terça-feira, 19 de agosto de 2008

Brooke Fraser

Olá, pessoas, mais uma seção chegando aqui no Mural, é o Som do Mural.

Toda semana vamos trazer um artista pra você conhecer, curtir o som deste e usar como trilha enquanto lê o nosso blog.

Em um post passado, o Jonathas (um outro Muralista), colocou aqui um vídeo da cantora neozelandesa Brooke Fraser. Depois de ver o clip, fiquei apaixonado. Confesso que depois de escutar C. S. Lewis Song, não consigo parar de ouvir a Brooke cantar, com uma voz suave, música de qualidade, letras reflexivas e inteligentes. Brooke com certeza é o que está no meu mp3 atualmente e é a trilha sonora da semana no Mural.

Brooke Gabrielle Fraser nasceu no dia 15 de Dezembro de 1983, em Wellington/Nova Zelândia. Lançou seu primeiro álbum com 19 anos em 2003.

Desde o início foi vista pelos críticos como uma cantora atemporal, de belas e profundas composições. Seu primeiro álbum, What to do With Daylight, vendeu mais de 100 mil cópias e recebeu vários prêmios.

Em Dezembro de 2006, Brooke lança seu 2º álbum, Albertine, que tem como tema central a história de uma órfã que Brooke conheceu em uma de suas viagens por missões na África. Brooke prometeu à órfã denunciar, através da música, as injustiças no seu país (Ruanda).

Além de missões, Brooke têm projetos com mulheres abusadas sexualmente, e, desde 2004, faz parte do Team da igreja Hillsong de Sydney/Austrália, onde vive atualmente.

Confira abaixo três clipes de Brooke, das canções Shadowfeet, Albertine (aquela que você pode baixar de graça lá no site da cantora), e Nothing but the blood.
.
Por Gonzaga





0 comentários:

Related Posts with Thumbnails