segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Sagrado (74º episódio): Judeus

Quarto episódio do novo tema: Destino ‘versus’ livre arbítrio. Aqui também não é o titular, o rabino Nilton Bonder, quem fala, mas o rabino Sérgio Margulies. Ele vem responder às seguintes perguntas:
1) Até que ponto somos senhores de nosso próprio destino?
2) Se existe uma razão e uma ordem para os acontecimentos, a ação do homem é capaz de interferir e alterá-la?
 
Nathalia Timberg cita Arthur Schopenhauer: “O destino embaralha as cartas e nós as jogamos”.
 
 
 
 
 
 
Somos totalmente responsáveis por nosso atos, defendeu o Sérgio em outras palavras, o que, mais uma vez, derruba o mito eventualmente existente na cabeça de uns por aí de que somos escravos de uma história que já foi escrita.
 
As perguntas que estão sendo feitas nessa sequência de episódios parecem repetitivas, parece que estão fazendo as mesmas perguntas a todos os representantes das religiões. Mas isso até que é bom, pois vem atender àquele nosso desejo de que todos pudessem falar realmente do mesmo assunto.
 
As últimas palavras do Sérgio são um bom argumento a favor do cuidado com o meio ambiente: “(…) o ser humano tem o direito de intervir. No entanto, o limite desse direito é o respeito ao mundo que nós recebemos. Somos inquilinos nesse mundo. Recebemos o mundo e devemos entregá-lo para a próxima geração ainda melhor”. Os cristãos e judeus (e os muçulmanos também, já que sua crença tem influência das outras duas) deveriam ter se dado conta disso há muito mais tempo.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails