sábado, 14 de março de 2009

O exemplo das Ilhas Canárias

Uma notícia lá do Metamorfose Digital.

O governo das ilhas Canárias fez um acordo com a Associação de Supermercados, para distribuir os alimentos dos estabelecimentos, entre as pessoas mais carentes, no mesmo dia ou no dia posterior ao seu vencimento, quando devem ser retirados dos expositores.

"Os produtos que superam sua data de consumo preferente ainda não caducaram, a margem de segurança utilizada na industrialização de alimentos cobre com folga este período quando os alimentos serão distribuídos. Eles não estão estragados", disse o porta-voz do governo, Martin Marrero.

Os critérios que determinarão a partilha serão estabelecidos pela Assessoria de Bem-estar Social do governo. Os governantes esperam que todos hiper-mercados adam a esta iniciativa, que pretende chegar a todas as ilhas.

Não sei dizer se aqui no Brasil as datas de validade dos produtos têm essa margem de segurança. Sei, e já vi na televisão há vários anos, que os restaurantes, comuns e self-services (e parece que os supermercados também), preferem jogar os alimentos vencidos no lixo a dá-los a instituições de caridade porque, se o povo comer e passar mal, os doadores dos alimentos são responsabilizados. Nessa notícia aqui fala mais algo.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails