sábado, 28 de novembro de 2009

Em busca da nova energia

Conseguirá o homem deter a catástrofe climática global iminente? …e, especificamente, tendo em mãos o que “ficará decidido” na convenção de Copenhague lá em dezembro? Bem, nós cristãos somos tendencioso a responder dizendo não, ou, numa previsão otimista, mais ou menos.
 
O fato é que boas intenções para evitar o pior já existem por aí mundo afora: boas ideias, planos, invenções e sabe-se mais lá o quê. Entretanto, essas boas intenções – ou antecessoras delas, já que tem coisa que é ideia muito recente – já deveriam estar sendo postas em prática há muito tempo (décadas?)!
 
Para engajar-se nesta guerra do clima, ou para simplesmente tomar conhecimento dessas boas intenções da humanidade, a título de curiosidade, é que o Mural recomenda a leitura da matéria Em busca da nova energia, uma reportagem da revista Época de abril deste ano. Ela fala de várias ideias, planos e produtos/invenções que viriam vêm ou virão até nós como aliados na luta contra a catástrofe do clima. A matéria também tem um infográfico explicando porque a Terra esquenta, mostrando os maiores emissores globais de gases prejudiciais à camada de ozônio y otras cositas más.
 
 
Abaixo, um pouco do que você vai encontrar na matéria.
 
Honda FCX Clarity [revista Época]

Este faz água
Eleito o “carro verde mundial” durante o Salão do Automóvel de Nova York, o Honda FCX Clarity é movido a baterias com tecnologia de células de combustível. O motor gera energia ao transformar hidrogênio e oxigênio em água. Três vezes mais econômico que a gasolina, atinge 160 km/h. Já é vendido nos Estados Unidos, na Europa e no Japão

Geobulb [revista Época]

GeoBulb
A GeoBulb criou uma lâmpada feita com LED no formato, tamanho e encaixe da incandescente. Segundo a GeoBulb, ela dura 20 anos, ligada quatro horas por dia

Cede da empresa Sovna [revista Época]

Cata-ventos na cidade
A israelense Sovna criou turbinas eólicas para ser instaladas no topo de edifícios. As primeiras já estão funcionando na própria sede, em Tel Aviv. A Sovna afirma que, se a tecnologia for largamente usada, a eletricidade gerada poderá atender a 3% das necessidades de uma cidade inteira

 
 
Veja também:
■ Clique na categoria Meio Ambiente (barra lateral do bog) e veja mais textos e coisas correlatas
Mudanças climáticas são piores do que se pensava [tá na mesma edição da Época citada anteriormente]
O novo embaixador do clima [é duma edição da Época do começo deste mês de novembro]
Seja a mudança [post do blog Sustentável é pouco, do Denis Burgierman]

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails