quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Sagrado (76º episódio): Budistas

Sexto episódio do novo tema: Destino ‘versus’ livre arbítrio. O lama Padma Samten não está neste episódio. No lugar dele está o lama Rinchen Khyenrab para responder às seguintes perguntas:
1) O homem está livre para escolher seu caminho ou está preso a um destino pré-concebido?
2) Podemos encarar as percepções do tipo intuição (ou sexto sentido) e sonhos premonitórios como verdadeiras e como sinais da possibilidade de intervenção no destino?
 
Christiane Torloni cita Mahatma Gandhi: “A força não provem da capacidade física, e sim de uma vontade indomável”.
 
 
 
 
 
 
Como podemos ver, o budismo é mais uma religião que crê no livre arbítrio. Para eles intuição e sonhos premonitórios são apenas projeções da nossa mente assim como tudo o que experimentamos como sendo a realidade. Estranho isso, não? O lama também afirma que a experiência de cada pessoa (em relação à vida) depende do quão atento estamos no processo de pensar e refletir. O que ele quer dizer com isso? Que ver coisas como sendo premonições ou adivinhações depende apenas da forma como cada um encara isso? Que um indivíduo que pensa e reflete muito é indiferente à realidade? Ou ele apenas está sendo vago mesmo no que diz?

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails