quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

A ultima lição do Papa Bento XVI



Excelente comentário do meu amigo e blogueiro Zé Bruno sobre o último pronunciamento do papa Bento XVI:

"Obrigado pelo vosso amor e o vosso apoio! Possais viver sempre na alegria que se experimenta quando se põe Cristo no centro da vida" (Última mensagem do Papa Bento XVI no Twitter).

O que me chamou atenção neste pronunciamento do Papa, foi sua crença de que há uma alegria que só se experimenta quando se vive uma vida cristocêntrica. E é esta alegria que o sumo-pontifício da igrno beja romana deseja que seus fiéis desfrutem. E porque não que todos possam desfrutar. Uma alegria que não se encontra em outra relação quer humana quer com coisas, mas apenas com o Cristo Vivo e Senhor.

Ressalto a humanidade de Bento XVI que por estar como Papa é visto como infalível, todavia nos deu uma grande lição de humildade e humanidade, a nós evangélicos, católicos e cidadãos do mundo, pois em seu pronunciamento oficial de renúncia, pede desculpas por sua imperfeição!

Tal lição lembra-me o chamado de Cristo para aprendermos com Ele a sermos mansos e humilde de coração. Creio que só alguém que aprende com o Cristo, pode com a graça deste Cristo, viver a humildade exemplifica por Ele. Se o que Bento fez foi isso eu não, Deus o sabe, entretanto para alguém que vê apenas a aparência louvo-o por sua atitude!

Zé Bruno

Você encontra mais textos de Zé Bruno no blog do autor: Blog do Zé Bruno

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Os 10 pastores que não respeito e não admiro



Por André Sanchez10 pastores que não respeito e não admiro
Maus líderes existem aos montes dentro das igrejas. O joio está espalhado dentro da igreja como ensinam as escrituras (Mt 13. 26). Isso não é novidade para ninguém. Apesar de designar aqui o termo “pastores” a essas pessoas que citarei abaixo, não tenho a intenção de diminuir aqueles que fazem jus a esse termo tão lindo mostrado nas escrituras, e que realmente pastoreiam de coração as ovelhas do Senhor. Usei esse termo somente para facilitar a identificação dessas pessoas.

Os dez pastores que não respeito e não admiro são:
1- O que faz do púlpito um palco de shows = A exposição da Palavra é esquecida e substituída pelo talento hollywoodiano desse pastor, que explora as mais diversas técnicas para cativar os seus expectadores, fazendo do show o protagonista do culto. Ele é a estrela e não Cristo e Sua palavra. Seu púlpito é lugar de entretenimento, de show, e não de pregação, de transmissão da voz de Deus.
2- O que explora financeiramente as ovelhas = Esse pastor é muito ambicioso e tem planos de crescimento. Porém, para a realização dos seus planos, precisa de muito dinheiro. E esse dinheiro é retirado das ovelhas, através das mais diversas técnicas de extorsão (legais). Ele não liga para o que a Bíblia ensina e inventa formas de arrecadação para realizar seus sonhos megalomaníacos. As ovelhas são iludidas, exploradas e sugadas até a última gota que podem dar.
3- O que insiste em querer fazer a agenda de Deus = Um pastor que quer determinar lugar, dia e hora para Deus agir não merece meu respeito. Segunda: Deus age na família; terça: nas finanças; quarta: Deus dá o Espírito Santo; quinta: Deus faz conversões e sexta: Deus liberta as pessoas de demônios. Deus agora está preso em uma agenda criada pelo homem?
4- O que ilude as pessoas com amuletos, objetos ungidos e unções que não vem de Deus = Esse pastor escraviza pessoas em crendices e superstições que não são encontradas e ordenadas na Bíblia. Desvia a fé que deveria ser unicamente no Deus soberano para objetos e unções (falsas) e extravagantes. Trabalha com a ilusão, com a ambição, com a falta de conhecimento de muitas das ovelhas que lhe ouvem.
5- O que “profetiza” o que Deus não mandou profetizar = Usa sua influência sobre as pessoas para “profetizar” e “revelar”. Porém, não usa a Bíblia, que é a revelação e é onde se encontram as profecias de Deus para a vida de seus servos.
6- O que faz com que seus fieis o adorem = Ele é visto como um semideus pelos seus fieis. O pior de tudo é que não faz nada para mudar essa situação, pois adora ser paparicado, adora status, adora demonstrar seu grande “poder” e ser ovacionado pela multidão. Seu prazer é ver multidões afluindo em sua direção com desejo de glorificá-lo.
7- O que usa o dinheiro dos dízimos e ofertas para seu próprio enriquecimento = Esse pastor-empresário é formado e pós-graduado em enriquecimento usando a igreja. Tem fortuna e bens luxuosos, tudo adquirido com a ajuda das ofertas da igreja que, segundo diz ele, é usado para a obra de Deus. Ele engana multidões que bancam sua vida de ostentação.
8- O que prega a teologia da prosperidade = Um pastor que diz que pobreza é maldição, que o crente verdadeiro será reconhecido pela sua prosperidade material, e outras abobrinhas sem embasamento bíblico, não merece admiração. Se a Teologia da prosperidade é um câncer, esse pastor é um espalhador de doenças no meio do povo.
9- O que usa versículos isolados da Bíblia para fundamentar doutrinas destruidoras = Esse pastor adora inventar doutrinas usando versos bíblicos isolados, cuja interpretação isolada, sem considerar contextos e outras boas regras de interpretação, favoreça seus pensamentos e desejos.
10- O que [acha] que determina a ação de Deus = É uma piada dizer que um homem determina algo ao Todo-Poderoso, mas essa ousadia acontece. Palavras ousadas saem da boca desse pastor determinando, ordenando, exigindo que Deus faça determinadas coisas que, segundo ele, Deus tem de fazer. Coitado, não tem nem noção da besteira que faz! E o pior: ensina as pessoas a agirem também assim!
Esses são os pastores que não respeito e não admiro.

E VOCÊ, TEM ALGUM PASTOR COMO OS CITADOS QUE NÃO RESPEITA E NÃO ADMIRA?


Dia Nacional de Valorização da Família

 
Discurso do Silas Malafaia da Câmara dos Deputados, na última terça-feira, 20 de fevereiro, falando da importância da família no desenvolvimento humano e de como ela influencia na sociedade. "É impossível o ser humano se desenvolver sem família", diz ele logo no início.
 
 
 
 
 

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Hora do Planeta 2013


Sábado, dia 23 de março de 2013, às 20h30, apagar as luzes é só o começo!
 Pelo quinto ano consecutivo, o WWF-Brasil promove no país o movimento global Hora do Planeta. No dia 23 de março de 2013, das 20h30 às 21h30, milhões de pessoas ao redor do mundo vão apagar as luzes em um ato simbólico contra o aquecimento global e os problemas ambientais que a humanidade enfrenta.


Desde 2009, um número crescente de cidades, empresas e pessoas no Brasil aderiu ao movimento apagando as luzes de seus monumentos, escritórios ou casas e organizando atividades especiais para mostrar seu apoio na batalha contra as mudanças climáticas.



Neste ano de 2013, a Hora do Planeta no Brasil convida empresas, governos e toda a sociedade para responder uma pergunta em especial. “O que você faria para salvar o planeta?”. No sábado, 23 de março, apagar as luzes será só o começo.



Hoje, apesar de todos os problemas ambientais existem aqueles dispostos a fazer sua parte para salvar o planeta. A responsabilidade é de todos. Participe da Hora do Planeta, cadastre-se no site, apague suas luzes e reflita sobre como você pode mudar seu estilo de vida para ser mais sustentável. 



Lembre-se no sábado, dia 23 de março de 2013, às 20h30, apagar as luzes é só o começo!

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Vontades

 
As vontades fracas traduzem-se em discursos; as vontades fortes, em ações.
 
Gustave le Bon
 
 

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

A diferença entre amar e gostar




Às vezes a gente ama e gosta.

Outras vezes a gente ama, mas não gosta.

Mas o chamado de Jesus é para amar até quem não se gosta.

Não dá para ser saudável e gostar do inimigo, do perseguidor, do falsificador da vida.

Todavia, é possível amá-lo.

Esta é a aparente contradição de Jesus.

Sim, Ele amava a todos, mas não gostava de um monte de coisas; e, de certo modo, de um monte de gente. Mas amava. E ensinou que é possível e necessário amar, mesmo quando se aborrece alguém.

Às vezes se aborrece algo... Então é fácil separar as coisas. Mas outras vezes a coisa e pessoa se fundiram de tal modo que não dá para separar. Entretanto, mesmo assim, é possível amar; pois amor, nesse nível, não demanda sentimento, mas tão somente CONSCIÊNCIA.

Amar o adversário, o inimigo, o falsificador de Deus -- acontece assim, nessa dialética que só cabe no amor segundo Jesus.

A ira de Jesus é cheia de amor desgostoso e ferino como uma espada de dois gumes!

Não amar quando não se gosta, não nos é permitido!

Até o abomináveis precisam ser amados com oração!

No entanto, isso não significa ódio.

Apenas quem não conheceu ainda o Evangelho é que pensa que não gostar implica em não amar.

O amor por quem não se gosta não carrega nenhum prazer, e, por vezes, vem cheio de enfrentamento e denuncia, como se vê nas práticas de Jesus!

"Ai de vós fariseus" [Mt 23] - é uma fala de um amor desgostado, mas é amor!

Para os religiosos, todavia, amar implica em acordo ou em silêncio obsequioso, mesmo quando se desgosta de tudo.

Em Jesus, no entanto, não é assim....

Porém, ninguém entenderá isso sem que antes fique cheio do Espírito de Cristo!

Minha recomendação é uma só:

Leia os evangelhos de carreirinha e você entenderá. Lendo "fragmentos" você nunca entenderá o que Jesus não ensinou para ser fragmentado ou selecionado.

Quem me dera um dia você entendesse isso!

Até lá, eu digo com todo amor desgostado:

SOFREREI A SUA ESTUPIDEZ COM TODO AMOR E PACIÊNCIA!

Nele, que nunca não amou; e que nunca por amar deixou de dizer a verdade como as circunstâncias pediam; ora com denuncia explicita, ora com ironia ou sarcasmo, ora com o grito do inferno ungido pelo clamor do reino de Deus,

Caio

Fonte: Caminho da graça
Related Posts with Thumbnails