez embora congregue na Assembléia, já você, nossa você é digamos fogo puro, se parece mais assembleiano que batista. Toda vez que ver um remanto um retete acredite vou lembrar de você.

Eniale – Quieta mas elétrica, nossa você é doce e capaz de derrete uma montanha de brutalidade, louvo a Deus por ter conhecido você. Quando ouvir um rock vou lembrar sempre de ti.

Jeile – A nossa ministra de louvor, sua inteligência e carisma são verdadeiros dons de Deus, você abençoa a quem a conhece. Não dar pra pensar em louvor sem lembrar de você.

Monique – A grande menina pequena, você é um vazo precioso e Deus vai te usar ainda mais. “A pregadora eloquente:” quer aceitar Jesus, não, então se vai pro inferno”.

Melque – O musico do grupo irmão gemeo do Ademir e se a vida não os fez irmão, o evangelho os fez. Você é grande cara sou grato a Deus por conhecer você.

Lula – Você me surpreendeu mano, embora fossemos da mesma congregação só aqui pude perceber o grande talento que você é. Você pode ir muito além, missionário.

Carina – A psicóloga da turma, inteligente, brava, mas uma amiga maravilhosa, foi um prazer estudar com você.

Petterson – Bom , você é meu mano mais novo, um menino grande, mas que ama muito a Deus, sei disso porque convivo muito com você. Você é um amigo e tanto mano, fico feliz de ser autoridade espiritual na sua vida.

Rose – Ah a Rose o que dizer da Cesariana? Baixinha valente, uma líder sem igual, conselheira, pastora e uma amiga incomparável. Acredite o seu dom é abençoar vidas e você fez isso com as nossas vidas.

Nea – não esqueci de você não, o talento secreto, a arma secreta da ENVIA. Você é fantástica garota e Deus sorri pela sua vida.

Enéas - O nosso quebra galho, o contra regra da ENVIA, um amigão na minha vida.

,Dassaellen – Fé e paixão por Deus é um exemplo para nós, te amo garota.

,Irmã Adja – A nossa mãe de oração, obrigado por cada oração e momento conosco.

Adjane – A julgadora exemplar , queria reprovar o Petterson no sermão dele. Foi muito bom te conhecer.

E os professores Miguel da ou do Miguel, sei lá, vocês são grandes lideres, Jeane você conquistou nossos corações, Ane, Pr. Francisco, e todos os outros que nos abençoaram, só Deus pode recompensá-los.

Enfim queria deixar algo especial para vocês ,e enquanto escrevia pensei na musica de Michael W Smith “Friends”.

Amigos

Colhendo os sonhos plantados por Deus

Neste solo fértil que é você

Não posso acreditar nas esperanças

Por Ele confirmadas

Significam que um capitulo da sue vida esta

Esta concluído

Mas perto estaremos sempre

Nem vai parecer que você se foi.

Porque nossos corações

Nos pequenos e grandes detalhes

Guardarão o amor que nos mantém num só.

E amigos são amigos sempre

Se o Senhor for o Senhor deles

E um amigo não dirá nunca

Pois o seu amor jamais acabará

Embora seja difícil deixa-lo partir

Sabemos que nas mãos do pai

Uma vida inteira não é tanto tempo

Para se viver como amigos

Com a fé e o amor dados por Deus

Brotando da esperança que conhecemos

Oramos para que a alegria que você vai experimentar

Sejam a firmeza que você agora demonstra.

Ser amigos é pra sempre, como eterno é o nosso Deus

Como amigos nós diremos: até breve, não adeus.

Eu agora vou parti sobe a mão do Pai seguir.

Mas amigos nada vai nos separar.


Ditados reformados

As transparências enganam... Bom mesmo é um data show.

Após a tempestade vem a campanha pra arrumar o telhado.

O que o olho não vê, a congregação aponta.

Crente escaldado tem medo de batistério.

Heresia no ouvido do outro é refresco.

Quem tem Bíblia vaia Roma.

Quem tudo quer tudo tem... É só tomar posse!

A união faz à força.

Amigos, irmãos, negócios? aparte!

Centavo dado não se olha os crentes.

Fonte: Verticontes

quarta-feira, 21 de maio de 2008

Jogo Irritante

Que tal um joguinho on line pra passar o tempo, hum? E pra testar sua habilidade mental!

Na tela do próprio jogo diz que é necessário usar os dois lados do cérebro! Seu nome é Jogo Irritante.

Veja tela do jogo abaixo. Clique aqui para jogar.

Na mão de Deus

Na mão de Deus - Poema de Antero de Quental (1842-1891)

Na mão de Deus, na sua mão direita
Descansou afinal meu coração.
Do palácio encantado da Ilusão
Desci a passo e passo a escada estreita.


Como as flores mortais, com que se enfeita
A ignorância infantil, despojo vão,
Depus do Ideal e da Paixão
A forma transitória e imperfeita.

Como criança, em lôbrega* jornada,
Que a mãe leva no colo agasalhada
E atravessa, sorrindo vagamente,
Selvas, mares, areias do deserto…
Dorme o teu sono, coração liberto,
Dorme na mão de Deus eternamente!


*Lôbrega = escura

Fonte: Portal dos Evangélicos

terça-feira, 20 de maio de 2008

Judeus e o dia 1º de maio


No dia 1º de maio de 2008 (26 de nissan), enquanto o Mundo inteiro celebrou o Dia do Trabalho, Israel estava lembrando uma data muito triste para o povo judeu, o "Dia de Recordação do Holocausto", que para os judeus se chama Shoah (calamidade) por causa da conotação polêmica que traz a palavra "holocausto" (referindo-se a um sacrifício para Deus - sugerindo que os mortos foram um sacrifício para Deus).

As 09:00 h da manhã em ponto, em Israel, é tocada uma sirene de alarme, e todos, onde estiverem, param suas tarefas e fazem pelo menos cinco minutos de silêncio pelos mortos. Os que estiverem dirigindo devem sair de seus carros. Escolares devem se dirigir aos pátios; o próprio exército de Israel deve suspender qualquer operação nesse momento. Na maioria das comunidades judaicas fora de Israel, as lojas, escolas e outras instituições são fechadas e colocada uma faixa negra nas portas. Qualquer festividade nesse dia deve ser evitada. As bandeiras de Israel são hasteadas a meio mastro. No Rio de Janeiro, esta data é lembrada com 1 minuto de silêncio, na Câmara dos Vereadores.

Segue abaixo, um pouco da História desse período tão negro para o povo judeu, e que tão poucos tem conhecimento hoje, principalmente os jovens.
Mais de 12 milhões de pessoas perderam a vida sob o jugo Nazi da Alemanha de Hitler entre 1934 e 1945 em prisões e campos de concentração especialmente preparados para matar:

* Cerca de 6 milhões de judeus (não eram considerados pelos nazistas como pertencentes à raça humana);

* Cerca de 4,5 milhões de soviéticos (raramente referidos na historiografia oficial - considerados sub-raça - eslava - pelos nazistas);

* Cerca de 1 milhão de comunistas, socialistas, sociais-democratas, democratas-cristãos e sem partido de vários países da Europa ocupada (inimigos do Nacional Socialismo);

* Cerca de 200 mil padres, freiras, pastores e religiosos de diversas denominações (eram considerados pelos nazistas como os "feiticeiros dos céus" - eram considerados subversivos, enganadores e também inimigos do nacional socialismo);

* Cerca de 200 mil ciganos das etnias Roma e Sinti (sub-raça, considerados mistura entre animais e seres humanos);

* Cerca de 75 mil alemães arianos considerados «doentes incuráveis» (deficientes mentais, deficientes físicos, doentes terminais, loucos, mendigos, etc - considerados uma "falha" na perfeição da raça ariana - os nazistas consideraram este ato como um ato de "purificação");

* Cerca de 50 mil homossexuais alemães (enquadrados também dentro dos "doentes incuráveis");

Vocês sabiam...

* que nessa época era exigido pelos Estados Unidos e diversos países da Europa e América Latina, inclusive o Brasil, que os passaportes judeus viessem carimbados com a letra J ? (conforme alegam, para controle de imigração)

* que Cuba recusou terminantemente a entrada de vários navios de refugiados judeus que escaparam da Alemanha ? (O caso mais famoso foi o do navio Saint Louis - estes tiveram que retornar e foram sistematicamente aniquilados)

* que o Brasil expulsou vários judeus para a Alemanha, em secreto, e recebeu diversos nazistas ?

* que somente a Argentina recebeu abertamente aos refugiados judeus (e alguns refugiados nazistas)?

* que os judeus que viviam no Brasil (na época da Guerra - a maioria dos judeus brasileiros vinha da Alemanha e Europa Oriental) foram perseguidos por serem, acreditem, também descendentes de alemães ? (todo alemão era considerado um potencial nazista e os brasileiros não sabiam distinguir entre um alemão e um judeu)

* que vários governos de países europeus, invadidos pelos nazistas, logo após as deportações dos judeus, informavam com "alívio" que seus países "estavam livres dos judeus" ?

* que o Rei da Dinamarca, num ato heróico, pediu que toda a população dinamarquesa cristã usasse a Estrela de Davi ? (todos os dinamarqueses usaram, e muitos a guardam até hoje ... a população judaica da Dinamarca foi a menos agredida e conseguiu sobreviver quase que 100 % - os dinamarqueses foram os que menos baixas tiveram na guerra)

* que um norueguês cristão luterano, também num ato heróico, se mudou para a Suiça e conseguiu do governo norueguês 30 mil passaportes, todos emitidos para salvar os judeus? (Ele declarou ter recebido essa tarefa num sonho dado por Deus; todos os 30 mil que receberam foram salvos, porém o norueguês foi preso pelo governo russo e levado para a Sibéria, onde morreu)

* que os suecos organizaram diversos grupos de salvamento de judeus, "contrabandeando" judeus da Alemanha para a Suécia em barcos, trens e até a pé ? (muitos desses homens e mulheres suecos foram homenageados na Rua dos Justos, uma rua de Jerusalém, onde todos os heróis do Povo Judeu são homenageados com uma árvore plantada com seu nome inscrito nela).

* que os Aliados sabiam da localização de Auschwitz, porém só bombardearam as fábricas alemãs ao redor do campo? (nenhuma câmara de gás foi bombardeada; a única que explodiu foi por mãos dos próprios judeus dentro do campo, num ato de heróismo e desespero)

* que a família Real da Holanda pediu a todos os cidadãos holandeses que ajudassem aos judeus e que não invadissem suas casas abandonadas, pois talvez alguns sobrevivessem ? (nenhuma casa judia foi invadida pelos holandeses, muitos abrigaram judeus durante toda a guerra)

* que uma família inteira de judeus alemães viveu durante toda a guerra numa floresta alemã, vivendo dentro de tocas anteriormente construídas por animais ? (uma parte sobreviveu)

* que o Papa da época, Papa Pio XII (inclusive esse papa está em processo de canonização pelo Vaticano) declarou publicamente que os "judeus estão tendo o que merecem" ?

* que foi lançado, nessa época, na ALemanha, um jogo de tabuleiro de grande sucesso entre as crianças, que se chamava "Juden Rauss !!!" (Judeus, fora !!!) - ganhava aquele que conseguisse "expulsar" o maior número de judeus.?

* que no dia da Páscoa, em toda a Alemanha, os nazistas incentivavam as famílias alemãs a se referir à esta data como "o dia em que os judeus assassinaram ao Senhor" ?

* que os nazistas montaram um Museu de "antropologia" em Berlim onde usavam esqueletos de judeus deformados e com graves deficiências, para provar sua teoria de raça superior ? (esses esqueletos eram obtidos nos próprios campos de concentração, onde as vítimas (geralmente deficientes físicos) eram fervidas ainda vivas e descarnadas em ácido - vejam os filmes e entrevistas com sobreviventes no Shoah - uma entidade fundada por Steven Spielberg ... o site é : www.shoah.org)

* que uma freira alemã, presa num campo e vendo o horror da camara de gas, pediu para ser morta no lugar de uma família inteira de judeus? (ela está sendo beatificada pelo vaticano)

* que as lápides dos cemitérios judeus foram usadas para calçamento de ruas públicas e pior, de calçamento em algumas entradas de campos de concentração ?

* que os alemães se apossaram de obras de arte, contas bancárias, residências, fazendas, lojas, roupas e outros objetos dos judeus ? (quase nada foi devolvido e somente algumas famílias judias sobreviventes conseguiram reaver parte de suas contas bancárias, por terem entrado com ações judiciais contra o Governo da Alemanha, o que foi parcialmente devolvido em contas suíças, na década de 90)

* que há montanhas de objetos expostos nos campos de concentração que nunca foram requeridos pelos seus possuidores ? (porque a mortalidade nos campos passava de 90% - mais de 1 milhão de armações de óculos, milhões de roupas, 200 mil bonecas, milhões de pares de sapatos, milhares de menorahs, quase uma tonelada de cabelo humano, que era usado para forrar travesseiros para os soldados alemães, etc etc etc)

* que diversos membros de uma comunidade evangélica da Alemanha, que vivia perto de Dachau, iam todos os dias próximo a cerca dos campos e jogavam pães, doces e frutas para os judeus ? (dentro desses alimentos iam remédios, páginas da Bíblia, etc ... a maioria foi morta por esses atos que os nazistas chamavam de subversão e aliança com judeus)

* que pastores, padres e freiras "contrabandeavam" carvão para dentro dos campos, pagando somas imensas aos guardas nazistas ? (esse carvão era ingerido pelos doentes e impedia, mesmo que parcialmente, as graves desinterias que assolavam a população dos campos de concentração)

* que diversos pastores evangélicos, padres e freiras foram mortos pelos nazistas por introduzirem Bíblias ou pedaços delas nos campos ? (alguns pastores e padres as comiam envoltas em plástico e depois as vomitavam ou defecavam dentro do campo, para que os prisioneiros tivessem uma esperança em Deus)

* que os rolos da Torá (a lei de Moisés) eram queimados em praça pública e os rabinos eram humilhados e agredidos fisicamente diante de uma população apática e conivente ? (quase todas as sinagogas foram profanadas e destruídas - houve um dia na Alemanha, o Kristalnacht, em que os alemães foram "autorizados" a agredir, depredar e profanar tudo que era judeu ou pertencia aos judeus).

Fonte: VideoAdoração // Imagem de ChristArt

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Melhorou ou não melhorou?

Programação da TV brasileira até recentemente:


Programação da TV brasileira agora em alta definição:


Sentiu a diferença?


Fonte: Hasbadana

domingo, 18 de maio de 2008

Sinta-se "Em boas mãos"

Vai aqui uma música de belíssimas melodia e letra da Natalie Grant [Ela também é muito bela, por sinal! He he]; é a música In better hands.


Assista e preste atenção nos detalhes. Veja comentários após a letra.




Cartazes que aparecem durante o clipe:

HELP HUNGRY YET = Algo tipo: "Ajuda! Ainda faminto."

BROKEN = Arruinado, enfraquecido, fraco, débil, desanimado

PAIN = Dor, sofrimento, tormento, aflição, angústia

SORROW = Tristeza, mágoa, pesar, sofrimento, aflição, contrição, arrependimento

LONELINESS = Solidão

GUILT = Culpa

AS IT IS IN HEAVEN = Tal como é no céu

Letra e tradução:

It’s hard to stand
É difícil manter a posição
On shifting sand
Na areia que se move
It’s hard to shine
É difícil brilhar
In the shadows of the night
Nas sombras da noite
You can’t be free
Você não consegue estar livre
If you don’t reach for help
Se você não estender o braço pedindo ajuda
And you can’t love
E você não consegue amar
If you don’t love yourself
Se não amar a si próprio
But there is hope when my faith runs out…
Mas há esperança depois que minha fé se esgota
Cause I’m in better hands now
Porque estou em melhores mãos agora

Refrão:
It’s like the sun is shining
É como o sol estar brilhando
When the rain is pouring down
Quando chove a cântaros [chove muito]
It’s like my soul is flying
É como minha alma estar voando
Though my feet are on the ground
Apesar de meus pés estarem no chão
So take this heart of mine
Então alegro meu coração/sinto meu coração mais confiante
There’s no doubt
Não há dúvida
I’m in better hands now
Estou em melhores mãos agora

I am strong
Eu estou forte
All because of you
Tudo por causa de Você
I stand in awe of
Eu O reverencio por
Every mountain that you move
Cada montanha que Você move
I am changed
Eu estou mudado
Yesterday is gone
Ontem já passou
I am safe
Eu estou seguro
From this moment on…
A partir deste momento...
And there’s no fear when the night comes around
E não há medo quando a noite vem me visitar
I’m in better hands now
Estou em melhores mãos agora

Refrão:
It’s like the sun is shining
É como o sol estar brilhando
When the rain is pouring down
Quando chove a cântaros [chove muito]
It’s like my soul is flying
É como minha alma estar voando
Though my feet are on the ground
Apesar de meus pés estarem no chão
It’s like the world is silent
É como o mundo estar em silêncio
Though I know it isn’t true
Apesar de saber que não é verdade
It’s like the breath of Jesus
É como o sussurro de Jesus
Is right here in this room
Estar justo aqui neste lugar
So take this heart of mine
Então alegro meu coração/sinto meu coração mais confiante
There’s no doubt
Não há dúvida

You can’t be saved
Você não pode ser salvo
If you’re not reaching out for help
Se você não estender o braço pedindo ajuda

Porque é que o senhor de preto usa um guarda-chuva? Porque ele só aparece de branco no fim do clipe?


Fonte: letra por K-LOVE - Positive & Encouraging Radio; tradução por Mural na Net (Se você pode melhorar algo na tradução, fala pra gente).

sábado, 17 de maio de 2008

Links de volta ao Mural na Net

Paixão Radical está de volta aos Nossos Favoritos.
Tenha uma fonte bacana de onde baixar papéis de parede com temática cristã.


Também está de volta o link pro CLICK UMADF, nosso álbum de fotos no Flickr.

Confira os links lá na barra lateral.

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Vislumbres de um criador

O elefante é o único animal cujas pernas dianteiras se dobram para a frente.

Por que? Porque, de outra forma, seria difícil para esse animal levantar-se, por causa do seu peso.

Por que os cavalos, para se erguerem, usam as patas dianteiras, e as vacas, as traseiras?

Quem orienta esses animais para que ajam dessa maneira?

Quem teria o poder de colocar um punhado de argila no coração da terra e, através da ação do fogo, transformá-la em formosa ametista de alto valor?

Quem colocaria certa quantidade de carvão nas entranhas do solo e, mediante a combinação do fogo e a pressão dos montes e das rochas, transformar esse carvão em resplandecente diamante, que vai fulgurar na coroa dos reis ou no diadema dos poderosos?

Por que o canário nasce aos 14 dias, a galinha aos 21, os patos e gansos aos 28, o ganso silvestre aos 35 e os papagaios e avestruzes aos 42 dias?

Por que a diferença entre um período e outro é sempre de sete dias?

Quem regula a natureza, sem jamais cometer engano, determinando que as ondas do mar se quebrem na praia à razão de 26 por minuto, tanto na calma como na tormenta?

Muitas coisas acontecem na natureza sem que tenhamos um mínimo de sensibilidade para perceber. Exemplos:

A melancia tem número par de franjas.

A laranja possui número par de gomos.

A espiga de milho tem número par de fileiras de grãos.

O cacho de bananas tem, na última fila, número par de bananas, e cada fila de bananas tem uma a menos que a anterior. Desse modo, se uma fileira tem número par, a seguinte terá número ímpar.

A ciência moderna descobriu que todos os grãos das espigas são em número par, e é admirável que Jesus, ao se referir aos grãos, tenha mencionado exatamente números pares: 30, 60 e 100. (Marcos 4:8).

Outro mistério que a ciência ainda não descobriu: enormes árvores, pesando milhares de quilos, apoiadas em apenas poucos centímetros de raízes.

Ninguém até agora conseguiu descobrir esse princípio de sustentação a fim de aplicá-lo na construção de edifícios e pontes.

Mas há maravilha ainda maior!

O oxigênio e o hidrogênio, ambos sem cheiro, sem sabor e sem cor, combinados com o carvão, que é insolúvel, negro e sem gosto, resulta no alvo e doce açúcar.

Esses são apenas alguns vislumbres de um Deus sábio e amoroso.

Esse mesmo Deus que realiza tais maravilhas no mundo que Ele criou, pode também efetuar em nós um milagre ainda muito maior.

Ele pode dar-nos um novo nascimento, fazendo novas todas as coisas. (João 3:3, 2 Coríntios 5:17).

Ele pode tomar nossa vida triste, inútil e insípida e torná-la alegre, útil e plena de significado para a glória Dele.

Portanto, não se desespere. Não importa quão grave seja a sua condição física, moral ou espiritual. O Senhor Jesus, que "ontem e hoje é o mesmo, e o será para sempre" (Hebreus 13:8), só Ele tem a última palavra. Você pode experimentar um milagre!

Tão somente creia Nele, receba-O como seu único Senhor e Salvador, e coloque a sua vida nas mãos Dele.

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu único filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna." (João 3:16).
.
Fonte: JesusSite
.
Um pequeno comentário a respeito do número de ondas que se quebram na praia a cada minuto: há um tempo atrás, no Fantástico (Rede Globo), uma resportagem informava que esse número de ondas depende do tamanho do oceano. Daí que o número de ondas por minuto na costa do Brasil seria/é diferente do número de ondas por minuto na costa do Chile, por exemplo. Alguém aí conhece melhor algo a esse respeito? Algum oceanógrafo, geógrafo...?

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Teste para os sabidos

Que tal um testezinho pra variar?... pra ver se você é sabido, hum?
Então dá uma olhada nesse teste intitulado Teste para os sabidos elaborado por Marcelo Coelho, da Folha de São Paulo. Não é difícil não. Leia atentamente a matéria, faça o teste, verifique suas respostas e... tire uma lição dele.
.
.
Teste para os sabidos
.
Todo mundo – ou melhor, 99% das pessoas — se acha mais sabido do que é. Esta cifra (99%) não é um chute. Pesquisadores chegaram a isso graças a um teste muito simples, que li no livro Supercrunchers – Por que pensar com números é a nova maneira de ser inteligente, de Ian Ayres, recém-lançado pela Ediouro.

Experimente fazer o teste.

Para cada uma das seguintes dez questões, dê a faixa de respostas dentro da qual você está 90% confiante de que tem a resposta correta. Por exemplo, para a primeira questão, você deve preencher: “Tenho 90% de confiança de que a idade de Martin Luther King no momento de sua morte era algo entre ____ anos e _____ anos.” Não se preocupe se não souber a resposta exata. O objetivo aqui é ver se você pode construir intervalos de confiança que incluam a resposta correta em 90% dos casos. Aqui estão as dez questões:

BAIXO.......................ALTO

1. Qual a idade de Martin Luther King quando morreu?
______.......................______
2. Qual a extensão do rio Nilo, em quilômetros?
______.......................______
3. Quantos países pertencem à Opep?
______.......................______
4. Quantos livros há no Velho Testamento?
______.......................______
5. Qual o diâmetro da Lua, em km?
______.......................______
6. Qual o peso de um Boeing 747 vazio, em quilos?
______.......................______
7. Em que ano nasceu Mozart?
______.......................______
8. Qual o período de gestação de um elefante asiático, em dias?
______.......................______
9. Qual a distância aérea entre Londres e Tóquio, em km?
______.......................______
10. Qual é o ponto mais profundo dos oceanos, em metros?
______.......................______


----------------------------------------------------------------------------------------------

Não vale responder “Sei lá”. Isso também é uma mentira. É claro que você tem alguma idéia. Você sabe que o ponto mais profundo do oceano tem mais de 50 milímetros e menos de 150 mil quilômetros. Incluí as respostas corretas abaixo para que você possa ver o quanto se aproximou da verdade.

Se todos os dez intervalos que você colocou incluírem a resposta certa, você tem pouca confiança. Qualquer um poderia garantir que isso ocorreria –apenas colocando respostas arbitrariamente amplas. Tenho absoluta certeza de que Mozart nasceu entre 3 a. C. e, digamos, 1980. Mas quase todo mundo que responde a essas questões enfrenta o problema oposto, de superconfiança –eles não conseguem evitar a colocação de diferenças muito pequenas. As pessoas acham que sabem muito mais do que sabem. Na verdade (...) descobriu-se que a maioria das pessoas errava entre 4 e 7 questões. Menos de 1% das pessoas deram variações que incluíram a resposta certa em 9 ou 10 questões. Cerca de 99% das pessoas eram superconfiantes.

[As respostas certas são estas: 1) 39 anos; 2) 6.738 km; 3) 13 países 4) 39 livros; 5) 3.476 km; 6) 177 toneladas; 7) 1756; 8) 645 dias; 9) 9.590 km; 10) 11.033 metros.]
.

Churrasco do Carlão

Leia e reflita

Churrasco do Carlão

Carlão era um sujeito carismático. Em sua casa sempre havia um churrasco aos domingos. Muita gente, muita alegria e descontração leve.

Mas o tempo passou e o Carlão morreu. Por estes tempos o Churrasco do Carlão já era famoso e a família, junto com a recente empossada Comissão de Amigos do Carlão, resolveram instituir o Primeiro Churrasco do Carlão que seria anual e com convidados de vários locais onde ele tinha amigos. Vinha gente de todo Rio de Janeiro e de outros estados também. Tudo regado a muito pagode, cerveja e, claro, carne de primeira.

Lá pelo segundo ou terceiro ano de churrasco A Comissão dos Amigos do Carlão resolveu adotar algumas regras básicas.

De início a comissão decidiu que somente o costume definido pelo Carlão, no início dos primeiros churrascos, eram as válidas.

Assim, estava decidido de início que:

1) Somente o pagode era o ritmo. Isso o fizeram a fim de contrapor a alguns “moderninhos” quer queriam ouvir funk;

2) A cerveja poderia vir acompanhada, em alguns momentos, de uma caipirinha pois o próprio Carlão, nos primórdios de seus churrascos, havia servido algumas vezes. No entanto com moderação já que o Carlão era diabético. Por isso o açúcar não era bem-vindo, sendo considerado uma bebida não muito bem vista pelos mais tradicionalistas;

3) Enfim, decidiu-se que carne só de primeira. Alguém chegou a comprovar que algumas carnes, mesmo que não de primeira, poderiam ser tão deliciosas quanto carne de primeira se fosse previamente descansada em sumo de abacaxi. No entanto, o que valia, diziam, era a decisão da Comissão dos Amigos do Carlão, pois eles representavam a tradição do Carlão, “motivo pelo qual o churrasco existia até hoje” nas palavras deles.

A família estava satisfeita com o sucesso do churrasco e resolveu então aprimorar o Churrasco do Carlão por conta própria:

» Fizeram um bonito logotipo onde se podia ver um chifre (de boi) com algumas gotas de sangue que pingavam de uma carne (de primeira, é claro);

» Confeccionaram camisas onde se via a logo e um slogan que dizia: “Churrasco do Carlão: uma grande família”;

» Determinaram que o Churrasco do Carlão só poderia ser realizado aos domingos visto que esse era o dia onde a carne era melhor, o pagode mais solto e a cerveja mais gelada;

» Instituíram que, para reafirmarem sua amizade ao Carlão todos deveriam comparecer a, pelo menos, 87,5% dos Churrascos. Do contrário seriam descredenciados e perderiam sua condição de alegres pois era a participação naquele churrasco – e acontecia ao som de muita música, muito risos e muitos grupos de diversão diversos –, que conheceriam a verdadeira alegria.

Houvera ainda muitas outras regras. No entanto não caberiam aqui nessas poucas páginas. Por isso, sugiro aos leitores que a procurem. Não será difícil de serem encontradas.

No entanto passados poucos anos houve uma cisão entre os responsáveis, pois a Comissão dos Amigos do Carlão tivera alguns desentendimentos com a família do Carlão. Esta dizia que eles amavam o Carlão “de verdade” e não por interesse nos churrascos que ele proporcionava. Aqueles, por sua vez, afirmavam que eram a verdadeira representatividade do Carlão no Rio de Janeiro, no Brasil, e porque não, no mundo. A esta primeira cisão deu-se o nome de “Cisma-dos da Penha” (cidade onde se iniciou o Churrasco do Carlão) acontecida no ano 2000.

Com isso A Comissão formou o seu próprio churrasco do Carlão dessa vez com o nome de “Churrasco de Primeira do Carlão”. A família do defunto assumiu o nome de “Churrasco Ágape do Carlão”.
.
Não demorou muito e tudo ficou um pouco diferente daqueles dias onde o Carlão apenas reunia alguns amigos para comer um churras, ouvir um bom pagode e tomar uma cerveja geladíssima.

Agora, passados 8 anos, já há 38 diferentes nomes para o Churrasco do Carlão entre eles, “Churrasco gaúcho tradicional do Carlão”, “Churrasco A Peteca não cai do Carlão”, “Churrasco de Segunda de Meriti do Carlão” e muitos outros.

No entanto o próprio Carlão apenas dizia que, se alguém queria participar de um churrasco com ele, bastava que gostasse dele, Carlão, e nada mais. Dizia também que não queria saber se o vizinho dele estivesse fazendo um churrasco ao lado da casa dele porque, para ele, o que importava é que todos estivessem se divertindo.

Enfim, o pagode calou, a cerveja esquentou e a carne queimou.

Quanto ao Carlão, ninguém mais se lembra quem era.


Captou a mensagem?

Se este texto estivesse na Bíblia, relatado como uma parábola, provavelmente começaria assim: "E o Reino de Deus, lá no futuro, se assemelhará ao...

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Sombras

Aqui vai um post rápido com dois vídeos interessantes de arte com sombras. O segundo vídeo é, na verdade, uma propaganda da Volkswagen.

.

terça-feira, 13 de maio de 2008

Crentes - Tipologia

A igreja é um reflexo da sociedade lá fora, onde há pessoas com diferentes temperamentos, personalidades etc.. Dessa forma, diferentes tipos humanos podem ser vistos nas Casas de Oração - quem dera todos fôssemos desde já o mais semelhante possível a Jesus, né?!
Mas vamos continuar crendo que todos nós somos enfermos marchando rumo à cura total, por meio de nosso Salvador. Enquanto muitos não chegam lá, dê uma olhada nesta bem humorada lista dos tipos de crente que encontramos nas Casas de Oração. Aproveite e reflita também! Analise-se! Você se parece com algum tipo desses?

Crente Chiclete - só mastiga a Palavra, mas não engole...
Crente Piolho - anda pela cabeça dos outros...
Crente Pipoca - vive dando pulo....
Crente Macaco - vive pulando de igreja em igreja...
Crente Carrapato - vive colado nos outros...
Crente Sangue-suga - vive sugando os bens dos irmãos...
Crente Urubu - vive se alimentando da carne dos irmãos... "Humm... Hoje vamos comer pastor à milanesa!!!!"
Crente Camaleão - está toda hora de mudança para se adaptar ao novo habitat...
Crente 007 - esse é o agente secreto de Cristo infiltrado no submundo de Satanás...
Crente Iô-Iô - está sempre saindo e voltando para a mão de Deus...
Crente Elevador - está sempre subindo e descendo na vida espiritual...
Crente Avestruz - vive colocando a cabeça embaixo da terra quando tem um problema....
Crente Leão - não se meta com ele, pois ele é o Rei da Igreja...
Crente Jacaré - tem uma boquinha...
Crente Pingüim - vive sempre numa geleira espiritual...
Crente Chuchu - não tem gosto de nada...
Crente Denorex - parece mas não é...
Crente Brastemp - não tem comparação... (com Cristo)
Crente Pulga - tá sempre coçando a sua orelha.
Crente Tocha - tá toda hora queimando... "Queima demônio, queima..."
Crente Kiko do Chaves - esse não se mistura com a "gentalha"
Crente Chapolin - você pode contar com tudo, menos com sua astúcia...
Crente Noé - Nunca as coisas são com ele, "Noé comigo irmão"
Crente Homem-Aranha - vive subindo pelas paredes por qualquer coisa...
Crente 6h - Sempre dependendo da oração dos irmãos: "Seis" ora por mim?"
Crente Aleluia, Glória a Deus - Pastor pregando: "Porque o diabo veio para matar..." e o irmão: Aleluia, Glória a Deus
Crente Chacrinha - só dá abacaxi para os irmãos
Crente Pão de Fôrma - miolo mole, casca grossa, chato e quadrado
Crente Cabelereiro - trabalha só pra fazer a cabeça dos outros...
Crente urso - no inverno, fica hibernando
Crente açúcar - se sair com chuva, derrete
Crente quiabo - vive escorregando
Crente Ôba-ôba - “tudo é festa"
Crente Carrinho-de-mão - alguém tem que empurrá-lo até a igreja
Crente gelinho - cheio dos “não me toques!”
Crente Gabriela - “eu nasci assim, eu cresci assim, e eu sou assim, vou ser sempre assim, Gabrieela...”
Crente machado - qualquer idéia, ele já corta
Crente bule - de “pô café” (pouca fé).
Crente escoteiro - só vai em acampamento
Crente rocambole - enrolado...
Crente Kodak - vive de revelação
Crente enxada - quando o pastor está pregando, ele diz: “é prá mim!”
Crente pá - quando o pastor está pregando, ele diz: “é pá ele!”
Crente com dom do canto - fica lá no canto da igreja encostado, e não quer saber de trabalhar!
Crente celular - só vive desligado ou fora de área
Crente avião - vive nas nuvens
Crente foguete - vive no mundo da lua
Crente Alice no País das Maravilhas - vive sonhando. Acorda, Alice!
.
Fonte: Filhos de Cristo (com algumas modificações)

segunda-feira, 12 de maio de 2008

Desperdício

Como que em complemento ao post do dia 08, e também para meditação, vejam esse texto sobre...
.
.

Desperdício imperdoável
Por volta do ano 474 a.C., Assuero, o rei da Pérsia, perguntou três vezes a Ester, sua esposa judia: “Qual é a tua petição?” (Et 5:3; 7:2; 9:12). Nas três vezes, ele garantiu que seu desejo se realizaria. Assuero, talvez o mesmo Xerxes, governava um império que tinha 127 províncias, desde a Índia, ao sul da Ásia, até a Etiópia, ao norte da África.
.

Trinta anos depois, provavelmente em 444 a.C., Artaxerxes, outro rei da Pérsia, declarou ao seu copeiro judeu, chamado Neemias: “Que me pedes agora?” (Ne 2:4).

Quase cinco séculos depois, lá pelo ano 30 d.C., Herodes Antipas prometeu a Salomé, filha de Herodias: “Pede-me o que quiseres, e eu to darei” (Mc 6:22).

Tanto Assuero como Herodes chegaram a declarar que dariam, se necessário, até a metade de seus reinos (Et 5:3; Mc 6:23).
.
Todos os três, Ester, Neemias e Salomé, fizeram pedidos precisos a Assuero, a Artaxerxes e a Herodes. Ester obteve o livramento dos judeus, condenados a morrer em massa, em um só dia. Neemias obteve licença para se ausentar do trabalho por longo período de tempo com o propósito de reconstruir Jerusalém e Salomé obteve a cabeça de João Batista.
.
Essa prontidão para atender pedidos não se restringe aos poderosos deste mundo. Deus também, mais do que eles, abre as portas do céu para derramar bênçãos sobre aqueles que se dirigem a Ele em oração.
.
Lá pelo ano 970 a.C., o Senhor apareceu em sonhos a Salomão e lhe disse: “Pede-me o que queres que Eu te dê” (1 Rs 3:5). O jovem rei lhe pediu e obteve sabedoria para governar o povo com justiça.
.
Ao profeta Jeremias, por volta de 627 a.C., falou: “Invoca-me, e te responderei; anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes” (Jr 33:3).
.
No Sermão da Montanha, Jesus declarou aos discípulos: “Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta. Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta.”
.
(Mt 7:7-8, NVI.) Na reunião do cenáculo, Jesus insistiu: “O que vocês pedirem em meu nome, Eu farei” (Jo 14:14, NVI).
.
Tiago é mais incisivo ainda: “[Vocês] não conseguem o que querem porque não pedem a Deus” (Tg 4:2, BLH).
.
O maior desperdício que uma pessoa pode cometer é não fazer uso da oração para preencher as suas necessidades pessoais e familiares, dentro de certos parâmetros que põem de lado os desejos egoístas e consumistas, que não são atendidos por Deus (Tg 4:3). Trata-se de um desperdício criminoso, masoquista, suicida e imperdoável.
.
"Sobre seus joelhos o crente é invencível." (C. H. Spurgeon)
.
Fonte: Editora Ultimato, Quotable Christian Quotes // Imagem de ChristArt por Scott Yardley

sábado, 10 de maio de 2008

Para as mães

Pessoal, seguem abaixo alguns textos sobre as MÃES para serem lidos, lembrados, oferecidos e para meditação na passagem do Dia das Mães.


ORAÇÃO:
Antes de ser mãe...

Antes de ser mãe eu fazia e comia os alimentos ainda quentes.
Eu passava a manhã dormindo, a tarde na praia e a noite na balada.
Eu não tinha roupas manchadas.
Eu tinha calmas conversas ao telefone.
Antes de ser mãe eu dormia o quanto eu queria e nunca me preocupava com a hora de ir para a cama.
Eu não me esquecia de escovar os cabelos e os dentes.
Antes de ser mãe eu limpava minha casa todo dia.
Eu não tropeçava em brinquedos nem pensava em canções de ninar.
Antes de ser mãe eu não me preocupava se minhas plantas eram venenosas ou não.
Imunizações e vacinas eram coisas em que eu não pensava.
Antes de ser mãe ninguém vomitou nem fez xixi em mim, nem me beliscou sem nenhum cuidado, com dedinhos de unhas finas.
Antes de ser mãe eu tinha controle sobre a minha mente, meus pensamentos, meu corpo e meus sentimentos.... eu dormia a noite toda ...
Antes de ser mãe eu nunca tive que segurar uma criança chorando para que médicos pudessem fazer testes ou aplicar injeções.
Eu nunca chorei olhando pequeninos olhos que choravam.
Eu nunca fiquei gloriosamente feliz com uma simples risadinha.
Eu nunca fiquei sentada horas e horas olhando um bebê dormindo.
Antes de ser mãe eu nunca segurei uma criança só por não querer afastar meu corpo do dela.
Eu nunca senti meu coração se despedaçar quando não pude estancar uma dor.
Eu nunca imaginei que uma coisinha tão pequenina pudesse mudar tanto a minha vida.
Eu nunca imaginei que pudesse amar alguém tanto assim.
Eu não sabia que eu adoraria ser mãe.
Antes de ser mãe eu não conhecia a sensação de ter meu coração fora do meu próprio corpo.
Eu não conhecia a felicidade de alimentar um bebê faminto.
Eu não conhecia esse laço que existe entre a mãe e a sua criança.
Eu não imaginava que algo tão pequenino pudesse fazer-me sentir tão importante.
Antes de ser mãe eu nunca me levantei à noite a cada 10 minutos para me certificar de que tudo estava bem.
Nunca pude imaginar o calor, a alegria, o amor, a dor e a satisfação de ser uma mãe.
Eu não sabia que era capaz de ter sentimentos tão fortes.
Por tudo e, apesar de tudo, obrigada, Deus, por eu ser agora um alguém tão frágil e tão forte ao mesmo tempo.
Obrigada Deus por permitir-me ser Mãe.

Silvia Schmidt - Tradução de "Before I Was Mother" de Patricia Vaughan
.
.
O preço do Amor

Uma tarde, um menino aproximou-se de sua mãe, que preparava o jantar, e lhe entregou um papel com algo escrito.
.
A mãe secou as mãos, tirou o avental, sentou-se e começou a ler:
- por cortar a grama do jardim: R$ 3,00
- por limpar meu quarto: R$ 2,00
- por cuidar do meu irmãozinho: R$ 2,00
- por ter um boletim com boas notas: R$ 3,00
- Total da dívida: R$ 10,00

A mãe olhou para o menino que a fitava cheio de expectativas. Finalmente, pegou um lápis e começou a escrever:
- por te carregar nove meses no meu ventre: nada.
- pelas noites sem dormir, a cuidar e orar por você: nada.
- pela comida sempre prontinha, pelas roupas lavadas e passadas: nada.
- por levar-te à escola e ajudar nas tarefas: nada.
- pelo medo e preocupação que me esperam: nada.
- Custo total do meu amor: Nada.
.
Quando o menino terminou de ler o que a mãe havia escrito, tinha os olhos cheios de lágrimas, olhou para ela, e deu-lhe um demorado beijo no rosto. Pegou o lápis e escreveu com letra bem grande: PAGO!
.
.
As diferentes imagens de uma mãe:

- 4 anos de idade... Minha mamãe pode fazer qualquer coisa, é uma heroína.
- 8 anos de idade... Minha mamãe sabe muito! Um montão!
- 12 anos de idade... Minha mãe não sabe absolutamente tudo!
- 14 anos de idade... Naturalmente, mamãe tampouco sabe isto!
- 16 anos de idade... Minha mãe? Ai, é tão antiquada e chata!
- 18 anos de idade... Esta velha? Está totalmente ultrapassada!
- 25 anos de idade... Bem, pode ser que ela saiba algo a respeito.
- 35 anos de idade... Antes de decidir, porque não pedimos a opinião de mamãe?
- 45 anos de idade... Me pergunto, o que haveria mamãe feito se isto acontecesse a ela?
- 65 anos de idade... Oxalá pudera conversar com minha heroína...
.
.
POEMA:
Três letras

Mãe... são três letras apenas as desse nome bendito:
Também o céu tem três letras e nelas cabe o infinito

Para louvar a nossa mãe, todo bem que se disser
Nunca há de ser tão grande como o bem que ela nos quer

Palavra tão pequenina, bem sabem os lábios meus
Que és do tamanho do céu e apenas menor que Deus!

Mário Quintana
.
Related Posts with Thumbnails