terça-feira, 30 de junho de 2009

Não estou bem, mas sinto-me ótimo!

Texto de Daniel do Mente Livre
 
 
 
Suspend stylish young man with glasses. É muito chato ter que “estar bem” o tempo todo.

Pra maioria das pessoas estar bem, é ter sempre uma voz animada e um rosto otimista e feliz.
Ainda mais pra quem trabalha na área comercial como eu.

Nossos chefes, amigos, familiares, cônjuges, todos cobram isso de nós indireta ou inconscientemente.

Hoje à tarde me dei o direito, de não estar bem, embora me sinta ótimo.

Acho que parte de minha liberdade e individualidade é optar pela solitude [solidão].

Não, não estou desanimado com a vida, pelo contrário, estou é agradecido, por tudo o que está acontecendo comigo, não estou triste, estou reflexivo.

Percebi que na correria do dia-a-dia preciso disso.

Tenho necessidade de me calar. Não triste apenas quieto.

Vez por outra esse sentimento espontaneamente aparece e arrebata minha alma, interfere na rotina, me inspira, enche minha alma de expectativas, aspirações e suspiros, parece até que tenho o céu, a eternidade dentro do peito.

É como diz o sábio Rubem Alves:

“Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses” .

O profeta Jeremias diz que é bom para o homem aguardar pelo Senhor em silencio e quietude. (leia por favor Lamentações 3:26 - 29)

O fato é que muitos, cristãos não entenderam o bem que existe na pausa.

Não gostam de parar, não gostam disso porque se param, começam a olhar pra dentro de si, e quando olham não gostam do que vêem, então não param.

Inclusive na igreja, ergue a mão, senta, levanta, diga pro seu irmão, bata palmas bem forte e por aí vai, o que não pode é parar, todos devem “estar bem”.

Em igrejas assim não há lugar pra gemidos, ou choro, ou tristezas, apenas para a performance.
Hoje tô quieto, e do meu jeito, tô bem.

Tô esperando pra ver o que Deus fará comigo nesse momento decisivo que estou vivendo.
 
Faz tempo que parei de me cobrar uma oração muito falada e cheia de argumentações na tentativa inconsciente de convencer Deus de alguma coisa, onde a alma não diz nada.
Prefiro fechar minha boca, para que minha alma nostálgica fale alto aos ouvidos Dele.
 
Hoje minha oração, é meu coração apertado e contrito, e minha disponibilidade para Ele.
...Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus ...

Foto de 123 Royalty Free

Bodas de prata…

no namoro. Você já viu? Aparece dentro do texto abaixo onde o Marcos Botelho fala um pouco sobre os namoros de hoje.
 
 
Casal em verde e amarelo (Renata Ludwig)_959064 (Olhares) 
 
 
Estamos vivendo um problema que não lembro de ter lido algo parecido na história e, como tudo que é novo a igreja demora anos para assimilar, não estamos sabendo tratar o assunto como deveríamos.

Estou me referindo aos namoros de hoje.

Os jovens, ou melhor, os adolescentes estão começando os namoros mais cedo. Os meus pais começaram a namorar com 16 anos, o meu primeiro beijo foi dado com 14 e hoje já é comum ouvir entre os adolescentes que o primeiro beijo foi dado aos 10 anos.

Nem quero entrar no âmbito da precocidade dos adolescentes, que isso é uma outra questão a se tratar.

O problema não está apenas no começo do namoro, mas também no fim dele. A nossa sociedade capitalista e triunfalista nos formatou da seguinte forma: o certo é casar depois que a vida estiver estável financeiramente. Os meus pais se casaram com 19 anos, a minha geração se casou com 25 e agora a maioria está se casando com 28, 30 anos.

Está posto à mesa um problema que não se viu antes, a fase de namoro de uma pessoa deu um salto de 4 anos a 20 anos em pouco mais de uma geração. Logo vamos falar em bodas de Prata no namoro.

E quanto a nós, cristãos conservadores, que acreditamos que o sexo é para o casamento?
Um adolescente recebe, desde os 10 anos, uma carga grande entre os amigos para namorar, ouve na igreja para se abster do sexo e ouve dos pais para nem pensar em casar antes de se formar na faculdade.

Soluções como a proibição dos pais ao namoro até certa idade já se mostrou apenas um combustível altamente inflamável para os adolescentes. A proposta dos líderes de jovens para um namoro sem nenhum contato físico, a corte, não foi aceita pela maioria e acabou gerando muitos fariseus legalistas e mentirosos entre seus membros.

Em uma coisa acredito que todos concordam, no “carro chamado intimidade” no namoro não existe marcha ré.

A pergunta é: o que se deve ensinar para esta geração chegar ao casamento sem transar?
Tenho viajado o Brasil todo, ouvido e visto de tudo.

A maioria prefere ignorar o problema e continuar falando genericamente do assunto, outra parte quer ensinar baseado em um pecado: o medo.

Colocam medo nos adolescentes, além de mandarem para o inferno os que caíram, gastando horas mostrando que as meninas podem engravidar, pegar uma doença fatal, e a mais usada, pode criar traumas que irão carregar para o resto de suas vidas. Todas essas conseqüências eu acho que são reais e devem ser expostas, mas não acho que isso vai impedir alguém de transar na hora que a coisa esquenta. Pois a camisinha e os psicólogos já foram inventados.

João falou em sua carta que “no amor não existe o medo, antes o perfeito amor lança fora o medo”.

Estamos falhando, porque a solução não é o terror e nem o medo, é o amor.

Acredito fielmente que a tarefa quase impossível de se guardar para o casamento não é conquistada por mais ou menos leis, por medo, mas sim por amor a Deus.

Se nós nos aproximarmos de Deus de tal forma que nos relacionemos com Ele como amigos íntimos, entenderemos o que Ele fez na cruz por nós. Aí sim começaremos a entender que não temos que obedecer a bíblia para não ir para o inferno ou para não receber castigo de Deus, mas sim porque amamos e somos gratos para com aquele que nos salvou.

Alguns podem até cair, pois nem sempre permanecemos focados em Deus, mas assim que o Espírito nos lembra do evangelho, voltamos a querer, acima de nossas vontades, agradá-Lo em gratidão.

Acredito que uma boa conversa preventiva, uma boa educação em casa e na igreja ajudam, mas acredito fielmente que a boa conduta de alguém está baseada no amor e na gratidão de uma pessoa que foi salva por Cristo.
 
 
Foto de Renata Ludwig em Olhares

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Grandes questionamentos

question mark
 
O que você responderia se lhe perguntassem, por exemplo: Por quê existe maldade e sofrimento? O que será daqueles que nunca ouviram falar de Jesus? O Cristianismo não é apenas uma muleta?
 
Rusty Wright tenta responder essas aí e outras questões nessa matéria aqui do Cristianismo Hoje. Mas antes ele começa a relatar umas experiências onde surgiram perguntas assim pra ele responder. Veja um trecho do início abaixo e clique no link que vem depois para ler o resto.
 
 
 
Enquanto o vôo de Chicago para Dallas subia pelo céu, eu me envolvi em uma conversa com a passageira do meu lado esquerdo. “Aimee”, uma mulher de negócios francesa, me perguntou sobre o meu trabalho. Ao descobrir que eu era um comunicador cristão, ela contou que uma cristã professa assinou um contrato com ela, tentando levá-la a Cristo, e depois, enganosamente, abaixou os valores do contrato. “Como um cristão pode fazer uma coisa dessas?”, ela perguntou.
 
Eu disse que os cristãos não eram perfeitos, que alguns falham gravemente, que muitos são honestos e afetivos, mas que apesar de tudo nós confiamos em Jesus. Aimme perguntou questão por questão, “Como você pode acreditar na Bíblia?”, “Por quê os cristãos dizem haver apenas um caminho para Deus?”, “Como alguém se torna cristão?”.
 
Eu tentei responder delicadamente suas dúvidas, e explicar a mensagem da graça da forma mais clara que eu pudesse. As histórias de dores pessoais que eu contei parecem que a abriu para considerar o amor de Deus por ela. Ela não se tornou cristã naquele momento, mas ela pareceu sair dali com um novo entendimento.
 
 
Ilustração de 123 Royalty Free

Lição de convivência

Joyful 'toon_Porcupines PT
 
 
Publicado aqui sob a autorização de Mike Waters (Joyful 'toons).
 
Tradução por Mural na Net. Versão em português produzida pelo próprio autor.

Parece, mas será que é?

Um texto muito bom lá do Cristianismo Hoje sobre a proliferação de denominações evangélicas que têm ocorrido no nosso país.
 
 
The gilt dome and cross of an orthodox chapel in Volgograd on a decline, (look similar images in my portfolio) photo
Um fenômeno decorrente do crescimento do segmento evangélico está chamando a atenção de algumas das mais tradicionais denominações do país. É a clonagem de nomes de igrejas, utilização indevida de marcas tradicionais no meio protestante por instituições sem qualquer ligação com as grandes convenções, cujos nomes utilizam numa tentativa de atrair fiéis e de tirar uma casquinha na credibilidade alheia. Em meio a um crescimento com ares desordenados – só em São Paulo, a cada ano são criadas cerca de 220 novas igrejas evangélicas, algumas das quais não passam de salinhas alugadas nas periferias –, parece cada vez mais difícil normatizar o setor. E o pior é que, além de gente bem intencionada que quer apenas anunciar o Evangelho da salvação, aventureiros pegam carona na tradição de grandes organizações religiosas, prejudicando sua imagem perante o público. No meio das mais de 300 mil igrejas evangélicas que funcionam no Brasil, muitas parecem uma coisa e são outra.
 
Denominações como a Batista, a Assembleia de Deus e a Presbiteriana são as maiores vítimas da clonagem eclesiástica. Organizadas em convenções nacionais, essas três gigantes, que juntas reúnem milhões de fiéis, estão capilarizadas por todo o território nacional, com uma trajetória cuja origem remonta à segunda metade do século 19 e início dos anos 1900. Mas a placa na entrada não é garantia de legitimidade. Muitas comunidades autônomas, sem qualquer ligação administrativa ou doutrinária com as denominações cujos nomes utilizam, funcionam livremente. Na zona norte do Rio de Janeiro, por exemplo, é possível encontrar a Assembleia de Deus Ministério Renovo e a Igreja Batista Templo de Milagres, que apesar dos nomes não são subordinadas às entidades cujas nomenclaturas adotam.
 
A clonagem eclesiástica preocupa líderes evangélicos. “Nós estamos acompanhando isso com muita perplexidade, porque essas igrejas estão nos causando grande prejuízo”, diz o pastor José Wellington Bezerra da Costa, presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus do Brasil (CGADB). Reeleito no mês de abril para mais um mandato à frente da maior denominação evangélica nacional, Wellington diz que a Assembleia de Deus é uma das mais afetadas pelo problema, pois acaba tendo seu nome respingado por qualquer atitude errada de religiosos free-lancers. “Muitas vezes, os pastores dessas igrejas não têm boa formação eclesiástica, espiritual, moral e até cultural para o exercício do ministério. Por isso, causam desordem doutrinária em seus púlpitos”, observa.
 
Foto de Parrus em 123 Royalty Free
 
Aproveite e relembre o Churrasco do Carlão.

sábado, 27 de junho de 2009

Super Blux

Aqui vai o nosso joguinho deste fim de semana.
.
.
.
Super Blux tela
.
.
Seu objetivo no jogo é combinar os blux’s, esses simpáticos quadradinhos coloridos com olhos. Você precisará combinar os de mesma cor, pondo-os lado a lado ou um em cima do outro, para que desapareçam do tabuleiro. Basta clicar sobre um e arrastá-lo pra onde você quiser. Na barra lateral de informações (lá onde tem a palavra Mission) você vai ver a quantidade de blux’s de cada cor que precisa combinar.
.
Na primeira tela do jogo, clicando no botão Options, você será levado a uma tela onde poderá, pela ordem, desativar os efeitos de som, desligar a música ou desativar a alta qualidade das imagens do jogo (pro caso de seu computador não se muito potente).
.
Na primeira tela do jogo, clicando no botão Help, você verá a tela abaixo com instruções de ajuda. Os textos numerados informam:
.
1. São as próprias regras básicas do jogo que já explicamos acima;
2. Água, ácido e laser podem destruir seu blux;
3. Ímãs atraem blux’s para cima. Posicione um blux sobre um interruptor (o quadradinho com o nome Off) e aí você liga o ímã;
4. Caixas danificadas quebram-se lentamente quando você põe um blux sobre ele;
5. Engradados não desaparecem quando são colocados juntos; porém, não necessitam ser eliminados. Eles são úteis para bloquear um raio laser;
6. Uma vez movido além da placa, o blux não pode ser movido de volta na direção contrária à placa;
7. Qualquer blux movido para cima de uma glu box não pode mais ser movido [glu ou glue é cola em inglês];
8. Ponha um blux sobre esse bloco para levantá-lo. É um elevador;
9. Teletransportador. Mova um blux para um deles e aí ele vai parar em outro ponto do tabuleiro;
10. Derrube um blux em cima de uma bomba para explodi-la junto com todos os blux’s ao seu redor;
11. Não combine um caveira com outra!!!
.
.
Super Blux instruções

O gato voador

Só vendo pra crer! É por isso que dizem que gatos têm 7 vidas, né?!
 
Clique sobre a imagem para ir à página do vídeo.
 
 
Flying cat

Ajudinha de Deus?

O Adriano Almeida, do Terceiro Dia, postou esse vídeo dizendo que ele é “uma prova de que Deus, às vezes, nos dá mais uma ajudinha”. Assiste aí e vê se você concorda.
 
 

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Graça na desgraça

Michael_Jackson_Thriller-front
Capa do disco Thriller de Michael Jackson.
 
 
Olha que interessante esse texto do Eli Sanches em seu blog pessoal.
 
 
 
Michael Jackson, o entronizado “Rei do Pop” morreu.

A notícia correu rapidamente nesse mundo virtualmente globalizado.

Fãs aglomeram-se em locais-ícone da história dessa figura do mundo da música, as TVs cobrem à exaustão o fato, nos principais portais da internet as últimas notícias e comentários sobre sua vida são abundantes, os mecanismos de busca como o Google por exemplo registram 79 milhões de resultados no momento em que escrevo essa reflexão.

Garoto negro, pobre, filho de um metalúrgico exigente e de uma dona-de-casa afetada pela poliomielite, nasceu em plena época da luta dos negros pelos mesmos direitos civis que os brancos. Desde cedo seus irmãos mais velhos demonstravam talento para a música, e com Michael não era diferente. Desde a infância era evidente seu carisma, algo que seus irmãos não possuíam, além de uma voz marcante que o levou a ser o vocalista e destaque da banda Jackson 5, em 1969.

Já nos anos 1980, segue em carreira solo lançando 3 discos que o consagraram no cenário mundial da música, uma vez que como vocalista do Jackson 5, seu talento era reconhecido: On the Wall produzido pelo maestro Quincy Jones; Thriller e BAD. A explosão de criatividade, evidenciada na fusão de estilos musicais e no tratamento diferenciado de seus vídeo-clips, com destaque para Thriller, o consagrou ao posto que até ontem desfrutou em vida , como “Rei do Pop”.

Como todo ciclo da natureza, após o ápice vem a fase de declínio. Com álbuns não tão inspirados, repetindo as mesmas fórmulas que o consagraram, mas mesmo assim mantendo seu estilo e ainda conquistando novas gerações com sua música, entra em uma fase estável em sua carreira, que poderia ter se perpetuado caso suas extravagâncias e escândalos não tivessem prejudicado sua imagem pública.

Acusações de pedofilia, mudanças radicais na aparência, casamentos esquisitos, concepção de filhos realizados de maneira suspeita, gastos perdulários, processos judiciais, acordos milionários, vida extravagante, manias, esquisitices e finalmente falência são os principais ingredientes nefastos de sua curta vida.

No que tange a saúde lúpus, vitiligo, dores constantes a ponto de ter se viciado em analgésicos além da exigência extrema do corpo nas danças são algumas das doenças mais divulgadas. Quanto à sua vida, teve um pai exigente e autoritário, o seqüestro de sua infância e adolescência pela fama, o excesso de dinheiro que permitia a si a fuga da realidade e o assedio das vicissitudes inerentes ao show-business.

Certamente, apesar de aparentemente ser uma criança-adolescente aprisionada no corpo de um adulto (a chamada síndrome de Peter-Pan), Michael Jackson viveu, em intensidade, mais de 50 anos. O turbilhão que o assolou desde os 9 anos de idade, o envelheceu rapidamente na alma. Tornou-se vítima de seu talento e carisma ao entrar na roda da neurose coletiva de criarem para si “ídolos”, esquecendo-se de suas limitações como qualquer ser humano normal e permitindo-se que suas esquisitices dominassem sua vida, não mais discernindo as coisas.

Paulo em 2 Coríntios 4:7 diz: “Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós.”. Apesar do contexto concernente ao evangelho que esse fragmento integra, não consigo deixar de associá-lo a vida desse astro pop.
Apesar da pobreza e de sua origem étnica, a vocação musical de sua família, herdada de seu pai, músico que tocava na noite, eram sinais manifestos da graça de Deus, mais ainda com o carisma do pequeno Michael. Mesmo diante de uma família em um contexto fraturado, com cobranças, exigências, má conduta paterna, relacionamentos interrompidos, Deus não se furtou em agraciá-los com o dom da música, algo que é tão importante na terra como no Céu, ainda mais nesse.

O uso dessa graça, que só se manifesta em gente, é de competência pessoal. E decisões pessoais tem o poder de transformar graça em desgraça. Ao ver a incontida vocação de seus filhos para a música e também uma oportunidade de melhorar a vida de sua família com esse dom, seu pai tratou de investir nesse sentido, obstinadamente esquecendo-se que o “menino de ouro” era só um menino, que precisava ser menino em seu tempo de menino.

No entanto, mesmo diante dessas circunstâncias, o “tesouro” do talento e do carisma de Michael sempre estiveram contidos em um “vaso de barro” – o próprio Michael. Uma grande voz em um ser infantilizado; um performer contido em uma aberração física; um ser divinamente criativo com uma conduta sexual duvidosa; um ser que em seu interior abrigava o astro reluzente de seus dons concomitante ao buraco negro de sua existência.

Esse conflito irresoluto o levou à reclusão. Além das necessidades financeiras que o pressionavam, dizem que ele animou-se a retornar ao show-business pois queria que seus filhos -agora já mais crescidos- o vissem no palco, mais ou menos no mesmo sentimento do pai que leva, orgulhoso, seu filho para o trabalho. Quem sabe?

Para mim que na minha adolescência e juventude tiveram a presença marcante de Michael Jackson, apesar dos escândalos, torcia para que esse retorno pudesse ser “a” volta por cima. Para que além de mim, minhas filhas pudessem testemunhar essa manifestação da graça incontida de Deus em um ser humano, tão humano como Michael Jackson. Que mesmo diante de suas idiossincrasias, seu talento e carisma divinos falavam mais alto que qualquer fracasso em sua vida pessoal.

Na verdade o que seus fãs não sabem é que são fãs não de Michael Jackson, mas da graça divina que resolveu se manifestar nele, apesar dele. O “vaso de barro” se quebrou, sem conserto na terra. Fica a lembrança da graça divina que ele manifestava nas suas músicas, danças, clips e shows.

Quem são os pastores?

Man holding a bible
 
 
E aqui vai a dica pra leitura da terceira matéria da série Religiões lá do Yahoo! – a primeira e a segunda recomendamos aqui e aqui, respectivamente.
 
Leia os dois primeiros parágrafos que transcrevemos abaixo e clique no link lá no final para ler a matéria completa.
 
 
Joel Vieira da Silva mora em Florianópolis há 16 anos. Até pouco tempo jogava bola toda semana, com os amigos. De vez em quando, pega uma praia no final de semana e agora, com o nascimento da primeira neta, parece não faltar mais nada. Em 54 anos de vida já morou no Mato Grosso, em São Paulo e no Paraná. Sua segunda-feira começa com um sonho de vários trabalhadores: folga. Isso porque no dia anterior trabalhou até às 22h. Joel é pastor da 1ª Igreja Presbiteriana de Florianópolis, de denominação cristã protestante.
 
Sua rotina é basicamente a mesma de milhares de outros pastores presbiterianos. Dedica uma parte de seu dia ao estudo da Bíblia. Nas tardes de terça a quinta, tem expediente na igreja, atendendo àqueles que o procuram para aconselhamento. Às sextas visita idosos e enfermos da comunidade. Sábado é dia de fazer casamentos e participar de eventos dos diversos grupos da igreja. A semana termina no domingo com os três cultos liderados pelo Pastor Joel.
 
 
Foto de Dennis Owusu-Ansah em 123 Royalty Free

The best things

4312best_things
 
 
TRADUÇÃO:
As melhores coisas da vida não são coisas.
 
Achado no Terceiro Dia.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Cinema e Fé Cristã

Cimena e fé cristã Cinema e Fé Cristã - Vendo filmes com sabedoria e discernimento
 
Livro de Brian Godawa sugerido e também à venda no site da Editora Ultimato.
 
Nós compramos o ingresso, apanhamos a pipoca e entramos na sala de cinema. As imagens brilham na tela mostrando mais de 24 quadros por segundo. Essa seqüência hipnótica de imagens em movimento muitas vezes nos faz esquecer nossas convicções e nos divertirmos com o impossível.

Infelizmente, muitas vezes também esquecemos nossas crenças, sucumbindo às lições sutis de como nos comportar, pensar e até mesmo ver a realidade. Acabamos nos dando conta de que estamos torcendo para que uma mulher consiga roubar o marido da sua própria irmã, que um ladrão consiga escapar da justiça ou que um assassino em série não seja condenado por seus crimes. Achamos graça de um pastor atrapalhado e nos irritamos com a atitude de um evangelista intolerante que explora os outros. No final, acabamos absorvendo visões de mundo que afetam a nossa fé e a nossa imaginação. Depois de algum tempo, questionamos como nossas crenças podem sobreviver a tamanho ataque.
 
Leia o resto da sinopse, o sumário e parte do livro (até o primeiro capítulo, em pdf, on line) e conheça um pouquinho sobre o autor nesta página aqui da Editora Ultimato.

Recall total para seres numanos

recall 2


Olha que criativo, assim como os do Verticontes, é esse recall aí. Agora, esse é para todos os seres humanos.


O fabricante de todos os seres humanos, está convocando as peças fabricadas, independente da marca ou ano, devido a um grave defeito no componente principal e central do coração, ocorrido nas unidades originais chamadas Adão e Eva, resultando na reprodução dos mesmos em todas as unidades subseqüentes. Este defeito foi tecnicamente denominado, PECADO (Peça Enfraquecida Com Anomalias Detectadas no Original), cujo sintoma principal é a perda de julgamento moral.


Outros sintomas:


a.. Fornicação b.. Impureza c.. Conduta desenfreada d.. Idolatria e.. Festanças f.. Inimizades g.. Rixas h.. Ciúme i.. Acessos de ira j.. Contendas k.. Divisões l.. Seitas m..Inveja n.. Bebedeira


O fabricante, que não é responsável ou culpado por este defeito, fornece reparo e serviço, gratuito, para corrigir o problema PECADO.


O contato com o fabricante é: ORAÇÃO.


Quando estiver conectado, delete o executável PECADO utilizando a ferramenta ARREPENDIMENTO e colocando JESUS no coração. Depois, carregue NOVA PERSONALIDADE. Não importa o tamanho do defeito PECADO, NOVA PERSONALIDADE o substituirá por:


a.. Amor b.. Alegria c.. Paz d.. Longanimidade e.. Benignidade f.. Bondade g.. h.. Brandura i.. Autodomínio


Por favor, veja no manual de instruções, a Bíblia Sagrada, para maiores detalhes. Aviso importante: Continuar a operar a unidade humana sem correção, anula a garantia do fabricante, expondo o proprietário a perigos e problemas numerosos demais para uma listagem e a unidade humana será permanentemente recolhida do mercado.


Fonte: Amor Scan; imagem de 123 Royalty Free com alterações de Mural na Net.

terça-feira, 23 de junho de 2009

Porque sou cristão


Não é o que eu faço. É o que Ele fez
Não é o que eu sou. É o que Ele é.
Não que eu seja uma pessoa boa. Mas é porque Ele é bom.
Não que eu o tenha amado. Mas porque Ele me amou.

Diário de jocumeiro 6 - Impacto em São Miguel

No último fim de semana estive com o pessoal da JOCUM Maceió e os alunos da ENVIA (Escola Noturna Vida Abundante) de Arapiraca para um impacto evangelístico na cidade de São Miguel dos Campos. Lá encontramos os irmãos do Ministério Apostólico Belém e juntos realizamos um impacto evangelístico na festa de São João ali em São Miguel.

Realizamos um culto de adoração a Deus no MAB (Ministério Apostólico Belém) e, após o culto, fomos para a praça de eventos da cidade onde a população estava reunida para comemorar o São João. Lá fizemos apresentações de teatro e dança, e evangelismo pessoal em um primeiro contato com aquelas pessoas; oramos por algumas, falamos do amor de Deus por elas e ouvimos um pouco da história de suas vidas. Houve conversões! Várias pessoas solicitaram visitas às suas residências.

Retornamos para o Colégio em que estávamos alojados por volta de 3:00 h da madrugada. No domingo à tarde compartilhamos as experiências do dia anterior e saímos mais uma vez para evangelizar. Fizemos evangelismos porta a porta e apresentações de pantomimas e danças. À noite, celebramos o nosso Deus por todo o trabalho realizado e agradecemos as graças recebidas em culto no MAB.

No fim da noite o momento chato da viagem, a despedida sempre é triste e ao retornar para casa, fica aquele gostinho de quero mais... A galera de Arapiraca é incrível. Gente alegre, bonita e comprometida com o Reino. Pessoas, foi muito bom conhecer vocês. Valeu mesmo!!!! A gente se encontra na estrada!!!! Até a próxima.

Gonzaga Soares

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Epa! Não siga em frente!

Joyful 'toon_Não abra essa porta
 
 
Publicado aqui sob a autorização de Mike Waters (Joyful 'toons).
 
Tradução por Mural na Net. Versão em português produzida pelo próprio autor.

Vencendo a tirania do momento

Young girl in red offers game with police handcuffs
Viver ao sabor dos ventos das circunstâncias da vida é viver precariamente. A existência humana está constantemente sujeita a uma série de infortúnios que escapam totalmente ao seu controle, mesmo que o ser humano viva da forma mais prudente e sábia possível. Em suma, as coisas nem sempre saem como planejamos.

Sempre fez parte da literatura filosófica, e, em especial da chamada literatura de sabedoria, a preocupação quanto à forma que devemos lidar com os altos e baixos da vida. Pensemos em algumas dessas soluções que têm sido propostas:

1. A resposta da resignação. Os proponentes deste ponto de vista simplesmente assumem o fato de que tudo encontra-se fora do nosso controle e não há nada o que fazer mesmo, senão, submetermos nossa vida ao destino cego. Há variações quanto a este ponto de vista. Uns ensinam que a saída está em não nos apegarmos a nada - diminuirmos nossas expectativas com relação a uma vida que nos promete muito e não cumpre nada. Outros chegam ao ponto de assumirem uma postura absolutamente niilista. Ou seja, afirmam que nada tem sentido. A melhor coisa é morrer cedo e melhor do que morrer cedo é nunca haver nascido.

2. A resposta do conceito de karma. De acordo com esta doutrina, nossos infortúnios não se originam no acaso, mas numa espécie de governo moral universal que faz com que paguemos em vida os erros que cometemos numa vida da qual não nos lembramos. Trata-se de uma visão de mundo que tende ao imobilismo. Conduz o homem à decisão de não tentar fugir desta sentença estabelecida antes do seu nascimento.

3. A resposta do cristianismo. O cristianismo difere de várias maneiras das respostas propostas acima. Em primeiro lugar, o cristianismo afirma a liberdade e o direito do ser humano desejar. Há espaço dentro da fé cristã para a existência de sonhos legítimos, mesmo em face do caráter incerto de todas as coisas. Isto porque Deus pode satisfazer aos desejos do coração de um homem e de uma mulher. A Bíblia está repleta do testemunho de pessoas que, a despeito da percepção do elemento trágico da vida, ousaram sonhar e muito realizaram neste vale de lágrimas em que vivemos. Esta capacidade de sonhar está inserida na cosmovisão cristã. É um corolário do cristianismo bíblico: para a fé cristã a dimensão impessoal da vida está sujeita à dimensão pessoal da vida. No Mar da Galiléia o Senhor Jesus fez o vento e as ondas cessarem.

Em segundo lugar, o cristianismo afirma a realidade do céu. O cristão é estimulado a desejar, mas jamais a esperar nesta vida aquilo que ele só terá quando houver uma completa transformação cósmica - a criação de novos céus e nova terra - promessa feita por Cristo reiteradas vezes. O fato de o homem não se satisfazer com este mundo, como lembra C. S. Lewis, não significa que o plano de Deus fracassou, mas que o homem foi criado para um mundo transfinito e transtemporal. Nossos melhores momentos nesta vida são apenas lembranças do que nos aguarda na glória. Retiro isso da vida e não sobra nada. Resta-nos o "Comamos e bebamos que amanhã morreremos" dos Epicureus, tão bem lembrado pelo apóstolo Paulo.

Em terceiro lugar, o cristianismo afirma o caráter incerto da condição humana debaixo do sol. Não sabemos o que nos aguarda. Orações podem não ser ouvidas nos termos em que as apresentamos a Deus. Sendo assim, a fé cristã nos estimula a prática do contentamento, o que significa a decisão de momento a momento dizermos um racional “muito obrigado” a Deus, mesmo que as coisas não estejam andando como esperávamos. Há um paradoxo aqui. O cristão não se alegra pelo sofrimento em si, se possível, faz o que estiver ao seu alcance para evitá-lo ou superá-lo, mas aquiesce à vontade daquele que faz com que todas as coisas concorram para o bem dos que amam a Deus.

Em quarto lugar, o cristianismo não desnaturaliza o ser humano, mas dá-lhe recursos para que o que anda com Cristo se supere. Quando vem a dor, o cristianismo não ensina a ninguém que é pecado chorar. Mas, ninguém deve viver de uma tal maneira que sua relação com Deus e o seu caráter sejam determinados pelas circunstâncias da vida. O cristão é chamado por Deus a vencer a tirania do momento.

Em quinto e último lugar, entre o muito que poderíamos falar, permita-me apresentar um ponto final indispensável. A vida neste planeta é dura, curta e incerta. Por isto, quando uma pessoa se converte, Deus não lhe dá um pijama para descansar, mas uma armadura para guerrear: “revesti-vos de toda a armadura de Deus...”. O cristão faz parte de uma comunidade peregrina, que encontra-se no meio de uma travessia que se dá através de uma terra árida e ocupada por forças malignas. Tudo isto exige a necessidade de vigilância, constante oração, estudo das Sagradas Escrituras, comunhão com a igreja, participação no sacramento da ceia e santidade de vida.

Que Deus ajude a você e a mim a vermos que beleza de vida é a vida cristã. Que saibamos vivê-la, e, no secreto, na solitude, na prática das disciplinas espirituais, nos prepararmos para ela. Em vivendo assim, poderemos dizer juntamente com o apóstolo Paulo na Carta aos Filipenses capítulo 4 verso 11 em diante:
 
“... porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação. Tanto sei estar humilhado, como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias já tenho experiência, tanto de fartura, como de fome; assim de abundância, como de escassez; tudo posso naquele que me fortalece”.
 
Antônio Carlos Costa (pastor da Igreja Presbiteriana da Barra, Presidente do Rio de Paz e apresentador, há dez anos, do programa de televisão Palavra Plena) via Genizah
 
Foto de Tom Prokop em 123 Royalty Free

sábado, 20 de junho de 2009

Onde bixiga tá o Matt?

Matt Harding é um americano de 32 anos que viaja mundo afora documentando sua marca registrada por onde passa. Mas e o que Matt faz? Ora, ele dança, mas não uma dança comum, e sim a dança do Matt.
 
Veja no vídeo abaixo uma coletânea de sua dança em vários lugares pelos quais ele passou em 2008. E ele já esteve no Brasil! Em São Paulo e no Rio de Janeiro. Matt até já dançou embaixo d’água, junto com nativos de Papua Nova Guiné e dentro daquele avião da Nasa que simula gravidade zero quando está em queda livre.
 
E o vídeo tem música de fundo, é claro!
 
 
 
 

Deadline

Um show de criatividade e paciência no vídeo Deadline Post-it feito por Bang-Yao Liu, estudante do Savannah College of Art and Design, nos Estados Unidos, com aqueles papéizinhos de recado multicoloridos – chamados de post-it, em inglês.
 
Foram 3 meses de planejamento, 4 dias de trabalho fotográfico e mais de 6000 post-its gastos pra fazer esse vídeo em stop motion.
 
 
 
 
Achado no Designflakes. Vá até lá pra ver o vídeo do making of.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Ligue agora e diga não à MP 458!


Na quarta-feira, dia 02/06, o senado brasileiro aprovou a MP 458 . Esta medida presenteia todos aqueles que fizeram grilagem na Amazônia com a regularização de terras ocupadas ilegalmente.

A decisão de vetar a MP 458 está nas mãos do Presidente Lula. Se ela for aprovada, 67 milhões de hectares de terras públicas da Amazônia serão privatizados. Um patrimônio estimado em 70 bilhões de reais irá parar nas mãos dos grileiros.

Precisamos reverberar nossa voz. Só temos até dia 25/06! O Gabinete de Lula está recebendo milhares de ligações pedindo para que a MP 458 não seja aprovada. Peça também para que o presidente Lula lidere o mundo no combate ao desmatamento e à crise climática na próxima Convenção sobre Mudanças Climáticas que acontece em Copenhague, na Dinamarca, em dezembro.

Faça sua parte, ligue e espalhe os números e o e-mail do presidente Lula para seus amigos. Peça para que eles digam NÃO A MP 458.

Telefone do Gabinete do Lula:

(61) 3411.1200 ou (61) 3411.1201


Ou envie um e-mail através do link:

https://sistema.planalto.gov.br/falepr2/index.php

Finzinho de manhã de domingo

EZG Toon_biscuit
 
 
Publicado aqui sob a autorização do autor, Erin Gillespie (EZG Toons).
Agradecimentos a Martin Erwin (Christian Cartoons).
 
Tradução por Mural na Net.

Dúvidas... quem pode responder? (7)

Ói mais questões cabeludas selecionadas dos posts ca FÉ com LEI te/?ergunte ao ?astor do Verticontes:
 
130. O crente que seduz o outro tem o dom Juan?
131. O livro de Macabeus não entrou para o Canon pois má-cabeu?
132. Emanuela é “A Deusa conosco”?
133. Havia sal no pão de Ló?
134. Um crente eleito pode sofrer impeachment?
135. O deus Mamon liberta da prisão de ventre?
136. São Tomé das Letras foi parceiro de São Judas dos Número$?

Por que os fiéis pagam o dízimo para demonstrar sua fé?

coins in close up_A special 2 euro coin from the Olympic games in Greece
 
 
Esse aí acima é o título da segunda matéria da série produzida pelo Yahoo! – a primeira recomendamos nesse post aqui da semana passada.
 
Leia os três primeiros parágrafos que transcrevemos abaixo e clique no link lá no final para ler a matéria completa.
 
 
 
Na Wikipedia brasileira, espécie de Enciclopedia Barsa colaborativa - mas de segundo escalão - o dízimo é definido como "a décima parte de algo, paga voluntariamente ou através de taxa ou imposto, normalmente para ajudar organizações religiosas judaicas ou cristãs. Apesar de atualmente estar associada à religião, muitos reis na Antiguidade exigiam o dízimo de seus povos".
 
Na Desciclopédia, compêndio sarcástico-humorístico organizado de maneira semelhante à Wikipedia, o tributo está definido como "uma contribuição de 10% de tudo o que o otário fiel de uma determinada igreja tem que pagar".
 
As duas definições, embora imprecisas (uma, obviamente, mais que a outra), ajudam a compor o senso comum que a população cristã brasileira deve ter a respeito da colaboração voluntária, da taxa obrigatória, da décima parte do salário, a ser entregue para a Igreja. São muitas as palavras que podem construir ou desfazer algo que é visto como uma obrigação cujo cumprimento é vantajoso, já que garantirá benesses, mas pouco se sabe realmente a respeito desta palavra que está em uso desde muito antes de Cristo, e o cristianismo, nascerem.
 

Foto de 123 Royalty Free

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Perdão, meu Deus!



Perdão meu Deus! Pelas vezes que fui ao culto buscar bênçãos de ti. A religião nunca me ensinou o real poder da cruz e da ressurreição, muito menos a versão “evangélica” (do evangelho) de culto, que enuncia ser o culto um ambiente comunitário de total louvor ao nome bendito de Jesus Cristo, a quem devemos a vida. Enganado, fiz do culto em Cristo um ambiente pagão, pratiquei de maneira insana a filosofia do “toma lá, da cá”, usei de barganhas, clamei pela sua mão e me esqueci da tua maior obra: a redenção.

Perdão meu Deus! Pelos dias que me desgastei preocupado com as minhas coisas, esquecendo-me de buscar o seu reino e a sua justiça. É muito difícil entender a graça, a segurança e o consolo que seu Filho nos prometeu; estas, não são palavras de fácil compreensão para quem foi, por muito tempo, prosélito de quem se julga detentor absoluto da verdade.

Perdão meu Deus! Pelas músicas que cantei, pelo: “restitui! Eu quero de volta o que é meu!” E tantas outras imbecilidades entoadas por mim. Como prosélito de néscios travestidos de sacerdotes, adotei a filosofia que dicotomiza música evangélica e música “do mundo” e acabei coando o mosquito e engolindo camelos. Por um desvio teológico o movimento evangélico tem cantado mentiras absurdas em nome de Deus, saciando o ego humano e a fome de injustiça de Satanás, enquanto as músicas populares, com poesias brilhantes, louvam a Deus, bendizendo a vida.

Perdão meu Deus! Por ter idolatrado a Bíblia por tanto tempo, fazendo dela o livro dos livros, mas esquecendo-me de vivenciá-la. Pelas vezes que fiz dela um livro de necromancia evangélica, tirando dela seu objetivo único de revelar Deus ao homem e o homem ao homem de maneira escrita pelos seus servos e inspirada pelo seu Espírito. Pelas vezes que a li só por ler, sem a pretensão de entendê-la, mas com o fim de decorar versículos para cuspi-los nos rostos daqueles que não fazem parte da tua igreja bendita.

Perdão meu Deus! Pelas vezes que deixei de desfrutar a vida em nome de uma santidade vulgar, imbecil e não-bíblica. Por obstruir a vida em favor de questiúnculas de seres humanos que se preocupam em manipular o outro e a divindade, em favor dos “bons costumes”.

Meu Deus, arrependido e disposto a reviver, ante as novas oportunidades que só o Senhor concede aos que o buscam com um espírito contrito e um coração arrependido, confesso-lhe me sentir um estranho em meio a tanta ignorância entre aqueles se dizem teus filhos.

Por Jesus Cristo,

Will

Fonte:Celebrai!

Sarau Facamolada: Paixão, fé e poesia!

Se você gosta de boa música, então você não pode deixar de conhecer o excelente blog Sarau Facamolada.
.
O blog tem como objetivo divulgar música, arte e poesia cristã, especialmente aqueles artistas que nem sabem que sua arte é cristã. Porque, afinal de contas, a mensagem não tem dono. Sarau Facamolada está nos Nossos Favoritos. Então corre lá, confere este super blog e acrescente você também aos seus favoritos.
.
Veja abaixo uma amostra do que você vai encontrar lá:

O samba de Jesus


Quando a mulher jogou-se ao chão, enquanto chorava e lhe lavava os pés com lágrimas, ele inclinou-se para ela e, docemente, fazendo jorrar dos olhos e da voz amor e compaixão enebriantes, cantou as duas primeiras estrofes dessa canção.

O meu samba vai curar teu abandono
O meu samba vai te acordar do sono
Meu samba não quer ver você tão triste
Meu samba vai curar a dor que existe
Meu samba vai fazer ela dançar
É o samba certo pra você cantar

O meu samba é de vida e não de morte
Meu samba vem pra cá e traz a sorte
E celebra tudo o que é bonito
Meu samba não despreza o esquisito
Meu Samba vai tocar no infinito
Meu Samba é de bossa e não de grito

Dias depois, quando estava prestes a partir, reuniu em um dos morros da cidade os bambas de verdade que o seguiram aos trancos e barrancos nos últimos anos e cantou para eles a estrofe final.

Meu Samba, defendi com alegria
Deixe que a noite vadia
Vai saber lhe coroar
Deixo entregue aos bambas de verdade
Que estão nos morros da cidade
Peço a benção pra passar
Deixo entregue aos bambas de verdade
Que estão nos morros da cidade
Peço a benção pra passar

Samba Meu
Composição de Rodrigo Bittencourt na voz de Maria Rita.

Pastor Samuel Câmara lava Roupa suja na TV!


O Pastor Samuel Câmara exibiu na Rede TV um documento, provavelmente, o ofício com as denúncias formalizadas à Mesa diretora responsável pelo julgamento dos pedidos de impugnações. Sobre o ofício ele pontuou uma lista de números e valores de mais de 170 cheques sem fundos, assinados pela diretoria e tesouraria da CGADB. No mesmo documento apontou dívidas para com o INSS. Falou em apropriação indébita. Valores retidos sem a devida transferência ao Instituto Nacional de Seguro Social. Também citou dívidas com a CEF - Caixa Econômica Federal, provavelmente de FGTS - Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. Ainda relatou a inscrição da CGADB no SERASA, certamente por não honrar compromissos financeiros.

O pastor também deixou implícito que estava tornando público as denúncias, pois seu recurso à impugnação das Eleições da 39ª Convenção Geral não foi aceito, porque, segundo ele, o candidato da situação - Pr. José Wellington Bezerra da Costa, era também o presidente da mesa que julgava os recursos. Disse que foi levado a fazer a denúncia publicamente porque em seu ponto de vista, estava sendo transparente e não era nenhuma vergonha apontar os "equívocos" praticados pela Mesa anterior - que não continuava com uma atitude de quem não tinha nada do que se envergonhar. Por não ter pedido perdão pelos erros. Concluiu fazendo referências a julgamento com dois pesos. Que com o mesmo peso que se julga os membros da igreja também se deve pesar suas lideranças.

Para ler a notícia completa e assistir aos demais vídeos, clique aqui.

Fonte: Olhar Cristão Via: Púlpito Cristão

terça-feira, 16 de junho de 2009

Fracassos famosos

Pra você ver que todo mundo tem dias ruins na vida.
 
Ver também João 16:33.
 
 
 
Achado no Infinita Highway.

Em busca de uma pátria

Matéria da revista História Viva que começa com as palavras: “Os palestinos se dizem herdeiros dos cananeus e reivindicam a posse da terra dividida. Em 4 mil anos, esse povo sofreu a dominação de egípcios, babilônios, gregos, romanos e otomanos, e até hoje não tem um Estado”. Legal pra gente entender como começou toda a “pendenga” naquela região e como/porque se estende até hoje.
 
Leia o início da matéria transcrito abaixo.
 
 
HU034774
Força britânica na Palestina em 1917. [Hulton-Deutsch Collection em História Viva]
 
 
Houve um tempo em que grupos palestinos, para legitimar a luta pela posse do território que habitavam, alegavam ser descendentes dos filisteus, que desembarcaram nas costas de Canaã 12 séculos antes de Cristo. Essa anterioridade na ocupação da área seria a prova do direito a ela. Do pouco que se sabe desse “povo do mar”, porém, sua origem não é semítica, ou seja, os filisteus vieram de fora do Oriente Médio, o que torna difícil acreditar que fossem ancestrais dos palestinos.

De uma década para cá, o discurso mudou, e alguns palestinos passaram a reivindicar a herança dos cananeus, primeiros habitantes da região, segundo eles. Em 1996, a Autoridade Palestina, entidade que governa os territórios árabes autônomos na região, que atuou exilada na Tunísia no período anterior, até ressuscitou a festa da primavera, restabelecendo o culto ao deus Baal e às antigas divindades de Canaã. Na ocasião, Iasser Arafat (1929-2004), chefe histórico da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), recebeu o título de “primeiro cananeu”.

A evocação de um passado assim nebuloso ignora o fato de a região ter sido ocupada, por volta de 2000 a.C., por outros povos e vizinhos poderosos. As fontes históricas e a Bíblia mencionam os amoritas, os hititas, os perizitas, os hurritas e os jebusitas. Além disso, a região conheceu vários senhores: os egípcios dos faraós Séti I e Ramsés II, os assírios, os babilônios, os persas do imperador Ciro, os gregos de Alexandre, os romanos de Pompeu, os árabes e os otomanos.
 
 
 
Resultado final da enquete onde 19 pessoas votaram:
 
 
Resultado enquete Israel

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Mordomia do tempo

Livres da tirania da urgência Livres da tirania da urgência
 
Livro de Charles E. Hummel sugerido e também à venda no site da Editora Ultimato.
 
Você já desejou um dia com trinta horas? Com certeza esse tempo extra aliviaria a tremenda pressão sob a qual vivemos. Nossas vidas deixam um rastro de tarefas incompletas. Cartas não respondidas, amigos não visitados, livros não lidos assombram nossos momentos de descanso e de avaliação do que temos realizado.

Mas esse dia mais longo poderia mesmo resolver nosso problema? Não estaríamos logo tão frustrados como agora, com o dia de vinte e quatro horas?
 
Leia o resto da sinopse, o sumário e parte do livro (até o primeiro capítulo, em pdf, on line) e conheça um pouquinho sobre o autor nesta página aqui da Editora Ultimato.

Eu confio em Deus

Pra começar a semana meditando.
 
 
 
Acrobats photoMuitas vezes disse que confiava em Deus, mas na prática eu sempre desconfiei dEle. A dúvida, que acaba com qualquer relacionamento, era uma constante entre nós. Será que Ele vai mesmo me ajudar? Prá me garantir eu sempre tentei resolver eu mesmo as situações. O tempo vai passando e fui como que sendo levado a um beco sem saída. Perdi as pessoas, perdi o dinheiro, perdi os bens, perdi a credidibilidade... Pouca coisa me sobrou, e uma delas foi a possibilidade de confiar em Deus. Desprovido de tudo o que me dava segurança, só me restava crer... Nele! Não que eu quisesse, de todo o meu coração, mas por ser necessário mesmo.

Pois bem, o tempo passou e não é que eu gostei de confiar em Deus? O que teremos para almoçar amanhã? Deus dará um jeito. Como pagar o aluguel? Idem. Será que vai dar? É com Ele. Não tenho. Ele tem. Não consigo. Ele ajuda. Não será possível. Ele transforma. Não vai falar nada? Ele acalma. Se mexe! Ele está agindo.

É vergonhoso dizer que depois de muito tempo, só recentemente tenho confiado em Deus. Não quero outra vida. Sinto paz, mesmo quando tudo está caindo ao redor. Sinto paz porque hoje, antes do dinheiro, das pessoas, do médico, de qualquer coisa, eu O procuro. Tenho certeza que Ele guia os meus passos, tanto nas planícies como nos vales mais tenebrosos... Ele está ao meu lado, por isso o mundo pode explodir numa hecatombe nuclear!

Hoje posso pregar uma verdade: eu confio em Deus. Mesmo quando não entendo, mesmo quando não vejo. Eu confio. É simples, é pessoal, é inegociável. Chegar a ser ridículo de tão simples, mas é isso.

Maurício "in God i trust" Boehme em Eletroacústico
Foto de Pascal Rateau em 123 Royalty Free

Destruindo as barreiras

Joyful 'toon_Dynamite PT 
 
Publicado aqui sob a autorização de Mike Waters (Joyful 'toons).
 
Tradução por Mural na Net. Versão em português produzida pelo próprio autor.

sábado, 13 de junho de 2009

Quadro Pong

Quadro Pong é uma espécie de Ping Pong, digamos, apimentado.
 
Quadro Pong 
As regras do jogo são bem simples:
1. Não deixe a bola verde sair do quadrado preto;
2. Faça a bola verde bater nas bolas púrpuras que vão aparecendo;
3. Use os quatro rebatedores (os retângulos púrpura nos limites do quadrado preto) para impedir que a bola verde escape;
4. Use o mouse para controlar os quatro rebatedores ao mesmo tempo! É aí onde tá a graça do jogo!
 
Você desliga o som do jogo clicando sobre o texto sound off lá no canto superior direito da tela.
 
 
Exercite sua coordenação motora e tenha uma boa diversão!

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Deus é pop?

Época 678 - Deus é pop É nóis na fita de novo, meu! A mídia parece estar bastante preocupada com os cristãos brasileiros, jovens cristãos brasileiros ou com a religiosidade do povo brasileiro.
 
Desta vez é a revista Época (ed. 578) que sai com a matéria de capa Deus é pop falando de “Como os jovens brasileiros – que estão entre os mais religiosos do mundo – expressam sua fé em novos ritos, novas igrejas e até na internet”.
 
É uma pena que a matéria não tá disponível na íntegra para a leitura on line. Mas dá pra ler um trecho dela – clique aqui – e ver uns gráficos estatísticos interessantes, como, por exemplo, esse aí abaixo. Ahh… você também ir na banca de revistas comprar a edição!!
 
 
 
Gráfico Época 578 - Deus é pop 

Padre Nuestro

Bem criativa essa versão do Pai Nosso cantada pelo grupo Siempre así. Entre as frases foi originais da oração foram inseridas interpolações, ou seja, algo como complementos, comentários…
 
A letra está num espanhol bem fácil de compreender. Acho apenas necessário lembrar que basura significa lixo.
 
 
 
 
Apenas um tanto estranho é a parte da letra que diz “(…) ni permitas que se enferme lo bonito, lo cristiano (…)”. Faz-me lembrar um pequeno texto que vi na Ultimato hoje: o prejuízo do não-sofrimento.
 
 
JT Ollemhebb

A TV Globo ficou boazinha?

Pra ler depois de ter assistido àquela série de reportagens da Globo sobre as obras sociais das igrejas evangélicas brasileiras.
 
 
 
Robinson Cavalcanti (na Ultimato)
 
Old School TV (Dario Estrelinha Branco)_1943499 (Olhares)Fui surpreendido, assistindo à TV Globo nos Estados Unidos (onde ela localmente proíbe publicidade de igrejas), com a série “Os Evangélicos” e a divulgação de ministérios sociais da Assembleia de Deus, dos presbiterianos, metodistas, adventistas, batistas e luteranos. A Globo nunca abriu espaço para as igrejas evangélicas, e a única exceção foi a transmissão da Cruzada Billy Graham Grande Rio, nos anos 70, com o Maracanã lotado pela primeira vez desde o final da Copa de 1950, por pressão do regime militar, como consta da biografia autorizada de Billy Graham, escrita por John Pollock. Naquela cruzada, o bispo Sherrill foi um dos co-presidentes e o arcebispo de Cantuária, reverendíssimo Michael Ramsey, vestido de cassoque púrpura, falou da plataforma, com os pentecostais e batistas de olhos arregalados diante de um arcebispo protestante, traduzido pelo reverendo Benjamim Moraes, da Igreja Presbiteriana.

Pois bem! Durante esses anos a Globo tem “feito a cabeça” de milhões de brasileiros, com um modelo de vida urbano-burguesa-secular, em que igreja só entra para festa de casamento, os costumes são liberalizados, as personagens de suas novelas não praticam religião e o homossexualismo é promovido. Os protestantes ou são ignorados, ou são pintados negativamente, ou aparecem como personagens que são caricaturas ridículas. Temos sido excluídos por décadas e temos testemunhado impotentes ao poder deseducativo daquela rede de comunicação, que cresceu no regime militar, foi assessorada pelo grupo Time-Life, de braços com o ministro da Comunicação Toninho Malvadeza (ACM).

E, agora, a Globo “se converteu”? Longe disso.

Os caras são sabidos e são comerciais. No início da série o apresentador fala que somos 15% da população (mais ou menos 25 milhões de pessoas), ou seja, um imenso mercado, cujo desconforto com as posturas da empresa eles percebem.

Com Jade ela promoveu o islamismo; com Caminho das Índias, o bramanismo; e se fala em uma próxima novela que promoverá o budismo.

Lembro-me de um pastor pentecostal, meu amigo, que após a edição manipulativa da Globo do debate final entre Lula e Collor em 1989 (hoje ambos “aliados”), beneficiando, escandalosamente, este último, programou o seu aparelho de televisão para não receber o sinal da Globo, como forma de protesto e para melhor garantir a saúde espiritual e moral da sua família.

Portanto, meus irmãos, nada de comemorações apressadas, nada de ingenuidade. A TV Globo continua a mesma, e nós os evangélicos temos de desenvolver um espírito crítico diante da mídia, buscar alternativas (como a Rede Brasil e outras), cobrar, propor e, sempre que necessário, protestar, pois, afinal, somos ou não somos protestantes?...

High Springs, Flórida, 1º de junho 2009.
 

Foto de Dario Estrelinha Branco em Olhares

quarta-feira, 10 de junho de 2009

O Senhor está distante?

Church Mice_faraway

Reverendo:

Senhor, por que parece que tu estás tão DISTANTE de mim?

Reverendo:
Não concebemos que tu estás SEMPRE ao nosso lado?

Deus:
Às vezes é difícil…

Reverendo:
É?

Deus:
Você fica (SE) MUDANDO!
 
 
Publicado aqui sob a autorização de Karl Zorowski (Church Mice).
Agradecimentos a Martin Erwin (Christian Cartoons).
 
Tradução (livre) por Mural na Net.

Bíblia: originais, traduções e curiosidades

Dois podcasts muito legais do Irmãos.com falando da Bíblia: suas transcrições, traduções, versões. Os dois bate-papos são recheados de curiosidades. Vale a pena acessar e escutar lá mesmo ou baixar e ouvir no seu PC, mp3 player, som do carro etc.
.
1: Os originais da Bíblia – Neste primeiro você vai descobrir por que a Bíblia católica tem livros a mais do que a Bíblia evangélica e como foi o processo de cópia dos manuscritos originais para que eles perdurassem por milênios.
.
2: Curiosidades das Traduções – Você sabia que, interpretando mal algumas traduções da Bíblia, podemos concluir que Jesus era músico e andava de moto porque Deus tinha pressa? Essas e muitas outras curiosidades você vai conhecer na segunda parte do papo, ou melhor, da aula que o pessoal do Irmãos.com tiveram com o Lucian Benigno sobre o processo de tradução da Bíblia.
.
Lá na página de cada podcast você vai ver links pra ouvir on line ou baixar os arquivos que estão disponíveis em três níveis de qualidade de som.

terça-feira, 9 de junho de 2009

Ruralistas privatizam a Amazônia

Foto: Greenpeace
Futuro da floresta está nas mãos de Lula

Após uma longa e acirrada disputa de mais de cinco horas, a bancada ruralista do Senado conseguiu impor ao país, por uma apertada maioria de 23 votos a favor a 21 contra e uma abstenção, a MP 458 , a MP da
Grilagem . A MP apresentada pela presidência da República com a justificativa de legalizar terras ocupadas na Amazônia Legal havia sido aprovada na Câmara dos Deputados com a inclusão de emendas que beneficiam grileiros de terras públicas e empresas. A medida possibilita que 80% das terras públicas apropriadas irregularmente, o equivalente a 67 milhões de hectares, sejam privatizadas.

Agora, a
MP 458 segue para aprovação do presidente Lula. “O congresso privatizou escandalosamente a Amazônia, o que vai aumentar o desmatamento e acelerar as mudanças climáticas. Os ruralistas insultaram a memória de tantos brasileiros que, como Chico Mendes, morreram na defesa do maior patrimônio ambiental do país”, disse Paulo Adario, diretor da campanha da Amazônia do Greenpeace. “Agora a responsabilidade para evitar esse desastre está nas mãos daquele que o criou, o presidente Lula, que precisa seguir o conselho de Marina e vetar os parágrafos da medida que ameaçam o meio ambiente.”

Em um discurso emocionante que, certamente, entrará para a história, a senadora Marina Silva (PT/AC) falou da violência causada pela grilagem na Amazônia. Entre 1999 e 2008 5.380 conflitos envolveram 2,7 milhões de pessoas, provocando 253 mortes por assassinado. “Os defensores dessa medida dizem que ela não vai legalizar a grilagem, mas não é o que pensam os especialistas. A MP 458 vai jogar por terra 15 anos de trabalho de promotores sérios contra a grilagem. Aqueles que grilaram vão ganhar o título de cidadão de bem”, disse Marina.

Juntamente com o senador Aloizio Mercadante (PT/SP), Marina até tentou uma negociação. A proposta foi manter o texto dois aspectos do texto proposto inicialmente pelo governo: prazo de 10 anos para que as terras regularizadas sejam vendidas (na Câmara dos Deputados, esse período foi reduzido para três anos) e possibilidade de empresas sejam donas de terras amazônicas. Ironicamente, esse último item possibilita a internacionalização da Amazônia por empresas transnacionais, exatamente o que o falso argumento usado pelos ruralistas para tentar desqualificar o trabalho do Greenpeace .

Outro aspecto negativo é que os imóveis de ate 400 hectares não precisam passar por vistorias para serem regularizados. Pela MP 458, o governo aceitará uma declaração do próprio beneficiado descrevendo a situação em que suas terras se encontra para regularizar a aterra, o que abre brecha para fraudes.

Agora, cabe ao presidente Lula não deixar que a bancada ruralista, liderada pela senadora Kátia Abreu (DEM/TO) empurre goela abaixo da sociedade brasileiras a regularização da grilagem.


Veja como cada senador votou na MP 458, no site do Greenpeace, e entre os que votarm a favor da MP favor uma triste supresa, o voto a favor do senador Marcelo Crivela (PRB RJ) que aparentemente nada tinha a ganhar com tal aprovação.


Fonte: Greenpeace

Abrigo

Depois da Globo e SBT produzirem aquelas séries de matérias sobre denominãções/trabalhos sociais que reproduzimos aqui, agora o Yahoo! Brasil resolveu produzir a sua. A série do Yahoo!, porém, é de textos escritos. Ela começou com o texto intitulado Abrigo.
 
Leia o trecho inicial logo abaixo e clique no link lá no final para ler a matéria completa.
 
 

Toco a campainha e abrem o portão. Às quartas-feiras, a partir das 20h30, ele fica aberto, sem necessidade de tranca. Mario Mansho recebe os amigos em casa. É a reunião de uma 'célula' dos membros da Bola de Neve Church. Reúnem-se para cantar, estudar a Bíblia e compartilhar os problemas e alegrias. Problemas que levaram a família Mansho à igreja.

Caio, filho de Mario, começou a se envolver com drogas, aos 15 anos. Assumiu também uma hostilidade que levou o pai a procurar o padre da paróquia que frequentava. Nunca recebeu uma visita sequer, nem houve intenção de ajudá-lo. O primo de Caio já frequentava a Bola de Neve e um dia, acompanhado pelo apóstolo Rina, líder da igreja evangélica, passou na casa do tio, para uma visita. Rina soube da história de Caio e perguntou se podia entrar, para orar pelo garoto e conversar com ele. Convidou a família Mansho a visitar a igreja que, aos poucos, foi se sentindo acolhida na comunidade.

Mario conta que era católico ferrenho e não vê problema em alguém frequentar as missas, mas se decepcionou quando precisou das pessoas fora da paróquia. Ele conta, com lágrima nos olhos, como passava em frente ao quarto de Caio, ouvia xingamentos e um "Eu te odeio" no final. Mario apenas respondia: "Eu te amo".

Clique aqui para ir ao texto completo.

Carta de um pastor idoso à ABGLT

Um texto do pastor Alberto Thieme enviado ao JesusSite pelo Julio Severo.
 
 
 
Tenho acompanhado todo o movimento gay no Brasil e como tive o privilégio com minha esposa de fundar dois orfanatos, enfrentamos o problema de crianças e mais crianças que foram violentadas sexualmente por um adulto e a maioria deles que eram homossexuais se tornaram exatamente por causa do abuso de um adulto. Então, espero que os responsaveis pelo movimento gay no Brasil tenham uma visão da realidade maior do que demonstram porque ao invés de tentar resolver um problema (discriminação dos gays: coisa que pra mim hoje já nem existe).

O que existe sim é um direito dos pais de protegerem seus filhos da influencia gay, ao tentarem passar a ideia de que homossexualismo é uma coisa normal coisa que nunca foi e nem será. O Homosssexualismo é um desvio comportamental social influenciado por um adulto (geralmente um pederasta ou pedofilo). Isto foi constatado in loco quando dirigimos os dois orfanatos por 8 anos (um deles dá apoio a mais de 1.000 criancas hoje) e as igrejas cristãs onde fomos pastor.

Dos ex-homossexuais que ajudamos a deixar o homossexualismo apenas 1 retornou, tendo tido apenas uma relação sexual, quando contraiu AIDS, morrendo em menos de 1 anos, com cerca de 30 kg. É mais do que sabido que o grupo dos homossexuais é um dos grupos de maior risco de contração de doencas venereas e AIDS. Outro problema é que ultimamente é que o "certo" (normal) está se tornando "errado" (anormal) na mente de alguns com tendencias maldosas. Dá-se a impressão de que os gays receberam uma lavagem cerebral que não conseguem enxergar o mal que existe no homossexualismo. Vejam as declarações que rodaram a internet acerca de Luiz Mott. No anexo eu aponto os textos biblicos, as caracteristicas que ele descreve como é o comportamento dos homossexuais e por experiencia propria, coincide exatamente com os relatos biblicos.
 
 
Related Posts with Thumbnails