segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Sagrado (53º episódio): Judeus

Quarto episódio abordando o tema “Ganância: a permanente tensão riqueza versus felicidade”. Comentários às perguntas “Como desfrutar do luxo quando sabemos do tamanho da miséria existente?” e “É possível usufruir a riqueza sem culpa?” estão a cargo do rabino Nilton Bonder. Nathalia Timberg cita um provérbio tibetano na abertura do episódio: “A maior riqueza consiste em ser generoso, e a maior felicidade está em uma mente serena”.
 
 
 
 
 
Olha só o que o rabino falou no final de sua resposta à primeira pergunta: “Se terminamos a vida com sobra, isso é sinal de administramos muito mal o nosso tempo porque, na verdade, não é tempo que é dinheiro; é vida que é tempo”. Bom pensamento no qual refletir, não? A segunda pergunta tem uma introdução; ela não é só aquilo que está lá em cima, no primeiro parágrafo. Antes, o narrador do episódio fala que às vezes o dinheiro (a riqueza) vem como fruto de muito trabalho, estudo e dedicação, aí é que ele emenda com a pergunta. O rabinho responde, na verdade, à primeira pergunta, não acha? E eu confesso que não entendi muito bem a parte final da resposta.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails