quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Coca-Cola Social Media Guard. Aproveite o mundo real

Em um mundo cada vez mais conectado, onde as distâncias são diminuídas, o contato com o real está cada vez mais raro. Por todos os lados há  pessoas utilizando um smartphone! A maioria delas está lendo e respondendo um SMS, fazendo ou recebendo uma ligação e, dentre tantas outras atividades possíveis, no geral pressas em alguma rede social.
As redes sociais são de longe as que mais tomam tempo dos usuários de dispositivos mobile. Você já deve ter passado por uma situação na qual em uma roda de amigos, reunião, festa, etc, quase todos estão olhando para a tela do seu dispositivo, e o pior, conversando via Facebook ou Whatsapp, mesmo estando lado a lado.
Pensando nisto, a Coca-Cola lançou o Social Media Guard, um “dispositivo” para impedir que as pessoas fiquem focadas em seus smartphones e deixem de interagir com os outros ao seu redor e com o mundo real. A mensagem da propaganda é, "aproveitem o mundo real", aquele que acontece quando a bateria do seu aparelho acaba.
Um dispositivo simples, uma grande ideia, e um convite para se conectar com a vida.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Carta pública para o apresentador do Correio Verdade



Prezado Samuka,

Sou canadense, moro há cinco anos no Brasil, não assisto muito á televisão, mas não últimos meses querendo ou não assisti diariamente ao seu programa no refeitório da empresa onde comecei a trabalhar e estou perturbado com seu programa policial de meio-dia, sendo assim, esse é o motivo da presente carta.

Primeiramente, o programa faz da violência um ídolo mostrando e difundindo detalhes e testemunhos de crimes chocantes, sem necessidade, um pouco como faria um vampiro sedento por sangue. Tem tantas notícias edificantes, que traria conhecimento para a população no horário do almoço, locais, nacionais e internacionais que poderiam ser difundidas em lugar de tragédias quase que idolatradas. O programam faz da violência a “normalidade” e de certa forma incentiva à população como um todo. Afirmo tal, devido os comentários que ouço dos meus companheiros após assistir ao programa, comentários tais como: ‘’é isso mesmo, tinha que matar mesmo’’, ‘’é isso que dá quando mexe com drogas’’, entre outros.

Você fala que deseja mostrar a realidade, então deveria dividir a hora segundo a porcentagem do que de fato acontecem durante as 24 horas do dia. Tais como: Atividades culturais, atividades políticas, demonstrações do bem, economia, conhecimento geral e tantas outras coisas e deixar 3% do tempo para crimes, porque mesmo nas noites mais violentas de João Pessoa, essa violência não afeta mais de 3% da população.

A segunda coisa, é que o programa traz uma mentalidade de que a culpa é do outro e de pessimismo. Os mesmos comentários estão diários no programa: ‘’o que o governo está fazendo?!’’, ‘’Não tem nem um político que está vendo isso?!’’. O que vou falar não vai agradar a muitos, mas a culpa da violência é do próprio povo que é violento! Não sabe se respeitar, não sabe colocar limites! Isso não é culpa do papai governador ou do prefeito, mas das próprias escolhas e faltas de valores do povo! Quem é responsável pelos seu atos é a própria pessoa. Quando falam que a culpa é do governo, vocês trazem de volta a mentalidade de paternalismo político que vem do coronelismo. Esse paternalismo faz que as pessoas não queiram mudar, pois afinal, ‘’A culpa é do outro!’’.

Eu sei que as pessoas ficam hipnotizadas quando mostram imagens chocantes, o que é bom para as cotas de ouvintes da teledifusora, mas quero desafiar vocês a colocarem valores que possam beneficiar a sociedade antes da ganância própria. Se seu objetivo, como você afirma ser, é o bem do povo então quero lhe encorajar a pensar duas vezes porque o resultado está caminhando mais para a psicose social que outra coisa. Espero, sinceramente, que esta carta esteja encontrando ouvidos abertos, para o bem da sociedade como um todo.

Com todo o respeito,

Jérémi Lavoie.


sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Um Ídolo Chamado Eu

 
 
 
Baixe gratuitamente, a partir do site do Ministério Fiel, o livro eletrônico Um Ídolo Chamado Eu, de Robert W. Glenn.
 
O ebook é uma transcrição de uma pregação de cerca de 47 minutos do Robert.
 
O download está disponível no formato PDF para aqueles que fizerem um simples cadastro na área VIP do site do Ministério Fiel. CLIQUE AQUI e acesse a página de download onde também é possível ver o vídeo original.
Vivemos em uma sociedade absorta em si mesma. Segundo Bob Glenn, (…), todos nós adoramos um ídolo (algo que adoramos no lugar do Deus vivo); e o ídolo preferido normalmente é o próprio “eu”. Isso é evidenciado pela cultura da auto-ajuda, na qual o “eu” determina e muda todas as coisas. Contudo, quando confiamos em nós mesmos mais que confiamos em Deus, isso é idolatria. Até quando tentamos nos ajudar, caímos na “auto-ajuda” e na “auto-idolatria”. O que fazer, então? O que pode nos livrar de nossa auto-idolatria? É o que Bob Glenn reflete nesta mensagem. (Ministério Fiel)
 
 
 

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

O Livro que Fez o seu Mundo

 
Dica de leitura!
 
 
O Livro que Fez o seu MundoSeja você um ávido estudante da Bíblia, seja um cético quanto a sua relevância, O livro que fez o seu mundo irá transformar a sua percepção quanto à influência das Escrituras Sagradas em praticamente cada faceta da civilização ocidental.

O filósofo indiano Vishal Mangalwadi revela a motivação pessoal que impulsionou seu próprio estudo da Bíblia e ilustra sistematicamente como seus preceitos se tonaram a base da estrutura social ao longo do último milênio. Da política à ciência, à academia e à tecnologia, a Bíblia tornou-se a chave que abriu a mente do Ocidente.
 
 
Por meio da investigação abrangente e fascinante de Mangalwadi, você descobrirá:
  • O que provocou a paixão do Ocidente pelo avanço científico, médico e tecnológico.
  • Como a noção bíblica da dignidade humana orienta a estrutura social do Ocidente e como esta se relaciona com outras cosmovisões.
  • Como a Bíblia criou um solo fértil para que as mulheres descobrissem sua capacitação econômica e social.
  • Como a Bíblia preparou o Ocidente para cultivar a compaixão, os direitos humanos, a prosperidade e famílias estruturadas.
  • O papel da Bíblia na transformação da educação.
  • Como a noção moderna de herói foi moldada pelo protagonista arquetípico da Bíblia.
Viaje com o autor pelas origens da grandeza de uma civilização e pelas crenças equivocadas que ameaçam interromper seu progresso. Aprenda como a Bíblia transformou as instituições sociais, políticas e econômicas que sustentaram a cultura do Ocidente no último milênio e descubra como a corrupção secular ameaça a estabilidade e a longevidade da civilização ocidental.
 
 
 

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

ESQUEÇA A COCA...

Encontrei este vídeo na pagina do Caio e fiquei apaixonado, não pela coca mas pela beleza da graça, portanto como Caio mesmo afirma, ESQUEÇA A COCA, aproveite a beleza da vida... E desfrute da graça, pois antes da coca existe a graça...

Em  60 segundos Coke Argentina conta uma história verdadeira para a vida dos altos e baixos da paternidade precoce. Vemos um casal passar por todas as etapas depois de levar para casa um bebê, da exaustão as alegrias. Não é algo novo, mas é feito de uma maneira tão bonita que faz a propaganda ficar melhor que o proprio programa que assistimos. Um olhar honesto sobre a paternidade ao som de Bee Gees " To Love Somebody", e uma supresa no final. "Estamos fazendo tudo de novo! " Engraçado e comovente, Vale a pena conferir.


Related Posts with Thumbnails