terça-feira, 11 de novembro de 2014

A Verdade da Cruz (ebook gratuito)

 
Mais um livro de R. C. Sproul está sendo oferecido para download gratuito no site do Ministério Fiel. Trata-se da obra A Verdade da Cruz, disponível no formato ePUB. Mas você também pode lê-lo online no visualizador abaixo.
 
 
 
 
 

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Sobre a reedição da série Cosmos de Carl Sagan

 
 
 
A série Cosmos do Carl Sagan foi "refeita" e está sendo exibida no National Geographic e na Fox (www.cosmosontv.com), apresentada pelo astrofísico Neil deGrasse Tyson. Acho que algumas pessoas devem estar sabendo.
 
O que ninguém provavelmente sabe é que existe uma contraproposta por parte do Discovery Institute — organização norte-americana que reúne defensores do design inteligente — a qual critica e responde às distorções apresentadas na série. Essa iniciativa encontra-se no livro "The Unofficial Guide to Cosmos: Fact and Fiction in Neil deGrasse Tyson’s Landmark Science Series" [O guia não oficial do Cosmos: Fato e ficção na marcante séria científica de Neil deGrasse Tyson]. De acordo com a publicação, a série revela-se um veículo promotor do materialismo científico e ainda põe a religião como arqui-inimiga da busca pela verdade sobre a natureza.
 
O site oficial do livro é www.cosmosthebook.com. Lá é possível ler parte de um dos capítulos on line.
 
 
 

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Conheça o blog 'As Origens'

 
 
 
Eu, JT, decidi recentemente criar um blog a parte de meu blog pessoal para tratar especificamente das origens, isto é, das coisas (teorias, crenças, cosmovisões etc.) relativas à origem da vida, do universo etc.
 
Me interesso bastante pelo design inteligente e pelos debates que envolvem essa teoria e a da evolução, e também por assuntos que acabam entrando no meio da discussão, como, por exemplo, crença/fé religiosa e filosofia.
 
Reservei, então, esse blog só para divulgar artigos, textos, notícias, vídeos, livros e sites/blogs que tratam das origens.
 
O nome do blog é justamente As Origens, e você pode acessá-lo através do endereço sobreasorigens.blogspot.com.br.
 
 
 

terça-feira, 8 de julho de 2014

A vida é bem mais que uma partida de futebol...


A vida é bem mais que uma partida de futebol... 
Por isso oro:
Bendita sejam todas as nações desta copa
Bendito seja cada homem, mulher e criança aqui representados
Bendito sejam os governantes destas nações
Que levam sobre seus ombros a responsabilidade de cuidar destes povos
Maldita seja a dor, violência, injustiça e a maldade
Maldita seja a nossa inércia Diante dos oprimidos e desesperançados Maldito seja o nosso silêncio diante dos gritos dos que perecem
A nossa paralisia que impede de estendermos as mãos aos aflitos

Bendito sejam os sonhadores
Aqueles que subvertem o sistema
Que ousam carregar a dor dos outros Bendito sejam os que anunciam a paz Que levam esperança em meio a dor Bendito sejam aqueles que morrendo encontraram a vida
E a encontrando a partilharam

Maldito seja a corrupção, o jeitinho brasileiro,
A nossa falta de caráter e tudo aquilo que fere ao próximo Malditos os gananciosos, que roubam, matam e machucam
A outros seres humanos Bendita sejam as famílias da terra
Pais, filhos, irmãos, amigos
Bendita seja a igreja de Cristo Que contagiam a terra com a proclamação do reino
Bendita seja a verdade, justiça e a paz Bendito aqueles que ouvem o evangelho
Bendito os oprimidos, famintos e doentes
Pois serão libertos, saciados e curados Bendito sejam os que choram Pois eles serão consolados
Bendito sejam os pés dos mensageiros do Reino
E bendito sejam todos os que oram
E que acreditam que...
A vida é bem mais que uma partida de futebol.


Gonzaga Soares

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Vamos celebrar!



Aproveitando toda a euforia da Copa da Fifa, nossa pseudo-brasilidade, a chuteira especial do Neymar – grande destaque de logo mais à noite no Jornal Nacional, anunciado com antecedência por Galvão Bueno e Patrícia Poeta (Não perca, portanto, hoje à noite, esse fato histórico) – e a futura conquista da copa do mundo pela nossa idolatrada seleção, quero convidar você para juntos com a Legião Urbana CELEBRARMOS. Sim, vamos celebrar!

(letra)
Vamos celebrar
A estupidez humana
A estupidez de todas as nações
O meu país e sua corja
De assassinos covardes
Estupradores e ladrões
Vamos celebrar
A estupidez do povo
Nossa polícia e televisão
Vamos celebrar nosso governo
E nosso estado que não é nação
Celebrar a juventude sem escolas
As crianças mortas
Celebrar nossa desunião...


terça-feira, 24 de junho de 2014

The Noite Entrevista Caio Fabio



segunda-feira, 16 de junho de 2014

Parabéns, Chico!


Compositor, cantor, dramaturgo, escritor, gênio. Ele completou 70 anos na última quinta-feira. Eis aqui uma pequena homenagem a esse grande ser humano.

Chico, a meu ver, é o maior nome da MPB. Ouvir Chico é mergulhar na alma da cultura brasileira. Ele descreve as mazelas da sociedade brasileira desde as aflições sofridas pela mulher até o lamento dos miseráveis, a exploração dos operários, a opressão do favelado e a dor do homem que perde a sua terra, seu lar e sua identidade. Tudo isso de forma magnifica, sem ser chato ou repetitivo. Chico permeia sua poesia de forma singular revelando beleza, hipocrisia, paixão, luta e fantasia em um retrato cantado do povo brasileiro.

Chico é arte viva. Sua poesia toca a alma e nos faz refletir sobre a nossa condição humana. Chico é genialidade e beleza andando lado a lado.

Gosto de você, Chico. Em você vejo graça e um olhar sobre o humano que só pode vir do Criador. Não posso resumir e nem pretendo descrever sua genialidade, mas eis aqui um conselho a você que parou por um minuto para ler estas poucas palavras: ouça Chico; sua poesia é autodidata. Ela dispensa qualquer comentário, e, acredite, você vai se apaixonar.

Parabéns, Chico! E obrigado! Você é música para a minha alma!






segunda-feira, 26 de maio de 2014

Mais que palavras...


Viva o evangelho em sua plenitude. Seja simples porque ele é simples. Pregue-o por onde quer que vá, e se for preciso, use palavras.

E lembre-se: o mundo só verá a Cristo se este estiver revelado em nós. Tenha uma semana repleta de graça.





segunda-feira, 5 de maio de 2014

O trabalho mais duro do mundo

 
 
 
 
Criaram uma campanha em busca de vagas para o emprego mais difícil do mundo. Um emprego chamado de Diretor de Operações, com as seguintes características: jornada de trabalho igual a 135 horas por semana; trabalhar em pé a maior parte do tempo; habilidades de culinária, medicina e economia; gestão de crise; sem hora certa para dormir ou comer; e tudo isso sem receber nenhuma remuneração. Quem se habilita?
 
O vídeo não tem dublagem ou tradução, mas, se você sabe inglês, acione as legendas no player de vídeo e descubra que trabalho é esse.
 
Saiba mais detalhes aqui.
 
 
 

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Blues da Piedade Cazuza e Sandra De Sá

Minha oração para o dia de hoje é esta: SENHOR PIEDADE. Vamos pedir piedade,SENHOR PIEDADE,pra essa gente CARETA e COVARDE ... 

Ouça, sintam e compreenda que somos todos iguais na desgraça e que somente a Graça pode nos elevar desta condição egoísta e covarde que só consegue olhar para o próprio umbigo.Blues da Piedade é música para a minha alma é oração que brota das angustias do viver. 
 

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Vítimas do Facebook (Documentário)

 
Documentário completo, legendado, que já foi exibido no canal GNT.
Sinopse:
Vítimas do Facebook lança um olhar sobre as consequências inesperadas de pessoas que compartilham suas informações pessoais nas mídias sociais.

Conheceremos pessoas que perderam seus empregos, acabaram seus casamentos, perderam a dignidade, ou que até foram presas – tudo por causa de suas próprias postagens, ou de outras pessoas, no Facebook. Para dar um contexto mais amplo aos eventos, essas histórias são intercaladas com reflexões de especialistas nas áreas de sociologia, segurança da Internet e mídias contemporâneas.
 
 
 
 

sábado, 12 de abril de 2014

Novo URL da nossa página no Google+

 
Nossa página no Google Plus já tem um novo endereço personalizado. Agora não é mais o tradicional URL cheio de números.
 
Acesse já
 
 
e acompanhe nossos posts lá também: dicas de leitura de artigos, notícias e vídeos, por exemplo.
 
Se você conhece nossa página no Facebook, saiba que lá também são publicados os mesmos posts que aparecem na página no Google Plus; entretanto, no G+ eles aparecem primeiro.
 
 
 

terça-feira, 8 de abril de 2014

Pai com câncer terminal pede para filha de 11 anos "se casar"

 Em um mundo cada vez mais violento e com fatos sempre negativos, explorados ao extremo pela mídia, alguns fatos maravilhosos conseguem romper a barreira do caos e do medo, são historias para aquecer o coração e me fazem pensar que sim, este é um mundo maravilho!

Esta é um deste fatos, com um câncer pancreático em estado terminal, Jim Metz, de 62 anos, pediu para que sua filha Josie Metz, de apenas 11 anos, se casasse. O pedido no entanto não tinha noivo, era apenas uma simulação para que ele pudesse sentir o prazer de acompanhar sua filha ao altar no dia do seu casamento.




As imagens foram registradas pela fotógrafa Lindsey Villatoro, que se especializou em fazer fotografias de pessoas em estado terminal ou com doenças graves para documentar seus últimos momentos.




"Eu tento mostrar realmente a pessoa por quem eles são e não a doença ", ela disse ao The Huffington Post. 



Josie ficou sabendo do seu "casamento" quando saiu da escola, no mesmo dia da simbólica cerimônia, mas afirmou ter sido o melhor momento da sua vida. "Este é o melhor dia da minha vida", afirmou.

Fonte: iBahia

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Pessoas boas e pessoas ruins

 
As pessoas boas merecem o nosso amor. As pessoas ruins precisam dele.
 
Madre Teresa de Calcutá
 
 

segunda-feira, 31 de março de 2014

“Desculpe, Neymar, mas nessa Copa eu não torço por vocês.

“Desculpe, Neymar, mas nessa copa eu não torço por vocês... a vida é vale  mais que um gol...”

Este é um trecho da canção do  compositor Edu Krieger, que de forma brilhante manifestou a indignação com a realização da C opa do mundo de futebol no Brasil. Com uma melodia calma, no melhor estilo MPB, “Desculpe Neymar” reflete o descontentamento de grande parcela da população brasileira para com a organização do mundial
.
Diante das carências do país em setores como educação e saúde e segurança, bilhões estão sendo desperdiçados em elefantes brancos superfaturados. O protesto de Edu ganhou as redes sociais e já teve mais de 150 mil visualizações.

A canção este gerando discussões saudáveis, posicionamentos diversos e reflexões.  No seu perfil no facebook  Edu afirmou: vamos em frente.

Vale a pena conferir!! 


domingo, 23 de março de 2014

“Brasil para principiantes”



Fonte O Globo, via Pavablog 
A frequente troca de farpas entre a Fifa e os brasileiros desde que o país foi escolhido como sede da Copa do Mundo em 2007 ganhou mais um capítulo na noite desta sexta-feira, quando a entidade divulgou a edição eletrônica da revista “Fifa Weekly” em seu site. Uma das reportagens, intitulada “Brasil para principiantes”, contém uma cartilha com dicas sobre o comportamento do brasileiro que o turista da Copa do Mundo vai encontrar a partir do dia 12 de junho, quando será dado o pontapé inicial do Mundial com a partida entre Brasil e Croácia, no estádio do Pacaembu, em São Paulo.
Na cartilha com “dez conselhos importantes para evitar mal-entendidos culturais”, a Fifa afirma que os brasileiros não têm pontualidade, nem educação no trânsito.
Além disso, a Fifa alerta que nem sempre o “sim” significa sim no Brasil, que fazer fila não é o forte da população e no trânsito impera a lei do mais forte. Alertam também que o topless é proibido na praia e que os brasileiros não falam espanhol.
A reportagem gerou tanta polêmica, que a Fifa já tirou ela do ar.
Veja os itens da cartilha:
Sim nem sempre significa sim:
Brasileiros são otimistas e nunca começam uma frase com a palavra “não”. Para eles, “sim” significa na realidade “talvez”, então, se alguém disser “Sim, eu te ligo de volta”, não espere que o telefone vá tocar nos próximos cinco minutos.
Horário flexível:
A pontualidade não é uma ciência exata no Brasil. Quando marcar um encontro com alguém, ninguém espera que você estará no lugar combinado na hora exata. O normal é contar com uns 15 minutos de atraso.
Contato físico:
Os homens e mulheres brasileiros não estão familiarizados com o costume da Europa de manter distância como norma de cortesia e conduta. Eles falam com as mãos e não hesitam em tocar nas pessoas com quem estão conversando. Numa boate, isso pode facilmente se transformar num beijo, mas isso não deve ser mal interpretado. Um beijo no Brasil é uma forma de comunicação não-verbal e não um convite para algo mais.
Fila:
Ficar pacientemente numa fila não está no DNA brasileiro. Numa escada rolante, por exemplo, o modelo britânico de formar uma fila de um lado não existe. Os brasileiros preferem cultivar o caos e, por vezes, alguém se arranja para chegar na frente.
Moderação:
Se você for a uma churrascaria que oferece tudo o que você pode comer e for com muita sede ao pote lembre-se de duas coisas: não coma nada por pelo menos 12 horas antes e coma em pequenas quantidades porque asa melhores carnes chegam no final.
Sobrevivendo no trânsito:
Nas ruas, os pedestres são ignorados e mesmo nas faixas os motoristas não param para eles voluntariamente. O direito de ir e vir entre os motoristas simplesmente definido pela preferência do veículo maior.
Não há topless:
A imagem de mulheres com pouca roupa é comum no carnaval, mas isso não é o que você verá no Brasil no dia a dia. É certo que os biquínis brasileiros são menores que os europeus, mas as brasileiras nunca os tiram na praia, onde fazer topless é proibido e pode resultar em multa.
Experimente o açaí:
Os frutos da Amazônia fazem maravilhas: previnem rugas e têm o mesmo efeito de uma bebida energética. Algumas mordidas no intervalo podem ajudar até o mais cansado dos jogadores de futebol a recuperar a energia.
Espanhol não:
Os turistas que tentarem se comunicar em espanhol no Brasil terão a sensação de estarem falando com as paredes. A língua nacional do país e o português brasileiro, uma variante do português. E se você falar que Buenos Aires é a capital do Brasil, corre o risco de ser deportado.
Seja paciente:
No Brasil, as coisas são comumente feitas no último minuto. Então, todos os turistas devem ter paciência. Tudo ficará pronto a tempo. Isso vale, inclusive, para os estádios. A filosofia dos brasileiros na vida pode ser resumida com a seguinte frase: “relaxa e aproveita”.

terça-feira, 18 de março de 2014

Como usar redes sociais para a glória de Deus?

 
Vídeo do bispo Walter McAlister.
 
 
 
 
 

quinta-feira, 13 de março de 2014

A origem do nome do mascote da Copa 2014

domingo, 9 de março de 2014

Vive Le Bordel Brésilien! Revista francesa detona a Copa no Brasil

Revista diz que aeroporto de Cuiabá é "um campo de barro"


Desta vez é verdade. Um mês depois da polêmica gerada por um texto falso atribuído à revista France Football que criticava fortemente a organização da Copa do Mundo no Brasil, o site da revista esportiva francesa “So Foot” publicou uma extensa reportagem sobre a preparação do Brasil para o Mundial. O texto, carregado de sarcasmo e humor ácido, mostra a que veio já no título: “Viva a Bagunça Brasileira!” (Vive Le Bordel Brésilien!). Em francês, a palavra bordel serve tanto para designar casas de prostituição quanto uma grande bagunça.

A reportagem divide as cidades-sede em três grupos: as que realmente deveriam estar sediando a Copa e que valem a viagem, mas que nem por isso estão livres de problemas (Les villes où ça devrait le faire), as sedes em que inevitavelmente a Copa será uma bagunça (“Les villes dans lesquelles ce sera forcément le bordel”), e aquelas onde o melhor mesmo é deixar para ver os jogos pela televisão (“Les villes dans lesquelles on verra peut-être un match, mais à la télé de préférence”).

No primeiro grupo, estão Fortaleza, Belo Horizonte, Brasília e Porto Alegre. Nessas cidades, a revista identifica problemas menores, como problemas de conexão com a internet e falhas nos telões no estádio do Beira-Rio, na capital gaúcha. Já sobre Brasília, a reportagem destaca o alto custo de construção do Estádio Nacional Mané Garrincha, em uma cidade que não possui clubes de expressão no cenário nacional.

Já no segundo grupo, o da bagunça inevitável, estão São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Recife e Natal. O Aeroporto do Galeão (RJ) é descrito como “indigno de uma capital turística”: “Edifícios degradados, pistas saturadas nas altas estações e paralisação das atividades em cada chuva forte prometem grandes doses de diversão”, ironiza a publicação.

Sobre São Paulo, a reportagem afirma ser a cidade “irmã da Cidade do México e prima do Cairo (capital do Egito)”, centros urbanos conhecidos mundialmente pelo trânsito caótico. Já Salvador teria um trânsito difícil na hora do rush. “Considerando que o estádio [Arena Fonte Nova] fica em uma região central da cidade, vai haver sofrimento”.

Finalmente, no grupo das cidades em que seria melhor ver os jogos pela TV, estão Cuiabá, Manaus e Curitiba. O aeroporto da capital mato-grossense é descrito como “um campo de barro”. “[O aeroporto] é do tamanho de uma cozinha, mas há que um lindo papagaio pintado na parede. Nenhuma grande nação vai jogar em Cuiabá. E depois dizem que o sorteio é aleatório”. Já Curitiba é tratada como a “grande emoção pré-Mundial”, com a dúvida até o último minuto sobre se o estádio estará ou não pronto a tempo.

A reportagem critica não só a situação dos estádios, aeroportos e infraestrutura em todas as 12 cidades-sede brasileiras. Sobrou também para a Fifa, para o seu presidente, Joseph Blatter (descrito como alguém que, no Brasil, nunca havia colocado os pés fora do Copacabana Palace), e para o secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke. A revista afirma que o turista que vier à Copa vai encontrar: filas em todos os lugares, voos atrasados chegando às cidades dos jogos após o término das partidas e torcedores enfurecidos por perderem o espetáculo.

O texto continua: “Nenhuma cidade-sede tem capacidade de entregar a tempo o trio de obras ‘estádio + aeroportos + obras de mobilidade urbana’. No caso dos aeroportos, os processos de licitação das obras só foram lançados após as eleições de 2010. Quanto à mobilidade urbana… não se moderniza um país em seis meses, especialmente um país como o Brasil. E por mobilidade urbana entende-se os meios mais básicos de transporte: vias de acesso a locais turísticos, estradas, corredores de ônibus, metrô e trens urbanos etc. Logo, serão os seus pés os que farão a maior parte do trabalho.”

De acordo com a reportagem, parte da culpa para que se tenha chegado à marca dos 100 dias para o início da Copa na situação em que se chegou é também da entidade que comanda o futebol mundial. “A Fifa, do seu lado, é prisioneira de um Brasil com quem ela briga/late/chicoteia a cada semana, como se tivesse tratando com uma criança, com um sentimento vago de que é tarde demais”.

Sobrou até para o “jeitinho brasileiro”: “Joseph Blatter, então, agora se mostra chocado: ‘Nenhum país teve tanto tempo para se preparar quanto o Brasil’, e ele está certo. Errado ele estava em 2007 [quando o Brasil foi escolhido como sede da Copa], ao impor ao país um “padrão Fifa” que estava distante demais de sua realidade, e que culturalmente não sabe dizer não. Mas sabe dizer, porém, quando já tarde demais, “desculpe, mas teremos que fazer alguns arranjos”.

A reportagem foi publicada no dia 3 de março. No dia seguinte, a revista publicou novo texto sobre o Brasil e a Copa, desta vez destacando as manifestações que varreram o país em junho do ano passado, durante a Copa das Confederações, apontando que o povo brasileiro está insatisfeito com o alto custo da preparação do país para a Copa, majoritariamente custeados pelos cofres públicos.

Fonte: UOL Copa

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Coca-Cola Social Media Guard. Aproveite o mundo real

Em um mundo cada vez mais conectado, onde as distâncias são diminuídas, o contato com o real está cada vez mais raro. Por todos os lados há  pessoas utilizando um smartphone! A maioria delas está lendo e respondendo um SMS, fazendo ou recebendo uma ligação e, dentre tantas outras atividades possíveis, no geral pressas em alguma rede social.
As redes sociais são de longe as que mais tomam tempo dos usuários de dispositivos mobile. Você já deve ter passado por uma situação na qual em uma roda de amigos, reunião, festa, etc, quase todos estão olhando para a tela do seu dispositivo, e o pior, conversando via Facebook ou Whatsapp, mesmo estando lado a lado.
Pensando nisto, a Coca-Cola lançou o Social Media Guard, um “dispositivo” para impedir que as pessoas fiquem focadas em seus smartphones e deixem de interagir com os outros ao seu redor e com o mundo real. A mensagem da propaganda é, "aproveitem o mundo real", aquele que acontece quando a bateria do seu aparelho acaba.
Um dispositivo simples, uma grande ideia, e um convite para se conectar com a vida.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Carta pública para o apresentador do Correio Verdade



Prezado Samuka,

Sou canadense, moro há cinco anos no Brasil, não assisto muito á televisão, mas não últimos meses querendo ou não assisti diariamente ao seu programa no refeitório da empresa onde comecei a trabalhar e estou perturbado com seu programa policial de meio-dia, sendo assim, esse é o motivo da presente carta.

Primeiramente, o programa faz da violência um ídolo mostrando e difundindo detalhes e testemunhos de crimes chocantes, sem necessidade, um pouco como faria um vampiro sedento por sangue. Tem tantas notícias edificantes, que traria conhecimento para a população no horário do almoço, locais, nacionais e internacionais que poderiam ser difundidas em lugar de tragédias quase que idolatradas. O programam faz da violência a “normalidade” e de certa forma incentiva à população como um todo. Afirmo tal, devido os comentários que ouço dos meus companheiros após assistir ao programa, comentários tais como: ‘’é isso mesmo, tinha que matar mesmo’’, ‘’é isso que dá quando mexe com drogas’’, entre outros.

Você fala que deseja mostrar a realidade, então deveria dividir a hora segundo a porcentagem do que de fato acontecem durante as 24 horas do dia. Tais como: Atividades culturais, atividades políticas, demonstrações do bem, economia, conhecimento geral e tantas outras coisas e deixar 3% do tempo para crimes, porque mesmo nas noites mais violentas de João Pessoa, essa violência não afeta mais de 3% da população.

A segunda coisa, é que o programa traz uma mentalidade de que a culpa é do outro e de pessimismo. Os mesmos comentários estão diários no programa: ‘’o que o governo está fazendo?!’’, ‘’Não tem nem um político que está vendo isso?!’’. O que vou falar não vai agradar a muitos, mas a culpa da violência é do próprio povo que é violento! Não sabe se respeitar, não sabe colocar limites! Isso não é culpa do papai governador ou do prefeito, mas das próprias escolhas e faltas de valores do povo! Quem é responsável pelos seu atos é a própria pessoa. Quando falam que a culpa é do governo, vocês trazem de volta a mentalidade de paternalismo político que vem do coronelismo. Esse paternalismo faz que as pessoas não queiram mudar, pois afinal, ‘’A culpa é do outro!’’.

Eu sei que as pessoas ficam hipnotizadas quando mostram imagens chocantes, o que é bom para as cotas de ouvintes da teledifusora, mas quero desafiar vocês a colocarem valores que possam beneficiar a sociedade antes da ganância própria. Se seu objetivo, como você afirma ser, é o bem do povo então quero lhe encorajar a pensar duas vezes porque o resultado está caminhando mais para a psicose social que outra coisa. Espero, sinceramente, que esta carta esteja encontrando ouvidos abertos, para o bem da sociedade como um todo.

Com todo o respeito,

Jérémi Lavoie.


sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Um Ídolo Chamado Eu

 
 
 
Baixe gratuitamente, a partir do site do Ministério Fiel, o livro eletrônico Um Ídolo Chamado Eu, de Robert W. Glenn.
 
O ebook é uma transcrição de uma pregação de cerca de 47 minutos do Robert.
 
O download está disponível no formato PDF para aqueles que fizerem um simples cadastro na área VIP do site do Ministério Fiel. CLIQUE AQUI e acesse a página de download onde também é possível ver o vídeo original.
Vivemos em uma sociedade absorta em si mesma. Segundo Bob Glenn, (…), todos nós adoramos um ídolo (algo que adoramos no lugar do Deus vivo); e o ídolo preferido normalmente é o próprio “eu”. Isso é evidenciado pela cultura da auto-ajuda, na qual o “eu” determina e muda todas as coisas. Contudo, quando confiamos em nós mesmos mais que confiamos em Deus, isso é idolatria. Até quando tentamos nos ajudar, caímos na “auto-ajuda” e na “auto-idolatria”. O que fazer, então? O que pode nos livrar de nossa auto-idolatria? É o que Bob Glenn reflete nesta mensagem. (Ministério Fiel)
 
 
 

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

O Livro que Fez o seu Mundo

 
Dica de leitura!
 
 
O Livro que Fez o seu MundoSeja você um ávido estudante da Bíblia, seja um cético quanto a sua relevância, O livro que fez o seu mundo irá transformar a sua percepção quanto à influência das Escrituras Sagradas em praticamente cada faceta da civilização ocidental.

O filósofo indiano Vishal Mangalwadi revela a motivação pessoal que impulsionou seu próprio estudo da Bíblia e ilustra sistematicamente como seus preceitos se tonaram a base da estrutura social ao longo do último milênio. Da política à ciência, à academia e à tecnologia, a Bíblia tornou-se a chave que abriu a mente do Ocidente.
 
 
Por meio da investigação abrangente e fascinante de Mangalwadi, você descobrirá:
  • O que provocou a paixão do Ocidente pelo avanço científico, médico e tecnológico.
  • Como a noção bíblica da dignidade humana orienta a estrutura social do Ocidente e como esta se relaciona com outras cosmovisões.
  • Como a Bíblia criou um solo fértil para que as mulheres descobrissem sua capacitação econômica e social.
  • Como a Bíblia preparou o Ocidente para cultivar a compaixão, os direitos humanos, a prosperidade e famílias estruturadas.
  • O papel da Bíblia na transformação da educação.
  • Como a noção moderna de herói foi moldada pelo protagonista arquetípico da Bíblia.
Viaje com o autor pelas origens da grandeza de uma civilização e pelas crenças equivocadas que ameaçam interromper seu progresso. Aprenda como a Bíblia transformou as instituições sociais, políticas e econômicas que sustentaram a cultura do Ocidente no último milênio e descubra como a corrupção secular ameaça a estabilidade e a longevidade da civilização ocidental.
 
 
 

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

ESQUEÇA A COCA...

Encontrei este vídeo na pagina do Caio e fiquei apaixonado, não pela coca mas pela beleza da graça, portanto como Caio mesmo afirma, ESQUEÇA A COCA, aproveite a beleza da vida... E desfrute da graça, pois antes da coca existe a graça...

Em  60 segundos Coke Argentina conta uma história verdadeira para a vida dos altos e baixos da paternidade precoce. Vemos um casal passar por todas as etapas depois de levar para casa um bebê, da exaustão as alegrias. Não é algo novo, mas é feito de uma maneira tão bonita que faz a propaganda ficar melhor que o proprio programa que assistimos. Um olhar honesto sobre a paternidade ao som de Bee Gees " To Love Somebody", e uma supresa no final. "Estamos fazendo tudo de novo! " Engraçado e comovente, Vale a pena conferir.


quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

A Alma da Ciência - Fé cristã e filosofia natural

 
Dica de leitura!
 
 
A Alma da Ciência
Considero A Alma da Ciência como o livro mais significante que, em nossa era científica, deveria ser lido por todos os cristãos que pensam e por todos os cientistas.

Os autores demonstram como o desabrochar da moderna ciência dependeu da cosmovisão judaico-cristã da existência de um universo real, físico e contingente, criado e sustentado por um Deus pessoal onipotente, com o ser humano possuindo as capacidades da racionalidade e da criatividade, sendo assim capaz de investigar esse universo.

Pearcey e Thaxton fazem excelente uso de analogias para elucidar conceitos difíceis. A clareza de suas explicações para leigos, por exemplo  da teoria da relatividade de Einstein ou sobre o conteúdo informacional do DNA e suas consequências para as teorias da evolução prebiótica, são excepcionais.

Dr. David Shotton, professor de Biologia Celular (Departamento de Zoologia, Universidade de Oxford)

Pearcey e Thaxton demonstram que a aliança entre ateísmo e ciência é uma aberração temporária e que, longe de haver sido inimigo da ciência, o teísmo cristão desempenhou e continuará a desempenhar um importante papel no crescimento da compreensão científica. Este brilhante livro merece ser amplamente lido.

Phillip E. Johnson (Universidade da Califórnia, Berkeley)
 
 
 

sábado, 25 de janeiro de 2014

O céu não é o meu lugar




Por Marcos Botelho

Quem nunca ousou imaginar como será o céu?

Nuvens brancas, fofas e planas, pessoas com mantos brancos. Todos falam bem baixinho, de forma controlada, harpas por todos os lugares com músicas suaves.

Ninguém anda, todos flutuam. As vestes estão impecáveis de tão limpas, afinal não tem onde se sujar. Temos algumas frutas servidas na mesa, mas não precisa comer, é apenas decoração. Ninguém sente cheiro de nada.

Tem muitos abraços, carinho no rosto, mas não tem beijos “calientes” com a amada, não tem mordida, não tem sexo…, socorro! Acho que virei um anjo!!!

Nunca gostei desse céu mitológico da sociedade.

Cadê as cores das matas? O marrom das montanhas? O céu preto da noite nublada? Aqui na terra tive todas as experiências boas com as cores, não quero deixá-las.

Cadê aquele meu amigo que não sabe falar baixo? Cadê o silencio sendo rompido com uma risada escandalosa do meu pai? Cadê o grito da torcida do time do meu coração? Cadê o Rock and Roll? Aqui na terra tive todos os sons, todas as músicas, todos os instrumentos, não quero deixá-los.

Cadê o esporte que eu gosto? O trabalho que me da prazer e que o próprio Deus me deu o dom? A lasanha, o churrasco, a Coca-Cola? Aqui na terra tive todos esses gostos e essas ocupações, não quero deixá-los.

Cadê o cheiro dos perfumes importados?  Cadê o olhar sedutor da minha esposa? Cadê o sexo? Tive a companhia dela nessa terra, não quero deixá-la.

Chego a conclusão que o céu não é o meu lugar, pelo menos esse céu mitológico não.

Essa ideia de ir para um lugar onde os prazeres, a matéria, a nossa humanidade são negados vem de longe, vem dos gregos. A ideia de que a terra é toda pecaminosa e só uma desencarnação pode purificar-nos eternamente…

Fico tão feliz que essa ideia e esse céu não são os mesmos descritos pela bíblia.  Esse conceito negativo da matéria e do prazer nunca foi o judaico-cristão, nunca foi revelado por Deus, nem no Antigo e nem no Novo testamento.

Muito pelo contrário. A encarnação de Jesus,  aquele que João descreve em sua primeira carta como alguém possível de  se tocar, beijar e abraçar, é  a prova de que tudo o que vivemos hoje, mesmo deturpado pelo pecado, não será jogado fora, e sim restaurado.

A ressurreição de Jesus é a inauguração de uma nova era, onde toda a criação tem uma esperança de restauração e salvação eterna. Jesus ao ressuscitar é o  primogênito da nova criação, de um novo reino, de uma nova humanidade.

Não quero apenas que minha alma seja salva, quero que meu corpo, minha história, minha identidade, minha família seja salva também. Certa vez ouvi que Alma sem corpo é fantasma e corpo sem alma é defunto.

Jesus ao ressuscitar mostra que a salvação não é só para as nossas almas, mas para o homem todo, para toda a criação.

Apocalipse revela que haverá um dia quando Deus se mudará para a terra, onde tudo foi restaurado e não haverá mais choro, nem dor, tampouco morte e tudo será o novo céu e nova terra.

“Ouvi uma voz, como um trovão, vinda do trono: “Olhe! Olhe! Deus está de mudança: vai morar entre homens e mulheres! Eles são seu povo, ele é o Deus deles. Ele vai enxugar toda lágrima dos olhos deles. A morte se foi de vez, e também se foram as lágrimas, o choro e a dor. A primeira ordem das coisas não existe mais”. Aquele Que Está Entronizado continuou:“ Olhe! Faço tudo novo. Apocalipse 21:3-5

É até difícil imaginar essa nossa vida aqui sem o mal, a cidade sem o desprezo dos guetos, os relacionamentos sem nenhum choro, o trabalho sem angustia da cobrança, o passar do tempo sem morte.  A nova terra será tão boa que até Deus se mudará para cá, não sou eu que vou ter que voltar para casa e sim Deus que fará da terra de novo a sua casa.

“Não permitirei que vocês fiquem órfãos. Eu voltarei!” João 14:18

Encontrei o meu lugar, esse é o meu lugar, a terra é o meu lugar. Viver a eternidade perto de Deus na nova terra. Tirar o que o pecado estragou nessa vida e potencializar o que temos de bom de Deus hoje. Esse é o lugar que quero passar a eternidade.

[Versão dos texto parafraseado da bíblia A Mensagem]

Fonte: blog do Marcos Botelho



Related Posts with Thumbnails