segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Whitney Houston, adeus rouxinol

A cantora e atriz norte-americana Whitney Houston morreu no último sabado 11, com apenas 48 anos de idade. Houston foi encontrada morta em seu quarto, em um hotel de Beverly Hills. A polícia ainda não sabe a causa da morte e está investigando o que matou a estrela. A morte de Houston foi sentida por fans e amigos da diva, que lamentaram a morte de uma das vozes mais belas da música mundial.

O reverendo Al Sharpton, ativista dos direitos cirvis e radialista, pediu a todos que fizessem uma oração pela cantora e declarou. "Na manhã do Grammy, o mundo deve parar e orar pela memória de nossa 'Rouxinol' ". Houston nasceu com um dom incrível nas cordas vocais, um talento que só as mãos habilidosas do criador podem conceber. Ouvi-la era como ouvir a um pássaro raro, que nos seduz com uma melodia encantadora e única. Descanse em paz, Rouxinol. Você sempre será música para a nossa alma.

O Grammy prestou uma homenagem a Houston. Abaixo reproduzo um texto do site da revista Veja, onde a cantora foi homenageada pelos seus amigos e colegas de profissão.

A repentina morte da cantora Whitney Houston no sábado em Los Angeles foi sentida na 54ª edição dos prêmios Grammy, uma cerimônia que começou com uma oração em seu nome e a lembrança de seu clássico 'I Will Always Love You'. Whitney morreu aos 48 anos em um hotel de Los Angeles por causas que ainda estão sendo averiguadas. Sua morte comoveu seus companheiros de profissão que se reuniram neste domingo no Staples Center para celebrar a festa mais importante da música nos Estados Unidos.

O evento começou apenas 24 horas depois de se saber da morte da diva e deixou pouca margem de tempo para a organização dos prêmios concedidos pela Academia da Gravação para preparar uma homenagem, apesar do nome de Whitney estar na boca de todos. As primeiras palavras do mestre de cerimônias, o rapper LL Cool J, foram para honrar a memória de Whitney e pedir por seu descanso eterno.

"Hoje temos uma morte em nossa família, a única coisa que cai bem é começar com uma oração por Whitney Houston", disse o artista, abrindo passagem para um vídeo no qual se pôde ver a cantora no ápice de sua carreira entoando a música que a tornou mundialmente famosa, 'I Will Always Love You', do filme 'O Guarda-costas'. "Whitney, sempre te amaremos", acrescentou LL Cool J, enquanto a audiência aplaudia de pé.

Alicia Keys, que apresentou minutos depois o prêmio de melhor interpretação solo pop, assegurou que o legado de Whitney vai continuar presente no futuro. Rihanna aproveitou para pedir ao público que 'fizesse barulho por Whitney' enquanto entoava 'We Found Love' no palco. Entre os gestos de carinho à cantora não faltou o de Stevie Wonder. "Quero dizer a Whitney aí em cima no céu que todos te amamos", afirmou o músico.

O principal tributo da noite a Whitney foi feito por Jennifer Hudson que foi convocada pela organização dos Grammy para render-lhe uma homenagem musical. Hudson interpretou 'I Will Always Love You' de Whitney após uma mensagem do presidente da Academia da Gravação, Neil Portnow, e um vídeo no qual os artistas falecidos nos últimos 12 meses foram lembrados, entre eles Amy Winehouse.

(com Agência EFE)









0 comentários:

Related Posts with Thumbnails