terça-feira, 10 de abril de 2012

Que farás, Deus?

 
A rádio educativa local, já há algum tempo, apresenta declamações de poemas de poetas não só da terra como também de vários lugares do mundo várias vezes durante a programação diária, e um dia desses ouvi o belíssimo poema que reproduzo abaixo. Veja se não parece uma oração.
 
 
Retrato de uma linda garotinha pensando [DLeonis em Crestock.com]
 
 
Que farás, Deus?
 
O que farás, Deus, se eu morrer?
Sou tua jarra (e se eu quebrar?)
Sou tua poção (e se eu estragar?)
Sou tua veste e tua missão.
Sem mim perdes o teu sentido.

Sem mim não terás casa, onde
palavras, íntimas e quentes, te abriguem.
Cairá dos teus pés cansados
a sandália aveludada que eu sou.

Teu grande manto te desnudará.
Teu olhar, que minha face acolhe,
quente como um travesseiro,
virá me procurar por muito tempo
e se aninhará entre pedras,
ao pôr-do-sol.

O que farás, Deus? Tenho medo.
 

Rainer Maria Rilke
In Senhor, é tempo
Tradução de Karlos Rischbieter

 
Foto de DLeonis em Crestock
 
 

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails