segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Sagrado (83º episódio): Muçulmanos

Sexto episódio tratando do tema Liberdade de expressão. Sami Armed Isbelle comenta a afirmação:
1) Nas sociedades democráticas nada justifica o cerceamento da liberdade de expressão. No entanto, a religião tem sido adversária das artes profanas e até mesmo da ciência;
e responde à pergunta:
2)  Os meios de comunicação costumam fazer críticas sociais e políticas através do humor, do riso que provoca e questiona. Quando valores religiosos são alvos dessas críticas o respeito ao sagrado é abalado? Qual o limite ético para a liberdade expressão?
 
Stenio Garcia cita o Barão de Montesquieu: “A liberdade, esse bem que nos permite desfrutar dos outros bens”.
 
 
 
 
 
 
Os questionamentos deste episódio parecem ter sidos especialmente escolhidos para os muçulmanos, não? Pois, em virtude de notícias relatando atos de intolerância por parte de seguidores do islamismo, há um pensamento no ocidente cristão de que tal religião é pouco favorável à liberdade de expressão.
 
Se as respostas do Samis não são um discurso hipócrita, então vemos que certamente há muitos fanáticos fundamentalistas dentro do islamismo que levam as coisas ao extremo e sujam a imagem de sua religião.
 
Inerente = Que é próprio ou característico de alguém ou algo, ou a ele intrínseco; ESPECÍFICO; PERTINENTE (iDicionário Aulete)

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails