quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Nina Simone


Por vezes, nos locais mais inesperados e nos momentos mais improváveis, somos surpreendidos por uma música fantástica uma melodia que nos cativa e uma voz que nos faz sonhar , essa é a sensação de ouvir Eunice Kathleen Waymon ou como era conhecida Nina Simone.

Em uma semana de marcos na história do mundo onde os EUA tem seu primeiro presidente negro, nada melhor que comemorar os novos tempos com a música contagiante de Nina, ela que foi um símbolo de luta pelos direitos civis em plena época de Martin Luther King. Senhoras e senhores o Som do Mural orgulhosamente apresenta Nina Simone.

Nina Simone nasceu em 21 de Fevereiro de 1933 e morreu em 21 de Abril de 2003, ela foi uma grande pianista, cantora e compositora americana. O nome artístico foi adotado aos 20 anos, para que pudesse cantar Blues, a "música do diabo", nos cabarés de Nova Iorque, Filadéfia e Atlantic City, escondida de seus pais, que eram pastores metodistas. "Nina" veio de pequena ("little one") e "Simone" foi uma homenagem à grande atriz do cinema francês Simone Signoret, sua preferida.

Nina Simone também se destacou e foi perseguida por ser negra e por abraçar publicamente todo tipo de combate ao racismo. Seu envolvimento era tal, que chegou a cantar no enterro do pacifista Martin Luther King. Casada com um policial nova-iorquino, Nina também sofreu com a violência do marido, que a espancava.

Em um breve contato com sua obra, aqueles que não conhecem percebem logo a diversidade de estilos pelos quais Nina Simone se aventurou, desde o gospel, passando pelo soul, blues, folk e jazz.

Veja os clips de Don't let me be misunderstood, Here Comes the Sun e Sinnermam.


0 comentários:

Related Posts with Thumbnails