terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Playing for Change, música sem fronteiras

Nós já falamos de Playing for Change, aqui no mural, esse extraordinário projeto que começou como um documentário com músicos de rua e acabou expandindo seus horizontes num movimento de mudança que se espalhou pelo mundo, modificando a vida de varios musicos de rua e a parti destes para outras pessoas.

Playing for Change surgiu quando o engenheiro de som Mark Johnson caminhava por uma estação do metrô de Nova York a caminho do trabalho, quando se deparou com a seguinte cena: dois monges, vestindo túnicas brancas. Um deles tocava violão com cordas de nylon, e outro cantava. Uma ‘platéia’ com cerca de 200 pessoas acompanhava a apresentação. Mark percebeu que algumas se emocionavam e não continham as lágrimas. Outras tantas riam e interagiam com o som. Naquela estação de metrô, diante daquela visão inusitada, o projeto Tocando pela mudança nascia na mente e no coração de Johson. Mais tarde Johson encontraria o músico de rua Roger Ridley, interpretando o que Johson chamou de a mais bela versão de Standy by Me, o que aconteceria a seguir é história, de um dos projetos mais fantasticos que os homens podem conceber ao se unirem, e o resultado nós temos o privelegio de ver e ouvir, Playing for Change é uma historia de lutar, perseverança e fé, em mundo onde os homens possam se unir para celebrar, independente de credos, raças ou etnias.

Johson firmou uma parceria com a a Concord Music Group e saiu pelo mundo, levando consigo alguns colaboradores e todo seu aparato técnico para registrar músicos de rua por todo o planeta. Com o sucesso do projeto, todos que amam a boa música acabaram ganhando, um presente especial, a criação de uma banda, a PFC (Playing for Change) com músicos dos quatro cantos dessa experiência transnacional, que emociona quem os escuta. Em 2011 saiu o segundo álbum do projeto, com versões belíssimas de Three Little Birds, Imaginee, entre outras, destaque também do álbum para a participação de Sandra de Sá na canção Satchita e para a incrível , La Tierra Del Olvido, interpretada por artistas colombianos.

Entretanto um fato triste ocorreu no projeto, o músico Roger Ridley, que no primeiro disco do projeto canta uma emocionada versão de “Stand by Me”, morreu em 2005, sem ver seu classic bater com mais de 30 milhões de visualizações no You Tube. Ridley foi a base concreta do projeto, e com certeza ficou imortalizado por sua interpretação incomparável do clássico Stand by me, Ridley morreu de um ataque cardíaco, cerca de um mês após o lançamento do DVD do projeto, mas sua voz e seu legado, através da música permanecera, Johnson continua viajando pelo mundo, gravando e filmando músicos de rua de diferentes credos, origens, etnias e, em seguida, lançando essas contribuições em discos espetaculares. Playing for Change é uma experiência singular e ouvir estes músicos é alimento para a nossa alma.








“Enquanto caminhava pelas ruas de Santa Monica, ouvi Roger Ridley cantando "Stand By Me" de um quarteirão de distância, aproximei-me para ver quem estava cantando, e fiquei impressionado. Sua voz, alma e paixão nos levaram a uma viagem ao redor do mundo para adicionar outros músicos ao seu desempenho. Essa música transformou o Playing For Change de um pequeno grupo de indivíduos em um movimento global pela paz e compreensão...” Mark Johnson




Você quer saber mais sobre o projeto? Então acesse:

Site Oficial: www.playingforchange.com
Site da Fundação: http://playingforchange.org
Canal no Youtube: www.youtube.com/user/PlayingForChange
Twitter: http://twitter.com/#!/playing4change

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails