quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Sagrado (77º episódio): Muçulmanos

Sétimo e último episódio do tema: Destino ‘versus’ livre arbítrio. Sami Armed Isbelle aparece no lugar do xeique Armando Saleh para responder às seguintes perguntas:
1) Destino e livre arbítrio podem se complementar?
2) O homem muitas vezes atua de forma destrutiva. Conflitos armados, explorações do meio ambiente, ações políticas parecem traçar os rumos da sociedade. Sofremos as consequências de escolhas erradas ou a humanidade estava destinada a esses eventos?
 
Stenio Garcia cita Sêneca: “O destino conduz o que consente e arrasta o que resiste”.
 
 
 
 
 
 
O posicionamento do islamismo sobre o tema é, na verdade, algo que ele herdou do cristianismo e do judaísmo. As situações que fogem ao nosso controle, algo em que o Armed falou, são nada mais que as provações pelas quais passamos.
 
As palavras do Sami Armed mostram que também o islamismo crê em livre arbítrio. Dessa forma, os representantes de cada religião abordada na série derrubaram o mito de que não temos livre escolha na vida, de que somos escravos do destino. Como o narrador mesmo falou, essa crença relativa ao destino é algo mítico que existe há muito tempo. Pelo menos no mundo cristão ocidental esse mito deve ainda perdurar na mente de alguns em virtude de não compreenderem a onisciência e onipotência de Deus. O fato dEle saber o que vai acontecer não significa que tudo já foi pré-estabelecido e que nós, por causa disso, não temos a capacidade de fazer escolhas na vida.
 
“Os limites determinados por Deus” de que o Armed fala devem ser, creio eu, as leis naturais (leis da física, da biologia, o clima, a moral(?) etc.). Quando o homem dá uma forçada de barra, ele colhe as consequências de suas escolhas erradas – é a lei da semeadura, lembram?
 
A frase de Sêneca citada aqui é válida dentro de contextos muito particulares. Ela não pode ser aplicada ao contexto espiritual, pois, se assim o fizermos, quererá dizer que se fatalmente todo homem é tendencioso ao pecado, então não adianta resistir, lutar, contra ele! Coisa que nós, cristãos, sabemos não ser verdade.
 
DESTINO (iDicionário Aulete) = 1. Sequência de acontecimentos e situações pretensamente predeterminados, na existência humana. 2. Por extensão: força supostamente insuperável que regeria essa predeterminação.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails