terça-feira, 21 de julho de 2009

Jovens com uma visão

Mark Moring em Cristianismo Hoje
 
 
austin_gutwein
Austin Gutwein em The Rebelution.
 
 
A história de dois adolescentes que levantaram mais de 1 milhão de dólares para os órfãos da AIDS na África.
 
Os adolescentes norte-americanos estão se importando com alguma coisa.
 
De acordo com um estudo feito em 2005 pela Corporation for National and Community Service, aproximadamente 15,5 milhões de adolescentes – 55 por cento – participam de atividades voluntárias. O número de adolescentes voluntários é quase duas vezes maior que o de adultos, com 29 por cento. Os jovens voluntários somam mais de 1,3 bilhões de horas de serviços comunitários a cada ano, no EUA.
 
Muitos dos serviços são prestados em igrejas, levantando dinheiro para os mais necessitados. Grupos de jovens que se esforçam para levantar fundos (maratonas de voley, corridas de 30 horas) são matérias de capa dos jornais locais. Mas, às vezes, o empenho da juventude cristã é tão extraordinário, que se torna notícia nacional.
 
Christianity Today entrevistou dois desses adolescentes, também para contribuir com esse movimento.
 
Na maior parte dos times de basquete, se você errar a metade de seus três arremessos, simplesmente você estará no banco. A menos que você esteja jogando pelo Hoops of Hope (Gritos de Esperança). Mesmo o capitão do time – Austin Gutwein, que fundou o grupo há 14 anos – só acerta 50 por cento de seus arremessos livres. Mas, tudo o que importa para ele é que, por cada lance livre que ele arremessa – não importa quantos ele marque – um outro órfão da AIDS na África é ajudado. Esta é a premissa do Hoops of Hope, cujo fundador Austin, na idade de nove anos, criou após assistir a um vídeo da Visão Mundial sobre a AIDS na África. A história focava uma menininha da Zâmbia que havia perdido seus pais para a AIDS.
 
hoh_logo
 
“Ela estava sozinha vivendo dentro de uma cabana de barro, encolhida sob uma lona, na chuva”, diz Austin, que vive com sua família – os pais Dan e Denise e a irmã Brittany, 13 anos – em Mesa, Arizona. “Era incrivelmente triste. Eu comecei a pensar em como seria a minha vida se eu perdesse os meus pais, e eu nem conseguia imaginar isso”.
 
“Eu senti como se Deus estivesse me dizendo para fazer alguma coisa”.
 

1 comentários:

Anônimo disse...

Olá vejo que vcs colocam radios evangélicas aki e tenho uma indicação...existe uma radio na net que é uma benção: MRP Music Radio o site é www.mrpmusicradio.com.br

Related Posts with Thumbnails