quarta-feira, 15 de abril de 2009

Fé sob medida [1]

Pessoal, o Mural já tá com uns dois vídeos postados hoje, mas esse aqui é pequenino. Trata-se da reportagem inicial de uma série que o SBT parece estar exibindo esta semana – a série chama-se justamente Fé sob medida e vai falar sobre o aumento do número de igrejas/denominações no país (ou, pelo menos, em São Paulo) e das particularidades de cada uma.
 
Este primeiro vídeo que tá lá no Notícias UOL com o título "Fé sob medida": Em SP, surge uma igreja a cada dois dias é uma introdução à série, e ele já vem divulgando alguns nomes estranhos das novas denominações/igrejas.
 
Amanhã postaremos a segunda reportagem. Você não perde por esperar!
 
 

2 comentários:

Anônimo disse...

Parabenizo o SBT pela série de reportagens! A Igreja não é um clube! Evangelho implica em mudança. Jesus disse: "Vinde a mim todos vós que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei..." O fato da pessoa vir ao evangelho como está não significa que fique como está - é necessário mudança. Jesus nos convida para que nos tornemos seus servos; o que se vê hoje são pessoas se servindo do evangelho, pregando um evangelho cheio de fermento filosófico e vivendo um evangelho distorcido; Jesus asseverou sobre falsos mestres, profetas, pastores, obreiros fraudulentos, etc... A Bíblia diz o seguinte em Gálatas 5:19-25: “Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos em Espírito, andemos também em Espírito.” Nada, nenhum discurso, nenhum argumento se equipara ou se sobrepõe à soberania da Bíblia e ela também não pode ser interpretada segundo as nossas conveniências - "2 Pedro 1:20 Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação.". Se você quer ser impactado pelo Evangelho, renuncie-se a si mesmo e siga a Cristo; permita que seja o Senhor de sua vida; entregue-se inteiramente a ELE. Do contrário, no máximo você será um mero religioso politicamente correto.
César de Alencar Affonso

Anônimo disse...

Concordo, César.


JT Ollemhebb [Muralista]

Related Posts with Thumbnails