quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Na natureza selvagem: Emocionante e perturbador!


Cinema e reticências, porque eu adoro cinema! O objetivo desta seção é compartilhar filmes que me marcaram de alguma forma, neste espaço farei alguns comentários do que vi e ando vendo. Um espaço para dividir filmes de minha preferência com vocês e suas reticências.


E para começar nada melhor que o grande Na natureza selvagem.

Assisti "Na natureza selvagem" já há algum tempo, e queria muito compartilhar minhas impressões do filme com vocês, mas confesso que ainda não digeri tudo que vi na obra, a historia de Chris McCandless levada as telas pelo genial Sean Pean é uma odisséia rumo ao interior de cada um de nos. Na Natureza Selvagem (Into the Wild) é inspirado no livro homônimo, escrito por Jon Krakauer, que conta a historia real do jovem Chris McCandless que aos 22 anos largou sua estável vida de bom aluno de classe média-alta para partir em busca de liberdade e aventura. Deixando para trás também a sua própria identidade e rebatizando-se de Alexander Supertramp.

Com um destino em sua mente, o longínquo e desabitado Alasca, ele foi cruzando o continente e as vidas de muitas pessoas que lhe davam carona, casa ou um emprego temporário. O filme e recheado de lições e nos faz refletir sobre desapego, sociedade, amor, paz, e espiritualidade.

Sean Penn, nos mostra um Chris McCandless sensível que vive uma relação conturbada com os pais, que acredita viverem de forma hipócrita, e superficial, parte então em uma busca para preencher o vazio criado por esta relação. McCandless busca na natureza que tanto ama um significado para a sua existência. Por uma triste ironia do destino MacClandess acaba encontrado o seu fim no lado impiedoso da natureza.

Em sua jornada se depara com os mais variados tipos de pessoas, que o questionam sobre o modo como ele encara o mundo.

O filme foi rodado em sua maioria nas locações reais da jornada do protagonista, incluído o ônibus que o abrigou no fim de seu destino. Drasticamente McClandess parece encontrar o sentido real da vida no fim de sua jornada, ao concluir, “ A felicidade só é real, quando compartilhada”, reassumir assim sua identidade.

Com uma fotografia esplendida e uma trilha sonora que parece ter sido tirada da cabeça de McClandess, pelo gênio de Eddie Vedder o filme é sem duvida uma das obras mais belas da historia do cinema.

Faltam adjetivos para elogiar na Natureza Selvagem, direção,roteiro, fotografia, trilha sonora e atuações, são de uma qualidade indescritível. Falar das reflexões que este traz para nós é mais difícil ainda,como falei no inicio, ainda estou digerindo todas elas.

Na natureza selvagem é uma experiência emocionante e pertubadora é deve ser visto ao menos uma vez na vida.



0 comentários:

Related Posts with Thumbnails