quinta-feira, 10 de julho de 2008

Permanecer

PERMANECEI INABALÁVEIS

“Revesti-vos de toda armadura de Deus
para poderdes permanecer inabaláveis...”

(Efésios 6.11b)

- Permanecei inabaláveis,
Enquanto o mundo lá fora cambaleia
E o aguilhão do Inimigo aponta o peito
Proferindo ameaças, sutilezas infernais,
Vomitando maldições e mortes...

-Permanecei Inabaláveis,
Mesmo que a Terra principie abrir-se
A escuridão parecer não mais ter fim
E as dores das desilusões e desapontamentos
Bradarem do seu íntimo a derrota...

- Permanecei inabaláveis,
Mesmo que Judas meta a mão no prato
Caifás transtorne o julgamento
E o soldado romano o conduza às Cortes
Onde Pilatos lava as mãos em sangue...

- Permanecei inabaláveis,
Onde as desgraças gemem as dores dos pecados
Os dependentes se contorcem em crises
Numa terra de homens pequeninos
E os demônios se fazem gigantes...

- Permanecei inabaláveis,
Gritando aos quatro ventos do abismo
Que se levantem todos os ossos secos
Sejam libertados os oprimidos
E os cegos vejam a Glória de Deus...

- Fala. Fala as línguas dos anjos
Se o linguajar dos homens não for compreendido.
Mexem-se os pés, agitem-se as mãos
Pregue-se com o corpo e com os sentidos.
E, quando mais nada for possível
Preso, amarrado, manietado, quase morto,
Fale com os olhos, mova as pupilas,
Mas jamais te cales!

Pr. Reuel Pereira Feitosa

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails