terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Jesus é verbo e não substantivo.

Ricardo Arjona faz uma crítica magistral aos sistemas religiosos, lembrando-nos que Jesus é muito mais que uma palavra bonita, um conjunto de regras ou uma simples metodologia a ser seguida, que para ele não importa o que falamos, mas sim o que fazemos, lembrando-nos que Jesus é verbo, e não substantivo. Ricardo Arjona é música para a minha alma.


0 comentários:

Related Posts with Thumbnails