terça-feira, 30 de setembro de 2008

Não Voto em "Pastores"


José Barbosa Junior

[...] Bem, sou a favor de cristãos no processo político, mas não de pastores, e por isso decidi escrever esse artigo.

Não voto em "pastores" porque são COVARDES! Alguém que abraça o ministério e quer buscar algo fora dele é covarde! (Lucas 9.62) Não há outra palavra! É alguém que não confia no Deus que o chamou (se é que foi chamado) para suprir-lhe as necessidades e para executar através da pregação; a mais maravilhosa mudança que qualquer país pode ver, a mudança de um ser desgraçadamente perdido em alguém surpreendentemente salvo pela graça. Mas isso já foi esquecido há muito tempo...

Queremos templos cheios e bolsos também... Se estar lá (no poder) vai me dar "melhores" chances de "pregar o evangelho" é isso que eu quero... Concessões de rádio... de TVs, etc. Nem que para isso eu tenha que votar em projetos que achatem o povo em vis salários, que oprimam o direito do trabalhador, e tudo mais. Tenham coragem! Abandonem seus ministérios e se corrompam de vez, pastores que só apascentam a si mesmos! (Judas 1.11-12) Encham o bolso de dinheiro e percam de vez a sua alma! Renunciem ao chamado e assumam que o poder humano é mais atraente que a pregação do verdadeiro evangelho e o apascentar de suas ovelhas. Ovelhas essas já abandonadas por causa de sua ganância pelo poder terreal. (Salmo 44.22; Romanos 8.36)

Não voto em "pastores" porque USAM DE UM DOM DIVINO PARA ALCANÇAREM FAVOR HUMANO! Como assim? Pensem comigo, pastor não é título é dom, e dom é dado por Deus para a edificação da IGREJA, não do CONGRESSO ou do SENADO ou das ASSEMBLÉIAS LEGISLATIVAS... Portanto, ao utilizarem o "título" de pastor para alavancarem suas campanhas, agem em desacordo com a Palavra de Deus, que diz que o dom é para a edificação da IGREJA.

Imaginem uma campanha assim: FULANO de TAL, esse fala em línguas! Ou BELTRANO, o PROFETA! Ou ainda SICRANO DA SILVA, o que discerne espíritos! Ora, seria uma aberração! Pois não é diferente no caso dos pastores. Só que por nossa falta de conhecimento da Palavra acabamos deixando pastor virar título sem nenhum compromisso com o dom. (Efésios 4.11-12). Pastor tem que ser pastor na igreja, para a igreja, e pela igreja, para a edificação do corpo, para qual os dons são distribuídos.

Finalmente, não voto em pastores porque OS AMO e gostaria de vê-los cumprindo aquilo para o qual foram chamados. Há um poema evangélico sobre pastores que diz:

"fostes chamado para uma tão nobre missão, que nem aos anjos foi dada executá-la".

"Pastores, acordem! Vocês têm uma obra muito maior que a política. Não desçam de onde estão, não queiram ser rebaixados a deputados, senadores, etc. Cumpram com zelo e amor o ministério para o qual o próprio Deus os chamou. (2ª Timóteo 4.5). Se não são chamados por Deus, arrependam-se, assumam seus erros, abandonem o ministério e aí sim, abracem a carreira que quiserem, mas não queiram fazer do dom de Deus trampolim para suas aventuras carnais, humanas. Vocês até podem pensar que isso é o que Deus colocou em seus corações, mas "ENGANOSO É O CORAÇÃO..." (Jeremias 17.9)

Igreja, nós os que vamos votar, tenhamos misericórdia dos "pastores" candidatos, e não votemos neles! Oremos para que despertem para o seu ministério novamente e oremos também para que Deus levante homens e mulheres, comprometidos com o Reino e com o povo para fazerem diferença no nosso cenário político.

Com muito carinho, de alguém apaixonado por política, mas que tem como grande amor o evangelho;


José Barbosa Junior.

Fonte: Crer e também Pensar

Incomodado

Um dia vieram e levaram o meu vizinho que era judeu.

Como não sou judeu, não me incomodei.

No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista.

Como não sou comunista, não me incomodei.

No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico.

Como não sou católico, não me incomodei.

No quarto dia, vieram e levaram-me;

Já não havia ninguém para reclamar...

Pr. Martin Niemöller

Martin Niemöller, alemão, foi um opositor ao nazismo, contra quem escreveu o poema acima. Poema este que, por sinal, tornou-se mundialmente famoso.

Fonte: Poema de Cidadania Evangélica; nota de Poesia Evangélica

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Previsão do tempo

Image Hosted by ImageShack.us

Publicado aqui sob a autorização do autor, Erin Gillespie (EZG Toons) .
Agradecimentos a Martin Erwin (Christian Cartoons).
,
Tradução e adaptação por Mural na Net.

Carta ao apóstolo Paulo

Amado apóstolo,

estou escrevendo para colocá-lo a par da situação do Evangelho que um dia você ajudou a propagar para nós gentios, e que lhe custou a própria vida. As coisas estão muito difíceis por aqui. Quase tudo o que você escreveu foi esquecido ou deturpado.

Você foi bastante claro ao despedir-se dos irmãos em Éfeso, alertando que depois de sua partida lobos vorazes penetrariam em meio à igreja, e não poupariam o rebanho [1]. Palavras de fato inspiradas, pois isso se concretiza a cada dia.

Lembra-se que você escreveu ao jovem Timóteo, que o amor ao dinheiro era a “raiz de todos os males”[2]? Quero que saiba que suas palavras foram invertidas, e agora se prega que o dinheiro é a “solução” de todos os males.

Também é com tristeza que lhe digo que em nossa época ninguém mais quer ser chamado de pastor, missionário ou evangelista, pois isso é por demais humilde: um bom número almeja levar o título de apóstolo. Sei que em seu tempo, os apóstolos eram “fracos… desprezíveis… espetáculo para os homens… loucos… sem morada certa… injuriados… lixo e escória” [3]. Agora é bem diferente. Trata-se de uma honraria muito grande: acercam-se de serviçais que lhes admiram, quando viajam exigem as melhores hospedarias e são recebidos nos palácios pelos governantes.

Eles não costumam pregar seus textos, pois você fala muito da “Graça” e da “liberdade que temos em Cristo” [4]. Isso não soa bem hoje, pois a Igreja voltou à “teologia da retribuição” da Antiga Aliança (só recebe quem merece), e liberdade é a última coisa que os pastores querem pregar à suas ovelhas.

Você não é bem visto por aqui, pois sempre foi muito humano, sem jamais esconder suas fraquezas: chegou até reconhecer contradições internas, dizendo que não faz o bem que prefere, mas o mal, esse faz [5]. Eles não gostam disso, pois sempre se apresentam inabaláveis e sem espinhos na carne como você. A presença deles é forte, a sua fraca [6], eles são saudáveis, você sofria de alguma coisa nos olhos [7], eles jamais recomendariam a um irmão tomar remédio, como você fez com Timóteo [8], mas aqui eles oram e determinam a cura – coisa que você nunca fez.

Você dizia que por amor de Cristo perdeu “todas as cousas” considerando-as refugo [9]. As coisas mudaram, irmão. Agora cantamos: “Restitui, quero de volta o que é meu!”.

Vivo em uma cidade que recebeu o seu nome, e aqui há um apóstolo que após as pregações distribui lencinhos vermelhos encharcados de suor, e as pessoas levam pra casa, como fizeram em Éfeso, imaginando que afastarão enfermidades [10]. Sim, eu sei que você nunca ordenou isso, nem colocou como doutrina para a igreja nas epístolas, mas sabe como é o povo….

Admiro sua coragem por ter expulsado um “espírito adivinhador” daquela jovem [11], embora isso tenha lhe custado a prisão e açoites. Você não se deixou enganar só porque ela acertava o prognóstico. Hoje há uma profusão de pitonisas e prognosticadores no meio do povo de Deus, todavia esses espíritos não são mais expulsos, ao contrário, nos reunimos ansiosos para ouvir o que eles têm a dizer para nós.

Gostaria de ter conhecido os irmãos bereanos que você elogiou. Infelizmente, quase não existem mais igrejas como as de Beréia, que recebam a palavra com avidez e examinem as Escrituras “todos os dias para ver se as coisas são de fato assim”[12].

Tem hora que a gente desanima e se sente fragilizado como Timóteo, o seu companheiro de lutas. Mas que coisa bonita foi quando você o reanimou insistindo para que reavivasse “o dom de Deus” que havia nele [13]. Estou lhe confessando isso, pois atualmente 90% dos pregadores oferecem uma “nova unção” para quem fraqueja. Amo esta sua exortação, pois você ensina que dentro de nós já existe o poder do Espírito, dado de uma vez por todas, e não precisamos buscar nada fora ou nada novo!

Nossos cultos não são mais como em sua época, onde a igreja se reunia na casa de um irmão, havia comunhão, orações, e a palavra explanada era o prato principal…. as coisas mudaram: culto agora é como fosse um show, a fumaça não é mais da nuvem gloriosa da presença de Deus, mas do gelo seco, e a palavra é só para ensinar como conseguir mais coisas do céu.

O Espírito lhe revelou que nos últimos tempos alguns apostatariam da fé “por obedecerem a espíritos enganadores” [14]. Essa profecia já está se cumprindo cabalmente, e creio que de forma irreversível.

Amado apóstolo, sinto ter lhe incomodado em seu merecido descanso eternal, mas eu precisava desabafar. Um dia estaremos todos juntos reunidos com a verdadeira Igreja de Cristo.

Maranata!

Pr. Daniel Rocha
(Poimenia via Caminhada Cristã, com o título original de E-m@il para o apóstolo Paulo)

[1] At 20.23    [2] 1Tm 6.10   [3] 1Co 4.-9-13    [4] Gl 2.4    [5] Rm 7.19    [6] 2Co 10.10    [7] Gl 4.13-15    [8] 1Tm 5.23    [9] Fp 3.8    [10] At 19.12    [11] At 17.18    [12] At 17.11    [13] 2Tm 1.6    [14] 1Tm 4.1

sábado, 27 de setembro de 2008

Ganhos com a reciclagem

No Jornal Nacional de ontem apareceu uma notícia de chamar a atenção. Ela faz parte de uma série de notícias que o referido jornal tem exibido durante esta semana a respeito das próximas eleições.
Um trecho da matéria fala sobre o que os moradores de um prédio têm conseguido fazer reciclando 4 toneladas mensais de plástico, vidro e papel. Esta é uma coisa que dificilmente vemos por aí e é uma demonstração prática de preocupação com o meio ambiente e ação em favor de sua preservação (E ainda tem lucro no meio!!).
Vejam a notícia abaixo. Se não quiser ver o vídeo (Mas olha que vale a pena, hein! Porque a notícia fala de outras boas idéias/ações), leia o texto da notícia nessa página aqui da Globo.com.
Taí um bom exemplo a ser seguido.
.

WWF-Brasil: 12 anos cuidando da natureza

Olá pessoas, a ONG WWF-Brasil ta fazendo 12 anos de luta pela natureza e você também pode participar desta festa, junte-se a WWF-Brasil na luta pela vida da natureza e nossa. http://www.wwf.org.br/
Unir conhecimento e paixão para cuidar do nosso planeta é um trabalho árduo, que exige dedicação e compromisso de longo prazo. Há 12 anos, o WWF-Brasil contribui para que a sociedade brasileira conserve a natureza, por meio de ações que ajudam a harmonizar a atividade humana com a conservação da biodiversidade e com o uso racional dos recursos naturais. Estas ações, desenvolvidas pela instituição e por sua extensa rede de parceiros, beneficiam tanto os cidadãos de hoje, quanto as futuras gerações.

Para o WWF-Brasil, uma organização da sociedade civil brasileira, não é possível conservar a natureza sem o equilíbrio com as ações do homem. A instituição atua na Amazônia, na Mata Atlântica e no Pantanal, além de desenvolver ações ligadas a diversos temas transversais como água doce, educação para sociedades sustentáveis, agricultura, energia e mudanças climáticas. Entre as principais atividades estão projetos de campo, apoio a iniciativas ambientais, disseminação de conhecimento técnico, políticas públicas e conscientização da população.

“Somos guiados pela filosofia da conservação ambiental, pela qual a atividade humana deve estar em sintonia com o meio ambiente. Nos próximos 50 anos estima-se que a população mundial alcance nove bilhões de pessoas. Em quais condições nossos descendentes irão viver?”, questiona o Presidente do Conselho Diretor do WWF-Brasil, Álvaro de Souza.

Essa preocupação tem sido o foco central do trabalho do WWF, desde sua chegada ao Brasil, em 1971. Nessa época, as atividades no País eram desenvolvidas pela Rede WWF, a maior rede independente de conservação da natureza do mundo, da qual o WWF-Brasil faz parte até hoje. 25 anos depois, no dia 30 de agosto de 1996, foi criada a organização nacional WWF-Brasil.

De lá para cá, o WWF-Brasil contribuiu significativamente para a conservação da natureza brasileira, por meio da ampliação da consciência sobre a importância do meio ambiente para a vida humana, o que só foi possível graças ao envolvimento e à articulação com diferentes pessoas e organizações. “Nesses 12 anos de atividade, o WWF-Brasil foi movido pela capacidade de reunir diversos setores da sociedade para buscar alternativas e apresentar soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável do nosso País”, comenta Álvaro.

Esse trabalho é viabilizado e legitimado não só pelas parcerias com outras instituições brasileiras, mas também pelo apoio recebido pela rede de afiliados do WWF-Brasil e pela Rede WWF. Em 1995, antes mesmo da criação da organização, a psicóloga Marilda Goulart foi a primeira pessoa a se afiliar ao WWF-Brasil. A Rede WWF apóia as ações de conservação da natureza no país desde 1971. “Os afiliados do WWF-Brasil são os corações e mentes que impulsionam o nosso trabalho. São pessoas que apóiam e multiplicam os resultados de nossos esforços pela conservação da natureza”, comenta a Secretária-Geral do WWF-Brasil, Denise Hamú.

Comemorações
Para comemorar o aniversário do WWF-Brasil, a instituição planejou uma série de ações que não só celebram seus 12 anos de trabalho, como contribuem ainda mais para a conscientização e o envolvimento de todos na conservação do meio ambiente. A organização fez uma parceria com a CI, rede de lojas especializadas em intercâmbio e turismo jovem que está comemorando 20 anos de atuação.

Para celebrar os dois aniversários, as parceiras lançam, no dia 3 de setembro, o “Passaporte Sustentável” que traz dicas de turismo para aqueles empenhados em contribuir com a conservação da natureza também durante suas viagens. O livreto destaca que, se realizado de maneira responsável, o turismo é uma oportunidade única de fazer a diferença e reduzir sua Pegada Ecológica.

Para fechar o ciclo de celebração, o WWF-Brasil se uniu às comemorações pelo Dia da Amazônia, em 5 de setembro, com um convidado muito especial. De 2 a 4 de setembro, o cantor Lenine fará uma breve expedição pelo Rio Negro, na Amazônia. Além de entrar em contato com a população e as belezas cênicas da região amazônica, Lenine vai ter a oportunidade de conhecer as ações do WWF-Brasil pela conservação ambiental naquela região. No dia 5 de setembro haverá evento em Manaus, no Teatro Amazonas. Às 19 horas, o WWF-Brasil apresentará, durante um coquetel, suas principais contribuições para a conservação da Amazônia. Em seguida, Lenine se apresentará pela primeira vez no estado do Amazonas, com seu show acústico, enquanto o balão do WWF-Brasil flutua sobre o Largo de São Sebastião.

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Boas obras

Conforme prometido ontem...
Image Hosted by ImageShack.us

Publicado aqui sob a autorização do autor, Tim Bertram (GOD'S Graffiti).
Agradecimentos a Martin Erwin (Christian Cartoons).
.
Tradução e adaptação por Mural na Net.

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

“Eu só creria num Deus que soubesse dançar..."


Nietzsche disse que só creria num Deus que soubesse dançar. No entanto, por insensibilidade ou por distração não percebeu que em Jesus Deus estava dançando e, por isso, perdeu o show e não pode apreciar a dança.

Sim, em Jesus Deus dançou e dança de forma graciosa conosco. Ninguém que com alguma percepção e sensibilidade leia o Evangelho deixará de ver Jesus em constante dança. Vejamos:

Ele começa seu ministério interrompendo a falência de uma festa e transformando água em vinho; ele é recriminado e criticado porque atende a convites para festas em casas de pessoas pouco recomendáveis e porque dança com pessoas descriminadas e consideradas indignas; sua misericórdia para com o drama humano é música aos ouvidos dos oprimidos e marginalizados; seus gestos inclusivos e subversivos são parte da mais estonteante das coreografias; e quando ele deseja expressar a alegria de Deus e de anjos pela chegada da consciência a algum coração, ele prepara o cenário de uma festa. O pai do pródigo dançava e gostava de música; os reis das parábolas de Jesus promoviam grandes festas; e o Nazareno em pessoa convidava todos para a Grande Festa.

Por isso, eu digo que Nietzsche não viu nada. Aliás, viu tanto “cristianismo” que não viu Deus dançando em Cristo. Ele mesmo não percebeu o quão pré-condicionado estava; não conseguiu enxergar que tudo era um convite para a festa na casa do Pai. As parábolas de Jesus estão cheias de convites para que se venha dançar e quando ninguém atende ao convite, ainda assim ele não cancela a festa: enche a casa de mendigos, veste-os com trajes próprios e ordena a liberdade.

Até João Batista, que não dançava do lado de fora, sabia que o que estava acontecendo era uma festa. Jesus era o noivo. A festa era dele. João se alegrava.

De fato, se eu tivesse que dizer alguma coisa ao filósofo, lhe diria: Eu é que não acredito em filósofos que não sabem dançar e nem ver quando a festa está proposta. O que custava ao filósofo era crer que Deus não tinha nada a ver com o mal humor do Cristianismo; que chatos são os cristãos e não o Cristo; faltava-lhe perceber o contraste que existia e existe entre Jesus e os religiosos. Acabou que o pensador foi incapaz de ouvir as músicas e entrar na festa.

Portanto, quem tem ouvidos para ouvir as músicas da Graça, que entre na festa. Deus está chamando você pra dançar e é por isso é que o convite tem o nome de Boas Novas.

Caio Fábio

Cartuns e charges do Mural na Net

Se de ontem pra hoje alguém tentou acessar os cartuns/charges estrangeiros que já veiculamos aqui no Mural, não os encontrou. Explicamos a razão a seguir.
Veiculamos aqueles cartuns sem a expressa permissão de seus desenhistas. Achamos que, por eles não exigirem pagamento de alguma taxa ou algo parecido, poderíamos traduzí-los e usar aqui na web ou em qualquer outro meio de comunicação sem problemas desde que citássemos a fonte. Investigando direitinho os sites desses cartunistas, descobrimos que eles gostariam que os contactássemos antes no intuito de receber autorização de sua parte para traduzir os cartuns e usá-los.
Visando sanar esse problema, o Mural entrou em contato com um site americano onde vários daqueles cartuns são veiculados. Conversamos com seu responsável (webmaster), Martin Erwin, e ele entrou em contato com os cartunistas. Obtivemos, então, autorização de vários deles para traduzir e veicular seus cartuns aqui no Mural. Ebaaaaaaaaa! Os cartuns são Church Mice, The Back Pew, EZGtoons, AFTER EDEN, Bulletoon, MankindToons, JustED e GOD's Graffiti.
Contactamos também - e este pessoalmente - Mike Waters, o cartunista americano que faz os Joyful 'toons. Mike parabenizou as traduções que já fizemos dos cartuns dele e aceitou produzí-los já com o texto traduzido desde que o fornecêssemos os textos em português. Os Joyful 'toons aqui já veiculados não foram removidos, mas iremos fazer isso substituindo-os pelos que Mike nos enviará.
Queremos ainda entrar em contato com os cartunistas do ReverendFun, e vamos ver se conseguimos autorização para usar os Toon Fevers.
Em razão de tudo isso que você leu acima é que decidimos retirar os cartuns que veiculamos sem autorização. Isto evitará eventuais problemas futuros.
Amanhã começamos a REveicular os cartuns antigos, e agora dentro das formalidades que os cartunistas nos solicitaram. Passaremos a veicular os cartuns/charges numa categoria nova aqui no blog, justamente a categoria Charge/Cartum, para que fique até fácil revê-los futuramente.
Muralistas

Agradecendo pelos mínimos detalhes…

busão lotado Certo dia, eu estava no ônibus, sentada, encostei a cabeça no vidro e fiquei observando as pessoas que estavam ao meu redor, então pude perceber que eu tive o privilégio de estar sentada em um ônibus que estava tão cheio que nem ao menos tinha espaço para se segurar com as duas mãos. Vendo isso, comecei a orar e agradecer a Deus, pois naquele dia eu estava tão cansada, e Deus havia reservado uma lugar para eu sentar.

Ao orar, comecei a observar as pessoas ao meu redor e pude ver que ali, naquele ônibus, não era só eu que estava cansada, várias pessoas estavam ou podiam estar mais cansadas que eu; então pude ver que Deus queria me mostrar que muitas vezes achamos que só nós ficamos cansados, ou até mesmo somos egoístas quando pensamos que só nós passamos por dificuldade, seja financeira ou com problemas familiares.

Nesse momento, lembrei de uma história que havia lido que falava de uma mulher que vivia cansada e reclamando a Deus, pois achava que só ela tinha a vida tão corrida.  Certo dia, ela chegou em casa e seus filhos correram em direção a ela querendo carinho e atenção, e ela, como sempre, estava cansada e falou para eles: “Vocês não vêem que eu estou cansada e que não tenho tempo para perder?”

Ela fez as suas tarefas de casa e quando terminou já era tão tarde que foi para a cama. Antes de dormir, ela começou a questionar Deus, falando que estava cansada de tudo e que não agüentava mais os seus filhos e esposo cobrando que queria atenção dela e ela falou que só tinha vontade de dormir para sempre.

Durante o sono, Deus mostrou a sua vida sem o seu serviço e sem a sua família, e aquele sonho foi tão real que ela começou a se arrepender de tudo que ela tinha pedido e começou a chorar muito, pois estava arrependida e não queria ficar longe de seus filhos e esposo. Pediu para Deus que desse mais uma chance, pois ela queria mudar o que tinha feito de ruim para as pessoas que estavam ao seu redor.  Deus falou para ela: mas foi você que pediu para dormir, porque estava cansada de tudo e de todos, então eu escutei sua oração e resolvi dar o descanso que você tanto queria. Naquele momento, ela ficou imaginando tudo que podia ter feito e que não fez, então começou a pedir perdão e falou mais uma vez que queria mais uma chance.

Seu esposo a acordou e quando ela viu que era só um sonho, abraçou ele e começou a agradecer a Deus por ter dado mais uma chance Ao ler essa história, pude perceber que muitas vezes nós cometemos o mesmo erro que essa mulher, pois deixamos a rotina entrar e nos dominar. Toda vez que deixamos as coisas do mundo nos dominar, nos tornamos cada vez mais ingratos, magoando pessoas que estão ao nosso redor e não damos um bom testemunho. Por isso, irmãos, devemos agradecer mais a Deus por tudo que Ele fez e faz em nossas vidas a cada dia.

Darlene Garcia

Fonte: Texto e imagem de Evangeliza Brasil

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Recado de Deus [1]

Imagine que costumeiramente enquanto você não está em casa, ou enquanto você está dormindo, por exemplo, Deus vem e deixa um recado pra você, imagine... na porta da sua geladeira. Como seriam esses recados?
Aqui vai um...
 
Siga-me
 
 
Depois tem mais.

Mentiras jornalísticas, missões e índios

Lembram dums posts agora do começo de setembro onde falamos de infanticídio entre os indígenas? Falava-se da índia Hakani e também de missões. Revejam aqui e aqui.
 
Pois bem, descobrimos uma matéria da Revista Ultimato, de seu editor (Marcos Bontempo), falando de missões e sua influência na vida dos índios brasileiros. Há uma denúncia sobre como esse assunto foi tratado recentemente pela mídia secular. Vejam a matéria reproduzida a seguir.
 
As mentiras que os jornalistas contam
 
É fácil descobrir a “religião” de qualquer bandido, em especial os que se declaram evangélicos. O difícil trabalho de separar o joio do trigo é feito rapidamente pela imprensa e somos informados com presteza a cada novo “irmão” em cana. A boa notícia é que, se a opção religiosa do delinqüente é omitida, as igrejas evangélicas podem respirar aliviadas. Assim funciona a “liberdade de empresa”. Publica-se o que os donos da empresa mandam. Até aí, nada de novo. O problema é que a mensagem que se lê é tomada como verdade.
 
O roteiro não é novo. Índios, religião e manipulação -- não necessariamente nessa ordem. É assim a, digamos, peça de ficção assinada pelo jornalista Felipe Milanez e publicada pela revista "Carta Capital", edição 505, em julho. Com o título Contágio nas matas, a caudalosa matéria consegue a proeza de ser tosca e trágica ao mesmo tempo, e Jovens com Uma Missão é o alvo da metralhadora desarvorada do jornalista e suas fontes. "Prateleira" abre espaço agora para a carta-resposta da JOCUM.
 
Leia o livro
Indígenas do Brasil, Ronaldo Lidório (org.)
.
Leia o que Ultimato publicou sobre o assunto

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Alessandra Samadello - Uma vida de louvor a Deus!

Olá, pessoas, o Som do mural tá de volta e esta semana trazendo uma das maiores intérpretes da musica cristã brasileira.
Alessandra Samadello nasceu em 20 de abril de 1971 na cidade de Santo André, São Paulo.

Conhecida nacional e internacionalmente, Alessandra Samadello se destaca como uma das maiores intérpretes da música cristã. Casada com o músico, produtor musical e também compositor Ariney Oliveira, onde estão juntos desde o primeiro CD Braços Abertos, compõem músicas e fazem inovações no meio cristão brasileiro.

Seu estilo é inconfundível, e suas apresentações apaixonadas. Alessandra tem mais de 15 anos de carreira solo, 14 CD’s gravados, mais de 500 mil cópias vendidas e mais de 1.200 apresentações no Brasil e exterior.Seu último lançamento, “Nasce em Mim”, foi produzido por Ariney Oliveira e gravado no Brasil e Estados Unidos. De volta definitiva ao Brasil, depois de viver por mais de sete anos nos Estados Unidos, Alessandra, sem dúvida alguma, se consolidou como uma das cantoras de maior expressão na música cristã da atualidade. Ganhadora de vários prêmios inclusive o Troféu Talento, premiação que é exibida e patrocinada pela emissora de TV Record, onde ganhou o prêmio de melhor DVD infantil em 2005.

Veja 3 clips dessa cantora fantástica: Quem Me Ouvirá? Além do Rio e Noite colorida.



segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Por que Deus faz o mudo, o surdo e o cego?

 
Texto de Joseni Dos Santos Magalhães (Rolândia - PR), em 29/ago/2008, para a Editora Ultimato.

Uma homenagem a APAES do Brasil e a semelhantes.

Nesta semana iniciou a semana do excepcional, comemorada em todo o território nacional. Estivemos num momento muito gracioso compartilhando o amor de Deus com voluntários, funcionários e alunos da nossa querida APAE Rolândia-PR. E o meu artigo hoje parte exatamente da sensibilidade a este momento. Meus pensamentos foram iluminados para uma passagem bíblica muito conhecida, que é o texto de Êxodo 4.11 que se lê

“Respondeu-lhe o Senhor: Quem fez a boca do homem? Ou quem faz o mudo, ou o surdo, ou o que vê, ou o cego? Não sou eu, o Senhor?”

Em vários momentos da vida já fui questionado porque Deus faz uma criança, “que não fez nada”, nascer sem os movimentos do corpo? E esta sempre foi uma espinha de peixe a ficar entalada na minha fé. Entretanto, quando o meu filho nasceu, ele teve sofrimento fetal, aspirou mecônio, tendo que sair as pressas do hospital João de Freitas-Arapongas-PR, nasceu na terça 05/08/03 às 17h e às 24h foi internado no hospital Santa Lúcia em Apucarana-PR, porque ali Deus abriu uma vaga na UTI neonatal, e chegando àquela instituição, o diagnóstico dele foi falência múltipla dos órgãos, após onze dias de UTI, Deus o ressuscitou de uma maneira extraordinária.

Alguns meses depois fomos encaminhados a APAE de Rolândia-PR onde fomos benignamente acolhidos, e nestes quase cinco anos (meu filho está com cinco aninhos), Deus tem me levado a entender algumas coisas que anteriormente eram difíceis de compreender.

Diante desta realidade Deus levou-me a um tour pelo seu coração nas páginas extraordinárias da sua Palavra. Comecei pelo Gênesis, e observei que havia sempre uma expressão bíblica ao final de tudo quanto Deus criara, “E viu Deus que isso era bom”, todavia, quando Deus criou o homem foi diferente, primeiro que para criar o homem, Deus não chamou o homem a existência, como fez com tudo que anteriormente tinha criado, a Bíblia diz que “Então, formou o Senhor Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente” (Gn 2.7), de igual modo, quando criou a mulher “E a costela que o Senhor Deus tomara ao homem, transformou-a numa mulher e lha trouxe” (Gn 2.22).

Deus “literalmente” pôs a sua mão na criação do homem/mulher. Outro aspecto importante notar que ao final da formação do homem, não segue a mesma expressão “E viu Deus que isso era bom”, Deus não criou o homem para admirá-lo, Deus criou o homem para relacionar-se com ele. E neste relacionamento transcorria a existência de Adão e Eva com Deus, o pecado vai interromper abruptamente este relacionamento, o homem que vivia de maneira harmoniosa com toda a criação e dela usufruía seu alimento de uma maneira prazerosa.

Após a queda, a terra se torna maldita por nossa causa, e obteremos dela o sustento em meio a dores e fadigas. O homem então passa a relacionar com tudo que existe na proporção causa e efeito, ou seja, tudo vale a pena se puder retribuir ao meu esforço, e dele extrair alguma vantagem. O conceito do prazer em relacionar, não mais existe porque o homem ficou desprovido da fonte que é o amor, que é Deus. O próprio Deus compadecido pelo homem, já tinha plantado no jardim a arvore da vida que apontava para Jesus.

Jesus veio e encarnou como Deus Emanuel, este caminho perdido no Éden, é retomado naquele que é O Caminho, e Jesus estabelece aquilo para o qual fomos criados para relacionarmos com Deus. Por isso Jesus relaciona com todos, não há acepção de pessoas, ele retoma aquilo que foi perdido no Éden e torna-se a Porta, O Caminho, para este relacionamento com o Pai. Este é o grande motivo de Deus fazer crianças que sofrem de alguma deficiência física, porque Deus não valoriza o ser humano pela capacidade de fazer coisas, Deus não inferioriza o homem porque está limitado por algum aspecto físico, nós homens caídos, sim, por isso nós questionamos: porque Deus faz isso com uma criança? Exatamente, porque a ótica de nós homens é esta: O homem passa a ser a partir daquilo que ele começa a produzir dentro da sociedade, seja com palavras, com atitudes, com o trabalho, com a intelectualidade, com a beleza; com Deus o caminho é inverso, o homem é, Deus não criou Adão e disse que rapaz bonito, que homem perfeito, a ótica da perfeição e da beleza divina é o amor. Deus não tem problemas com o tetraplégico, nós sim, porque não conseguimos enxergar com os olhos de Deus. A solução é entregar o ser a Cristo e através Dele os nossos corações contemplarem com o olhar de Deus que é o olhar do amor. Quando enxergamos com o olhar de Cristo, não enxergamos mais cor, raça, idade, físico.

A minha oração a Deus em prol de todos os voluntários, familiares e funcionários da APAE é que Deus continue a gotejar nos vossos olhos o colírio da cruz para que vossos olhos continuem a enxergar estas preciosidades de Deus (alunos), como Deus de fato os enxerga. Com olhar de amor.

sábado, 20 de setembro de 2008

Shuffle

shuffle
 
Shuffle é um joguinho online legal que exige um certo pensamento estratégico.
 
O objetivo do jogo é colocar as bolinhas do adversário (o computador) para fora do tabuleiro. Você controla o time de bolas vermelhas. Clique sobre uma bola e segure; aí vai aparecer uma seta apontando a direção para a qual ela será atirada. Quanto mais você puxar o ponteiro do mouse para longe da bola, maior será a seta e, por conseguinte, maior será a força do tiro. Atente para o fato de que tiros muito fortes podem levar não só a bolinha do adversário mas também a sua própria bolinha para fora do tabuleiro. O jogo é disputado em séries de 4 rounds. Quanto mais bolinhas suas sobrar em cima do tabuleiro após o final de um round, mais pontos você ganha, e, ganhar um round faz você iniciar o próximo com suas bolinhas "um passo" mais próximas das do adversário.
 
Chegue à página do jogo através deste link aqui.
 
Boa diversão!

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Animal não é brinquedo!

Olá, pessoas, encontrei uma matéria sobre um assunto muito sério pra gente refletir, a violência contra os animais. Leiam.

No processo de educação os pais devem ter a preocupação de ensinar a criança a ver o animal como um amigo que precisa ser protegido dentro e fora de casa, e não como brinquedo. O contato com os animais proporciona uma aproximação dela com o mundo natural desenvolvendo o sentimento de respeito a todas as formas de vida.

Até os quatro anos a criança vê o animal como um objeto, por isso é preciso que os pais mostrem a ela que os animais respiram, tem fome, sede, sentem dor e também amam. A partir dos dez anos é possível confiar os cuidados necessários à saúde do animal, sem que haja perigo de maus tratos, desde que sejam orientados corretamente.

"Crueldade infantil com os animais entre criminosos e não-criminosos" é o título de uma importante pesquisa realizada nos EUA, que visou estabelecer a relação entre a crueldade para com os animais durante a infância e o comportamento agressivo para com as pessoas, numa fase posterior da vida.

A análise aprofundada, permitindo traçar um perfil, foi possível através de entrevistas individuais com três grupos de homens: criminosos agressivos, criminosos não agressivos e não-criminosos.

Os elementos criminosos foram ouvidos nas prisões federais dos EUA. Já os não-criminosos foram escolhidos ao acaso entre os habitantes de Kansas.

Cada entrevistado foi submetido a mais de 400 perguntas que incluíam aspectos como as relações familiares na infância e as atitudes com os animais.

Verificou-se que 25% dos criminosos agressivos informaram de cinco ou mais casos de crueldade contra animais em comparação a menos de 6% dos criminosos não agressivos e nenhum dentre os não-criminosos.

Os pais e educadores devem estimular as crianças a valorizarem as boas ações em prol dos animais. É preciso despertar o interesse do engajamento das escolas na luta em defesa dos direitos dos animais e preservação da natureza.

A criança passará, assim, a trazer consigo um compromisso ético para com o meio em que vive, combatendo as atitudes do comportamento violento na sociedade, criando um mundo melhor onde viverão seus filhos e netos.

Vininha F.Carvalho (vininha@vininha.com)
ambientalista e editora do Portal Animalivre (www.animalivre.com.br)

Se nós desistirmos...

Olá, pessoas, hoje é dia da Terra aqui no mural, e, vasculhando a net em busca de notícias sobre o nosso planeta, encontrei este vídeo com a nova campanha de sensibilização para o problema do aquecimento global da ONG portuguesa Quercus. O vídeo é fantástico.
Foi feita pela agência McCann Erickson. O vídeo nos faz refletir sobre quem realmente pode fazer alguma coisa pelo planeta. Vejam-no abaixo.

Votarias neste?

 
ninguem
 
Clique sobre a imagem para ampliá-la.
 

Tempo gasto

 
51921 - Cópia
 
Fonte: Sinceramente não lembro mais. Só sei que era americano. Ceis perdoam a gente?! Tomara que seus autores não descubram este post do Mural! ;-)

Marketing cristão

Tão lembrados dum post recente (clique aqui pra vê-lo) com frases de "marketing" para igrejas? Descobrimos que aquelas frases são bem conhecidas dos cristãos falantes do inglês. Alguém escolheu algumas, traduziu e saiu espalhando por aí nos sites cristãos brasileiros. Aqui vão mais algumas, mas agora com o título mais adequado - assim achamos - de Frases para Marketing Cristão.
 
Aqui vão frases, então, pra botar dentro da igreja, na entrada, na fachada, em camisetas, adesivos pra automóveis e, por que não, nos para-choques dos caminhões! Vejam só:
 
1. Sob a mesma gerência há 2000 anos;
(Massa pra botar na fachada da igreja, não?! Aí o sujeito não pode dizer que não entra numa "bléia" porque num conhece seus "líderes" ou "líder".)
 
2. Experimente Jesus. Se você não gostar Dele, o diabo pode sempre te aceitar de volta; (Muito criativa essa! hehe)
 
3. Alimento para a alma servido aqui;
 
4. Você pode dar sem amar, mas não pode amar sem dar;
 
5. Nunca ofereça ao diabo um transporte. Ele sempre vai querer dirigi-lo;
 
6. Reputação é o que as pessoas pensam de você. Caráter é o que as pessoas sabem a seu respeito;
 
7. Não desista! Moisés um dia foi inapropriado pra a função.
 
8. Sete dias sem oração formam uma semana;
 
9. O caráter de um homem é como um cercado (muro). Não pode ser fortalecido com uma caiação;
 
10. Pregue o evangelho a todo o tempo. Use palavras se necessário;
 
11. Adiar é preferível a errar;
 
12. É difícil tropeçar quando você está de joelhos;
 
13. Uma consciência limpa faz um travesseiro [ser] macio;
 
14. O salário do pecado é a morte. Peça demissão antes do dia do pagamento;
(Adaptada, já que a frase em inglês não tava muito legal. E ficou melhor que a original, viu?! O Mural é f... fantático, hum? Pensou que íamos dizer outra coisa, né?!)
 
15. Não consegue dormir? Conte bençãos!
 
16. Cristãos, mantenham a fé... mas não nos outros!
 
Depois tem mais!
 
Fonte: Clean Christian Jokes, uma seção do site ChristianUnite (tradução por Muralistas)

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Esperança

A Via Cristã - Dizem os cristãos: "As criaturas não nascem com desejos que não podem ser satisfeitos. Um bebê sente fome: bem, existe o alimento. Um pati­nho gosta de nadar: existe a água. O homem sente o de­sejo sexual: existe o sexo.

Se descubro em mim um dese­jo que nenhuma experiência deste mundo pode satis­fazer, a explicação mais provável é que fui criado para um outro mundo.


Se nenhum dos prazeres terrenos satis­faz esse desejo, isso não prova que o universo é uma tre­menda enganação. Provavelmente, esses prazeres não existem para satisfazer esse desejo, mas só para desper­tá-lo e sugerir a verdadeira satisfação.

Se assim for, tenho de tomar cuidado, por um lado, para nunca desprezar as bênçãos terrenas nem deixar de ser grato por elas; por outro, para nunca tomá-las pelo 'algo a mais' do qual são apenas a cópia, o eco ou a miragem, Tenho de man­ter viva em mim a chama do desejo pela minha verda­deira terra natal, a qual só encontrarei depois da morte; e jamais permitir que ela seja arrasada ou caia no esque­cimento. Tenho de fazer com que o principal objetivo de minha vida seja buscar essa terra e ajudar as outras pessoas a buscá-la também."

Não devemos nos preocupar com os irônicos que tentam ridicularizar a esperança cristã do "Paraíso" di­zendo que "não querem passar a eternidade tocando har­pa". A resposta que devemos dar a essas pessoas é que, se elas não entendem os livros que são escritos para adultos, não devem palpitar sobre eles.

Todas as imagens das Escrituras (as harpas, as coroas, o ouro etc.) são, ob­viamente, uma tentativa simbólica de expressar o inexprimível. Os instrumentos musicais são mencionados porque, para muita gente (não todos), a música é o ob­jeto conhecido nesta vida que mais fortemente sugere o êxtase e a infinitude. A coroa é mencionada para nos dar a entender que todo aquele que estiver reunido com Deus na eternidade tem parte no seu esplendor, no seu poder e na sua alegria. O ouro é citado para nos dar a idéia da eternidade do Paraíso (o ouro não enferruja) e também da sua preciosidade.

As pessoas que entendem esses sím­bolos literalmente poderiam também pensar que, quan­do Cristo nos exortou a ser como as pombas, quis dizer que deveríamos botar ovos.

C. S. Lewis

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Eles são diferentes. E adoram isso

Este é o título de uma matéria recente da revista Veja sobre nós... jovens evangélicos.
 
O pessoal lá do site O Verbo reproduziu o texto e fotos lá nas suas páginas. Veja aqui.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

PROFECIAS E PROFETADAS

Um estudo legal sobre profecias e profetadas.

A profecia, conforme conhecemos na Bíblia, significa oráculo e o profeta, vidente. Dependendo da situação, profecia quer dizer proferir, anunciar uma mensagem. O profeta bíblico é aquele que recebe uma mensagem do Altíssimo e a transmite para o destinatário. As profetadas - palavra moderna criada para sinalizar uma profecia duvidosa - são imitação da verdadeira mensagem de Deus com a principal diferença: Não tem a revelação de Deus; pode ser de origem humana ou mesmo satânica.

No ambiente evangélico, bem como em outros, circulam novas palavras com significados para uma situação que, às vezes, não dura muito tempo, caem no esquecimento. Dependendo do texto, essa palavra poderá se tornar incompreensível no futuro, o que necessitará uma análise exegética para que se possa entender o seu significado.

Hoje circula em nosso no meio a palavra “profetada”. Buscando nos melhores dicionários não encontrei o seu significado, mas pude vê-la reproduzida abundantemente nas páginas da Internet, quase sempre querendo dizer a mesma coisa: profecia da carne, profecia do homem, palavra mal proferida para alguém e termos semelhantes.

PROFETADAS

Não existe nada no mundo sem significado e nada acontece por acaso. O desconhecimento das causas que geram algumas situações a que estamos envolvidos não nos exclui de certas responsabilidades. Só através da prática de vigilância estaremos livres de contaminação. Vejamos o que diz o Dr. Iasbeck:

“Alguns signos são marcas de seus objetos (como as nuvens negras que prenunciam chuva, as pegadas que sinalizam a presença física de alguém). Todos nós conhecemos os signos e nos referimos sempre a eles quando falamos de significado ou significação. Ou seja, tudo o que é signo quer dizer algo, tem um significado. Temos de admitir que tudo tem significado, mesmo quando não sabemos dizer qual é. Portanto, tudo é signo”. (Luiz Carlos Assis Iasbeck - www.usinadeletras.com.br)

As profetadas funcionam como uma montagem de cenário com o objetivo de simular a manifestação da Glória de Deus através de uma suposta mensagem aos Seus servos. São falsas profecias ou profecias não reveladas por Deus. A “proferição” acontece com certa freqüência em alguns lugares mediante a necessidade do ouvinte de ouvir uma mensagem verdadeira e edificativa e da coragem de certos crentes que agem como “profetadores”. Estes, em muitos casos, pensam que estão obrigados a profetizar todas as vezes que alguém chegar necessitando de uma palavra. Os mensageiros que profetizam por si (profecia da carne como é chamada) podem ser os mesmos que já receberam o dom, mas não conseguem compreender que a revelação só é dada sob o princípio da soberania divina. Ele usa a quem, como e quando quer.

Algumas palavras ditas em profetadas por profetadores podem ser proferidas por profeta ou profetiza em profecias; a diferença está na origem, a primeira é “da carne” e a segunda, revelação de Deus. Mas existem palavras ou frases absurdas e sem bases bíblicas que só são proferidas pelos profetadores em suas profetadas.

São muitos os motivos e pretextos para profetadas. Colocarei a seguir, alguns possíveis exemplos. Eis aí os tipos de mensagens:

Probabilística
“Meu servo! Vou te dar vitória nesta semana; anota isto na tua agenda e tu verás o cumprimento”.
A vitória anunciada não aconteceu.
O mensageiro pode ter tido compaixão do seu irmão e não querendo vê-lo a sofrer lhe desejou sucesso.

Aparência
“Servo meu! Tenho contemplado os seus gemidos pelas madrugadas nas tuas orações; vou te dar vitória”.
O irmão nunca orava de madrugada.
O profeta o julgou pela aparência; naquele culto o irmãozinho estava contrito e lacrimoso.

Cenário
“Servo meu! Tenho uma grande obra contigo, neste ministério, ao lado do meu ungido.
O ouvinte - de outra igreja - era um visitante amigo do pastor e estava dirigindo a festa a seu pedido.
O “entregador de mensagem” pensou que ele era co-pastor, vice-presidente ou ministro local.

Aparência
“Servo! Tenho preparado para ti uma esposa, loira, alta e muito bonita”.
O ouvinte era casado com uma irmã baixinha de cabelos pretos.
O profeta não sabia que ele era casado.

Compaixão
“Minha serva, amada de meu Pai! Eis que vou curar aquela tua mãe de tal forma que tu dirás: como pode?”.
A mãe estava morta meia hora antes as mensagem.
A “profetizadora” e sua ouvinte não sabiam do falecimento.

Vaidade
“Ungido meu! Eis que falo assim contigo: vou eu te dar o que vieste buscar nesta noite... e tu dirás: na verdade o SENHOR falou! Falo assim para que tu saibas que sou eu quem rege na terra”.
O pastor estava naquele culto de oração tão somente em ação de graças pela compra de uma propriedade.
O “profetador” era o único “vaso” que ainda não tinha “entregado nenhuma mensagem” naquele culto e falou isto no final em tom de voz bem alto.

Desconfiança
"Servo que tenho colocado à frente de meu rebanho! Eis que são muitos que querem te tirar da posição. Vigia, servo, este (um nome em línguas) que está ao teu lado é o que tem te causado tantos males. Sê tu valente e faça tão somente o que eu te mando".
O pastor tinha grande consideração ao obreiro mencionado por código e em vinte anos de trabalhos juntos sempre lhe foi fiel.
O “profeteiro” julgava que de tão esforçado o adjunto do pastor era uma ameaça.

Alto risco
“Serva! Vou eu te dar este varão que está sendo gerado no teu ventre”.
Na semana seguinte a irmã fez a ultra e o resultado: menina.
O mensageiro sabia que a irmã que já tinha dois filhos e que muito desejava um menino.

Vulgar
“Jovem que está à frente desta mocidade! Vou te dar vitória; estou eu atendendo às tuas orações, vou preparar uma varoa para ti, tenho uma obra contigo no ministério, tu farás muitas viagens, tu ajudarás ao meu ungido, grande é a obra que tenho contigo”.
O jovem era diácono, bastante dinâmico e esforçado na Casa de Deus.
O mensageiro conhecia bem de perto os trabalhos do diretor.

Bajulação
“Ungido que estás na direção deste Campo! Vou fazer grande obra contigo na terra; muitos grandalhões virão a ti e se consertarão contigo; tenho eu feito grandes coisas e vou fazer muito mais ainda, para que todos saibam que há um Deus em Israel; muitos virão de uma parte e de outra para ver o que vou fazer através das tuas mãos”.
O pastor era muito amado no seio da igreja, mas morreu uma semana depois da “profetização”.
O mensageiro era o presbítero mais antigo da Igreja e esperava a sua indicação ao ministério.

Teológica
“Meu servo! Eu sou o Jeová Jiré, O Deus de Abraão! Como fui com Davi serei contigo; Não temas tu; quando passares pelas águas, estarei contigo; derrubarei as muralhas de Jericó; dou-te as bênçãos de Gerizim; lê tu a minha Palavra, vigia, ora e cante o hino da vitória; e a minha graça e a minha paz seja contigo”.
Ninguém sabia para quem era a mensagem.
O mensageiro era professor da Escola Bíblica Dominical.

Terror
“Homem! Quem te mandou entrar neste negócio? Não estou contigo neste propósito; vigia! Cuidado! Atenta bem para isto que estou te falando nesta hora e depois tu me louvarás”.
O irmão era feirante e comprava material semanalmente.
O mensageiro pensou que ele era Empresário.

Duvidosa
“Olha servo! Eis que tu me pedes há anos uma resposta sobre este negócio; eis que te digo: nem sim e nem não e olha bem o que tu vais fazer”.
Os ouvintes ficaram assustados e perplexos.
O mensageiro não ofereceu nenhuma saída para a crise.

TODO CUIDADO É POUCO

A Bíblia fala de profecias, de “profetas” e de dons de profetizar. O uso dos preciosos dons é coisa seriíssima. Devemos crer nas profecias, nos dons de profetizar e receber as mensagens de Deus. Mas todo cuidado é pouco; o inimigo está por aí armando as suas ciladas para nos embaraçar e as profetadas funcionam como uma ferramenta terrível, não fundamentada na Palavra de Deus e atraindo pessoas como vemos acontecer no dia-a-dia.

Uma promessa não cumprida pode abater um crente desavisado. Quando alguém acredita em uma mensagem “profetética”, e não vê o seu cumprimento, corre o risco de sucumbir na fé, exatamente o que o Inimigo quer. O nosso Adversário quer induzir o máximo de pessoas a não mais acreditarem na Mensagem genuína que vem do coração de Deus, pela boca de seus servos que receberam DELE o dom de profetizar.

Amados, sejamos sóbrios e vigilantes. Deus quer falar no nosso coração pela Bíblia, pelo Espírito Santo, direto no nosso espírito, usando os pregadores e também usando os Seus santos profetas. Precisamos conhecer a Palavra de Deus pela qual podemos discernir quando uma mensagem é de Deus ou não. Existem cultos específicos onde os sinceros “vasos” de Deus têm o seu espaço para falar, com sabedoria, aquilo que Deus quer.

A Bíblia é a Profecia completa e capaz de preencher todas as possíveis lacunas em nossas vidas. Mas a mesma Palavra diz que há o dom de profetizar que foram dados para a edificação da Igreja. Todo cuidado é pouco na hora de nos posicionarmos a respeito de “profetadas” e profecias.

PROFECIAS

Paulo diz que os dons são dados a cada uma para o que for útil – ou o bem comum (1 Co 12.7). A profecia é um dom (1 Co 12.10) e que Deus dá a cada uma como quer (1 Co 12.11). Fazendo uma analogia com o corpo humano Paulo deixa claro que não há hierarquia entre os dons e que ninguém é maior por portar um deles (1 Co 12.12-30); é permitido procurar os melhores dons (1 Co 12.31), manda aspirar ao de profetizar (1 Co 14.10), mas o apóstolo apresenta um caminho mais excelente que é o amor (1 Co 13).

Eu creio em profecias

Creio plenamente nas profecias bíblicas e creio nos dons espirituais para os nossos dias, entre eles o de profetizar. Não tenho este dom, mas conheço quem o tem e o exerce com toda humildade e contrição diante de Deus; não adianta ir a casa dele que ela não tem mensagem, é quando Deus quer e se alguém precisar.

Muitas mensagens me foram passadas no meu quase meio século de vida, muitas delas escrevi na contracapa de minha agenda, muitas se cumpriram, outras não. São profecias e profetadas.

Deus falou comigo – mensagem profética

Na década de noventa, numa fase de muita dor e lutas, morava no Rio de Janeiro e estava trabalhando em Macaé (RJ) cumprindo um período de suspensão contratual na Empresa onde trabalhava. Fiquei hospedado no Hotel Portugal. Em certa noite, resolvi sair para tomar um refrigerante. Coloquei um traje simples, jeans, camiseta de propaganda política e chinelo; tomei um ônibus que ia para o bairro Malvinas, estava muito cheio.
Dentro da condução, uma irmã de aparência humilde, traje simples, acompanhada de algumas meninas ia para um culto de libertação; ela estava de pé e eu assentado na poltrona de janela à direita da condução. De repente aquela irmã foi tomada pelo poder de Deus e tocou em meu braço e profetizou bem alto: “Servo, estou contigo nesta luta, vou te abençoar no teu ministério; tenho uma obra grande contigo em Missões”. Poucos meses depois eu estava reintegrado à Plataforma, um ano depois eu fui ordenado a ministro do Evangelho e cinco anos depois fui nomeado secretário de missões na Assembléia de Deus em Todos os Santos.
Eu estava de fato muito abatido, triste e em grande crise; a irmã que não sabia que eu era cristão - o meu traje não identificava - não titubeou, entregou a profecia de Deus, não foi profetada.

“Profetadas” – um perigo!

Eu já ouvi muitas “profetadas”, mas não as recebi. Pela misericórdia de Deus, nunca fui vítima de nenhuma delas, Sempre fui bem orientado pelos meus pastores, Nelson de Souza Nogueira (também meu pai) Sebastião Firmino de Assunção (saudosa lembrança) e atualmente, José dos Santos.
As vítimas de profetadas podem ficar seriamente abaladas. A melhor maneira de não se tornar uma delas é vigiar. A Bíblia tem ensinamentos claros sobre os dons espirituais e sobre a validade das profecias.

Como saber se é profecia ou profetada?

É fácil, porém a resposta pode não ser imediata. Vivemos em um mundo aonde a velocidade vem sendo cada vez mais requerida, assim, muitas pessoas não têm paciência de esperar o fiel cumprimento de uma palavra. A veracidade de uma previsão (que não foge aos princípios bíblicos) só pode ser constatada conforme prescreveu Moisés: “E, se disseres no teu coração: Como conhecerei a palavra que o SENHOR não falou? Quando o profeta falar em nome do SENHOR, e essa palavra não se cumprir, nem suceder assim; esta é palavra que o SENHOR não falou; com soberba a falou aquele profeta; não tenhas temor dele” Dt 18.21,22.

Eu dependo da Graça de Deus

Ev. Enoque Nogueira
Evangelista, bacharel e mestrando em teologia pela FETSU; Pregador e Palestrante. Membro da Assembléia de Deus na Penha, Rua Montevidéu, 1191, Penha, Rio de Janeiro, RJ. evangelistaenoque@gmail.com.

Fonte: Ministério Apostólico Atos Dois via ! Sem Profetada ou Sem profetadas!

domingo, 14 de setembro de 2008

Reverso

A diversão on line de fim de semana está de volta.
 
Hoje trazemos o jogo Reverso, um jogo que exige algo da nossa coordenação motora e que necessita reações rápidas. Veja imagem dele abaixo. Clique aqui para ir à página do Reverso.
 
reverso
 
O objetivo de cada nível do jogo é levar o quadrado azul ao alvo. Só tem um problema: o movimento do quadrado na tela corresponde ao contrário do que você faz com o mouse, ou seja, se você mover o mouse pra baixo, o quadrado vai pra cima, por exemplo. Se você tocar as paredes, as partes em movimento ou o quadrado preto (que irá se mover durante o jogo, indo em sua direção), você perde.
 
Boa diversão!!

sábado, 13 de setembro de 2008

A sensação da presença de Deus... C. S. Lewis

É comum ver, nos dias de hoje, cada vez mais artifícios elaborados pelo homem com o intento de "sentir a presença de Deus". Minha intenção não é enfatizar os fatos bizarros que têm acontecido no meio neo-petencostal, mas, sim, tentar explicar, não com minhas palavras, mas com as de alguém muito mais sábio que eu, a diferença entre a presença de Deus e a sensação da presença de Deus.

Certa vez, fui em um retiro em Curitiba em que um dos ministros de louvor alertou o pessoal para que se abrisse um corredor para Jesus entrar. Algum tempo depois, em uma breve reflexão, comecei a perceber que um ato com esse parece, em princípio, demonstrar muita "fé", porém, é exatamente o oposto que ocorre: incredulidade.

Ora, Jesus não disse que "onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, eu estarei no meio deles"? Essa é uma promessa feita pelo próprio Deus! Se todos estávamos reunidos, louvando a Deus, em nome do Cristo, faz sentido dizer que Jesus estava por chegar? Mas é a ânsia do homem pós-moderno, que quer sentir, que precisa tocar, que não crê enquanto não vê. É o "ver para crer".

Os prejuízos que decorrem dessa incredulidade são imensos! Basta olharmos para a atual situação das igrejas neo-petencostais. Apenas para esclarecer: não quero ser o cara que apenas critica, mas sim o que se preocupa, ora e ajuda. Tenho tantas ou mais falhas do que eles. Não me entendam mal. Mas, aqui fica o conselho:

E é claro que a presença de Deus não é o mesmo que a sensação da presença de Deus. Esta pode ter origem na imaginação; aquela pode ser vivida sem nenhuma "consolação sensível". O Pai não estava de fato ausente quando Jesus disse: "Por que me abandonaste?". Vemos aí o próprio Deus, como homem, submetido à sensação humana de ser abandonado. A verdadeira comparação, no nível natural, parece estranha para ser dita por um homem solteiro a uma senhora, ao mesmo tempo, porém, é por demais ilustrativa para não ser usada. O ato que gera uma criança deve ser, e em geral é, praticada por prazer. Todavia, não é o prazer que gera a criança. Onde há prazer pode haver esterilidade; onde não há prazer, o ato pode ser fértil. No casamento espiritual entre Deus e a alma, ocorre o mesmo. É a presença real, não a sensação da presença, do Espírito Santo que gera Cristo em nós. A sensação da presença é um dom formidável, e agradecemos quando recebemos, e só isso.

C.S. Lewis - Cartas a uma senhora americana

Connect2Earth


Já encontrou sua turma?


Que tal conhecer pessoas do mundo inteiro preocupadas com meio ambiente?


O Connect2Earth é uma comunidade on-line onde você pode inserir vídeos, fotos e mensagens e contar a todos como você cuida do planeta. Além disso, sua ajuda pode se transformar em prêmios.


Para participar, basta visitar o site www.connect2earth.org e enviar imagens, vídeos e mensagens para concorrer nas votações. Os conteúdos mais votados ganham celulares oferecidos pela Nokia. Os ganhadores são anunciados no final de cada mês.Além disso, uma seleção dos melhores vídeos, fotos e mensagens será apresentada durante o Congresso Mundial de Conservação, que acontece de 5 a 14 de outubro, em Barcelona, na Espanha.Durante os 10 dias de encontro, ambientalistas, organizações não-governamentais, governos e empresas do mundo inteiro vão se reunir para discutir a conservação do planeta. Ao se juntar á Comunidade Connect2Earth, sua mensagem pode chegar até eles.Essa é a sua chance de fazer o mundo saber o que você tem a dizer. Participe você também desta grande iniciativa da Rede WWF em parceria com a União Mundial para a Natureza ( IUCN) e Nokia.


Fonte: http://www.wwf.org.br/

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Bicicletada de Maceió


ESTE MÊS, A BICICLETADA SERÁ REALIZADA EM DOSE DUPLA, NOS DIAS 20/09 E 27/09, COM SAÍDA DO POSTO 7, NA JATIÚCA E CHEGADA NA PRAÇA SERGIPE, NO FAROL.

PARA MAIS INFORMAÇÕES, ENTRAR EM CONTATO COM:
ciclistasdemaceio@gmail.comciclistasdemaceio em gmail.com

Informamos que deixamos algumas sugestões de material para aqueles que quiserem fazer panfletagemno dia da bicicletada. Lembramos que são apenas sugestões e que, cada um pode e deve ter a liberdadepara criar seus próprios panfletos, caso não queira fotocopiar os que oferecemos como exemplo.

O material encontra-se em 3 locais, devendo perguntar ao atendente pela "pasta da bicicletada":


- Papelaria Global, na Rua Barão de Penedo, no Centro (em frente à Secretaria Estadual da Gestão Pública);

- Multicópias, na Pajuçara, vizinho ao Hotel Ouro Branco;

- Gráfica Impressos, na Praça do Centenário, próximo às drogarias.

A arte em arame de Terry Border

Terry Border é um ex-fotógrafo norte-americano que começou a fazer esculturas usando arame, gostou e...

bem...

vejam o que ele faz!


wo fire-eater_blog
.
Fidel, o engolidor de fogo
(Duma série de trabalhos que mostra acidentes num circo onde os personagens são amendoins)
[Os títulos em negrito são os originais dados por Terry]
.
.
wo nail_polish_girl
.
Nail polish girl
.
.
wo olive-mag-pic
.
Luta de um picles com uma azeitona.
.
.
wo P5_R1_C_RowOneC-C
.
The dip
.
.
wo banana-splits
.
As laranjas ancestrais eram boas caçadoras
.
.
wo Great-Orange-Hunter
.
Great orange hunter
.
.
wo chained_to_his_desk
.
Preso em sua mesa de trabalho
.
.
wo kitchen fly
.
Mosca de cozinha
.
.
wo title_to_come_later
.
Dois torrões de açúcar. O pirata condena o outra a andar na prancha pra acabar no chocolate quante. O coitado do condenado implora por sua vida de joelhos.
.
.
wo Another accident happened today
.
Mais um acidente no circo
.
.
wo red-spider0561
.
Aranha
.
.
wp finalchapstickweb
.
Skatistas
.
.
wo BookMark-Editor-web
.
BookMark Editor
.
.
Todas as fotos tiradas de seu blog e website. Veja mais um monte de trabalhos no blog do Terry.

Mas como?...

cool-pictures-11658

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

C. S. Lewis - Visões ofuscadas de Deus

Tratando-se de conhecer a Deus, a iniciativa veio da parte dele. Se ele não se mostra, não há nada que você possa fazer para encontrá-lo. E, de fato, ele se revela muito mais a certas pessoas do que a outras, não porque faça acepção, mas porque é impossível que ele se mostre por completo a um ser humano cuja mente e cujo caráter estão em péssimas condições. É como a luz do sol que, embora não tenha preferências, não consegue refletir-se num espelho sujo de forma tão clara quanto num espelho limpo. Você pode colocar isso de uma outra forma, dizendo que, enquanto em outras ciências os instrumentos são coisas externas a você mesmo (como microscópios e telescópios), o instrumento por meio do qual você vê a Deus é o seu ser. E se esse “ser” não for mantido limpo e luminoso, seu olhar para Deus ficará obscurecido – à semelhança da lua vista num telescópio sujo. Eis por que nações horríveis têm religiões horríveis: elas sempre olharam para Deus com lentes sujas.


C.S. Lewis - Mero Cristianismo

Related Posts with Thumbnails