terça-feira, 12 de maio de 2009

A convivência religiosa no Egito

Quando tava procurando uma foto pra botar no post “Muçulmanos egípcios utilizam a gripe suína como pretexto para perseguir cristãos” na sexta-feira passada (8 de maio) achei o site As aventuras de uma brasileira no Egito, o blog de uma brasileira muçulmana que vive com seu marido lá naquele país. Aí, dando uma navegada rápida nas postagens, achei um muito interessante intitulado “Cristãos Coptas e Muçulmanos no Egito!!!” onde Barbrinha (o apelido da dona do blog) fala um pouco de como é o convívio entre as pessoas destas duas religiões. Resolvi publicá-lo aqui no Mural.
 
Será que por aqui alguns de nós não andamos fazendo as mesmas coisas que muitos por lá fazem? Mas que coisas?… As coisas “religiosas”! Vá em frente e… Boa leitura!
 
 
 
Wrist Coptic Cross Pictures, Images and Photos
Um assunto que dá muito pano pra manga é esse.

Como convivem os cristãos e os muçulmanos aqui no Egito?

Como já contei a vocês, o Egito é um píis de muçulmanos, e o número de cristãos é muito pequeno.

Cerca 90% da população é muçulmana sunita, e 9% são cristãos coptas.

Então, os coptas são a minoria absoluta por aqui.

Há alguns problemas entre eles, muitos não convivem bem, mas não estou dizendo que saem guerreando por aí; simplesmente se ignoram.

Facilmente você reconhece um cristão por aqui. Claro que as mulheres não usam hijab, e muitos deles colocam correntes e uma cruz enorme de pingente. Outros possuem uma tatuagem no pulso direito em forma de cruz  bem pequena). Outros a tatuam nas costas da mão e tem gente que faz tudo ao mesmo tempo.

Alguns muçulmanos torcem o nariz quando encontram ou precisam falar com um cristão – eu disse alguns. Outros não ligam, e falam normalmente.

Eu já vi muito copta aqui ser isolado do grupo, não ser bem tratado e, muitas vezes, levar umas palavras ásperas na rua. Mas nada que eles já não estejam acostumados, infelizmente.

Os cristãos não falam “Assalamu Aleikom (Que a Paz de Deus esteja com você)” quando vão cumprimentar alguém. Eles simplesmente dizem “Olá, como vai?”.

Se você não souber que está falando com um cristão e for logo soltando um “Assalamu Aleikom”, ao invés de receber de volta um “Aleikom Salam”, receberá um “Bom Dia”. Aí já aprendeu que a pessoa é cristã, na marra, mas aprendeu.

Na hora de se despedir também os coptas não falam “Ma’ Salam” e sim “Bye”. Se você falar como muçulmano, não obterá respostas, na maioria das vezes.

Quando eu era nova aqui, fui ao curso de inglês pela primeira vez e na sala, assim que cheguei, só tinha uma moça, e eu já fui falando um “Assalamu Aleikom”; ela não me respondeu, pegou a mão colocou no queixo me mostrando o pulso.

Eu, pata, como sou, não entendi o recado e ela passou a aula inteira com a mão no queixo e a tatuagem virada pra mim. Como essa história era nova, não sabia que eles não respondiam o cumprimento e muito menos tinham tatuagem, voltei pra casa e contei pro Maridex o que tinha acontecido, e ele me explicou que ela era copta e não me responderia mesmo… hehehhehe

Não preciso dizer que a menina não foi com a minha cara o nível todo… kkkkkk

Mas no proximo nível, encontrei outra cristã no curso que, ao contrário da outra, não teve paciência em saber que eu não tinha idéia do que se passava por aqui. Essa, hoje, é minha grande amiga.

Saímos juntas numa boa, ela me visita, eu a visito – vida normal como teria aí no Brasil. Não preciso saber a religião dela para gostar ou não, mas sim preciso saber se ela é uma pessoa do bem. Pra mim é o que importa.

Tá certo que eu cometo altas gafes com ela, atendo o telefone e falando “Assalamu Aleikom” toda animada. Dou “Ma Salam”, aí me toco e a gente acaba rindo desses casos.

Alguns cristãos não gostam de pessoas que eram cristãs e hoje são muçulmanas, como euzinha…hehehhehe…, pois acham que a gente negou a religião deles, e se sentem ofendidos.

Mas eu gosto é de viver em paz com todo mundo. Quer ser meu amigo? Seja bem-vindo. Não quer?… Por favor, o mundo não é só composto por minha pessoa!!!!

Já ouvi casos de deixar os cabelos em pé.

Cristãos que não deixam os filhos pequenos brincarem com os muçulmanos e vice-versa. Acho um absurdo. E falo minha opinião, mas tem coisas aqui que vêm de gerações. Wuem sou eu para mudá-las???

E tem muito muçulmano e cristão que saã muito amigos, sem probelmas nenhum. Na verdade, até no Brasil temos um pouco disso; existem os radicais e os mais maleáveis, em qualquer religião.

Dizem que as melhores escolas são as cristãs, por aqui…

Casamento entre as religiões é algo impensável. As famílias não aceitam, pelos menos, entre egípcios. Já com estranheiros e egípcios, pode-se até pensar no caso.

Alguém tem alguma questão sobre esse assunto?

Ele rende vários posts…

Beijos e fiquem com Deus.

Legal também é dar uma olhada nos comentários que as pessoas deixaram lá no post original.

A foto lá dum pulso com a tatuagem de uma cruz copta foi achada no Photobucket.

JT Ollemhebb

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails